Chyna

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Chyna
Nome(s)
no ringue
Chyna
Chyna Doll
Chynna
Chynna Doll
Joanie Laurer
Joanie Lee
Just Joanie
Altura 1,78 m
Peso 82 kg
Nascimento 21 de dezembro de 1970 (43 anos)
Rochester
Residência Los Angeles
Treinado por Killer Kowalski
Estreia 1995
Aposentadoria 26 de outubro de 2002

Chyna[1] (Joanie Christine Laurer; Rochester, 27 de dezembro de 1970) é uma atriz norte-americana e uma lutadora de wrestling profissional aposentada, mas conhecida por sua passagem na WWE durante a Attitude Era onde foi uma vez WWF Women's Champion e duas vezes WWF Intercontinental Champion. Chyna é a única mulher na história da WWF a participar do Royal Rumble match isso ocorreu na edição do Royal Rumble de 1999.

Estreou na WWF em fevereiro de 1997. Nesse mesmo mês se torna maneger e guarda-costas de Hunter Heurst Helmsley e muda seu ring name para Chyna. Juntos se aliam a Shawn Michaels e Rick Rude para formar uma das stables mais marcantes da história do wrestling a D-Generation X, junto de seu namorado Triple H. Durante sua passagem pela WWF teve feuds com vários lutadores e lutadoras como Steve Austin, Mark Henry, Jeff Jarrett, Chris Jericho, Eddie Guerrero(de quem foi namorada) e Ivory.

Intercontinental Champion[editar | editar código-fonte]

O primeiro título Chyna na WWF não foi o título feminino e sim o WWF Intercontinental Championship, no No Mercy de 1999 ela derrotou o então campeão Jeff Jarrett para se tornar a primeira e única mulher a conquistá-lo. Repetiu a conquista em outra oportunidade no SummerSlam de 2000junto com Eddie Guerrero ao derrotar em uma Mixed Tag Team match o então campeão Val Venis e Trish Stratus. O terceiro reinado de Chyna como intercontinental champion é controverso, esse fato se deve a que a luta ocorrida entre ela e Chris Jericho na edição da SmackDown gravada em 28 de dezembro de 1999 e transmitida dia 30 ter acabado em um double pinfall, com o resultado ambos foram declarados co-vencedores. Esse compartilhamento durou até a edição do Royal Rumble de 2000 quando Jericho derrotou Chyna e ficou como único campeão, esse período não é reconhecido pela WWE.

Women's Championship[editar | editar código-fonte]

A conquista do WWF Women's Championship ocorreu na WrestleMania X-Seven onde derrotou a então campeã Ivory, foi a única vez em que foi campeã feminina. Manteve o título até sua saída da WWF em 30 de novembro de 2001 quando seu contrato acabou, ela nunca perdeu uma luta em que estivesse em jogo o women's championship, construindo seu legado no wrestler por ser uma mulher incrivelmente forte e talentosa, além de sua coragem enfrentando grandes superstars como Rikishi.

No wrestling[editar | editar código-fonte]

  • Finishing and signature moves
  • Pedigree (Double underhook facebuster) - Adotado por Triple H
  • Powerbomb
  • DDT
  • Gorilla press slam
  • Handspring back elbow
  • Jawbreaker
  • Low blow
  • Powerslam
  • Wrestlers de quem foi manager
  • D-Generation X
  • Eddie Guerrero
  • The Corporation
  • Triple H
  • Nicknames
  • "The Ninth Wonder of The World"
  • Tema de entrada
  • "Break it Down" poe the DX Band (com parte de D-Generation X)
  • "No Chance in Hell" por Jim Johnston (como parte The Corporation)
  • "My Time" por e DX Band (associada com Triple H)
  • "Who I Am" por Jim Johnston

Campeonatos e prêmios[editar | editar código-fonte]

  • International Wrestling Federation
    • IWF Women's Championship (1 vez)
  • Pro Girls Wrestling Association
    • Rookie of the Year (1996)

Referências

  1. Chyna Changes Name, Tells McMahon to "Bring It!" TMZ (2007-11-07). Visitado em 2007-11-09.
  2. Pro Wrestling Illustrated Top 500 - 2000 Wrestling Information Archive. Visitado em 2008-05-05.
  3. Laroche, Stephen (2000-10-27). The real Chyna revealed SLAM! Wrestling. Visitado em 2008-08-07.

Ligações externas[editar | editar código-fonte]