Cesar Romero

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Don Ameche
Cesar Romero, 1973.
Nome completo Cesar Julio Romero Jr.
Nascimento 15 de fevereiro de 1907
Nova Iorque, Estados Unidos Nova Iorque
Morte 1 de janeiro de 1994 (86 anos)
Santa Mônica, Califórnia,  Estados Unidos
Ocupação Ator
Atividade 1933 - 1992
Prêmios Globo de Ouro
Melhor Ator Coadjuvante por If a Man Answers (1963) Nomeado
IMDb: (inglês)

Cesar Julio Romero Jr. (Nova Iorque, 15 de fevereiro de 1907Santa Monica, 1 de janeiro de 1994) foi um ator americano que atuou no cinema, rádio e televisão por quase 60 anos. Sua ampla gama de papéis em cena incluem amantes latinos, figuras históricas em dramas e personagens de comédias domésticas leves como o Coringa da série de televisão Batman, que foi incluído em 2013, na lista dos 60 Maiores Vilões de Todos os Tempos, pela TV Guide.[1]

Biografia[editar | editar código-fonte]

Romero nasceu em Nova York, filho de Maria Mantilla (filha do herói nacional cubano José Martí) e Cesar Julio Romero, seu pai era um importador-exportador de origem italiana de máquinas de refino de açúcar, e sua mãe era uma cantora cubana de concerto.

Esse estilo de vida, no entanto, mudou drasticamente quando seus pais perderam o seu negócio de importação de açúcar e sofreu perdas com a Quebra do Mercado de Ações de 1929. Romero se mudou mais tarde com sua família para Costa Oeste americana que lhe permitiu sustentar sua grande família.

Romero começou sua carreira no cinema na década de 1930 até os anos 50, geralmente em papéis coadjuvantes. Em A Ceia dos Acusados (1934), Romero desempenhou um papel de apoio, muitos dos filmes de Cesar Romero deste período inicial o lançaram em personagens pequenos como gangsteres italianos ou príncipes das Índias Orientais. Seu primeiro papel de destaque foi como Khoda Khan, em A Queridinha do Vovô (1937) dirigido por John Ford.

Fez 20 filmes pela 20th Century Fox co-estrelando com Carmen Miranda e Alice Faye (Aconteceu em Havana, 1941) e Betty Grable (Minha Secretária Brasileira, 1942), também interpretou papais menores, como o pianista Sinjin da banda de Glenn Miller no filme Serenata Azul (1942). Ele também aparece com Frank Sinatra em Onze homens e um segredo (1960).

O magnata da Fox, Darryl F. Zanuck, selecionou pessoalmente Romero para co-estrelar com Tyrone Power o filme Capitão de Castela (1947) dirigido por Henry King. Enquanto Power interpretou um personagem ficcional, Romero apareceu como Hernán Cortés, um conquistador espanhol, conhecido por ter derrubado o Império Asteca de Montezuma e conquistar o centro do atual território do México.

Na televisão, apareceu várias vezes na comédia The Martha Raye Show (NBC) em meados dos anos 1950. Ele fez o papel do tio de Don Diego de la Vega na série Zorro pela rede ABC.[2]

Foi amigo de grandes diretores e trabalhou com John Ford, Ernst Lubitsch, Rubens Donaldson, Otto Preminger e Howard Hawks. Durante as filmagens de Aconteceu em Havana se tornou amigo de Carmem Miranda e se apaixonou pelo Rio de Janeiro, que visitou por duas vezes, uma delas no Carnaval de 1946 ao lado do ator Tyrone Power, de quem era amigo íntimo.

Ficou conhecido internacionalmente pela interpretação do personagem Coringa no seriado televisivo da década de 1960, Batman. Também participou na série de televisão de horário nobre Falcon Crest, entre 1985 e 1988.

  1. Bretts, Bruce; Roush, Matt; (25 de Março de 2013). "Baddies to the Bone: The 60 nastiest villains of all time". TV Guide. pp. 14 - 15.
  2. Bill Cotter. "Zorro: Segunda Temporada: 1958-1959". Acessado em 12/10/2008