Chyna

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Chyna
Laurer, Joanie (2007).jpg
Nascimento 21 de dezembro de 1970 (44 anos)
Rochester
Residência Los Angeles
Carreira na luta profissional
Nome(s)
no ringue
Chyna
Chyna Doll
Chynna
Chynna Doll
Joanie Laurer
Joanie Lee
Just Joanie
Altura 1,78 m
Peso 82 kg
Treinado por Killer Kowalski
Estreia 1995
Aposentadoria 26 de outubro de 2002

Chyna[1] (Joanie Christine Laurer; Rochester, 27 de dezembro de 1970) é uma atriz norte-americana e uma lutadora de wrestling profissional aposentada, mas conhecida por sua passagem na WWE durante a Attitude Era onde foi uma vez WWF Women's Champion e duas vezes WWF Intercontinental Champion. Chyna é uma das únicas mulheres na história da WWF a participar do Royal Rumble match em conjunto com a Beth Pheonix e Charma isso ocorreu na edição do Royal Rumble de 1999.

Estreou na WWF em fevereiro de 1997. Nesse mesmo mês se torna maneger e guarda-costas de Hunter Heurst Helmsley e muda seu ring name para Chyna. Juntos se aliam a Shawn Michaels e Rick Rude para formar uma das stables mais marcantes da história do wrestling a D-Generation X, junto de seu namorado Triple H. Durante sua passagem pela WWF teve feuds com vários lutadores e lutadoras como Steve Austin, Mark Henry, Jeff Jarrett, Chris Jericho, Eddie Guerrero(de quem foi namorada) e Ivory.

Intercontinental Champion[editar | editar código-fonte]

O primeiro título Chyna na WWF não foi o título feminino e sim o WWF Intercontinental Championship, no No Mercy de 1999 ela derrotou o então campeão Jeff Jarrett para se tornar a primeira e única mulher a conquistá-lo. Repetiu a conquista em outra oportunidade no SummerSlam de 2000junto com Eddie Guerrero ao derrotar em uma Mixed Tag Team match o então campeão Val Venis e Trish Stratus. O terceiro reinado de Chyna como intercontinental champion é controverso, esse fato se deve a que a luta ocorrida entre ela e Chris Jericho na edição da SmackDown gravada em 28 de dezembro de 1999 e transmitida dia 30 ter acabado em um double pinfall, com o resultado ambos foram declarados co-vencedores. Esse compartilhamento durou até a edição do Royal Rumble de 2000 quando Jericho derrotou Chyna e ficou como único campeão, esse período não é reconhecido pela WWE.

Women's Championship[editar | editar código-fonte]

A conquista do WWF Women's Championship ocorreu na WrestleMania X-Seven onde derrotou a então campeã Ivory, foi a única vez em que foi campeã feminina. Manteve o título até sua saída da WWF em 30 de novembro de 2001 quando seu contrato acabou, ela nunca perdeu uma luta em que estivesse em jogo o women's championship, construindo seu legado no wrestler por ser uma mulher incrivelmente forte e talentosa, além de sua coragem enfrentando grandes superstars como Rikishi.

No wrestling[editar | editar código-fonte]

  • Finishing and signature moves
  • Pedigree (Double underhook facebuster) - Adotado por Triple H
  • Powerbomb
  • DDT
  • Gorilla press slam
  • Handspring back elbow
  • Jawbreaker
  • Low blow
  • Powerslam
  • Wrestlers de quem foi manager
  • D-Generation X
  • Eddie Guerrero
  • The Corporation
  • Triple H
  • The Kat
  • Nicknames
  • "The Ninth Wonder of The World"
  • Tema de entrada
  • "Break it Down" por the DX Band (com parte de D-Generation X)
  • "No Chance in Hell" por Jim Johnston (como parte The Corporation)
  • "My Time" por e DX Band (associada com Triple H)
  • "Who I Am" por Jim Johnston

Campeonatos e prêmios[editar | editar código-fonte]

  • International Wrestling Federation
    • IWF Women's Championship (1 vez)
  • Pro Girls Wrestling Association
    • Rookie of the Year (1996)

Referências

  1. Chyna Changes Name, Tells McMahon to "Bring It!" TMZ (2007-11-07). Visitado em 2007-11-09.
  2. Pro Wrestling Illustrated Top 500 - 2000 Wrestling Information Archive. Visitado em 2008-05-05.
  3. Laroche, Stephen (2000-10-27). The real Chyna revealed SLAM! Wrestling. Visitado em 2008-08-07.

Ligações externas[editar | editar código-fonte]