Wade Barrett

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Wade Barrett
Nome(s)
no ringue
'Wade Barret'
Stu Sanders
'The Pinaccle Stu Sanders
Bad News Barrett
Altura 2,01 m
Peso 112 kg
Nascimento 10 de Agosto de 1980 (33 anos)
Preston, Inglaterra
Treinado por Al Snow
Jon Ritchie
Estreia junho de 2004

Stuart Alexander "Stu" Bennett (Preston, 10 de Agosto de 1980) é um wrestler profissional inglês, que atualmente trabalha para a WWE, sendo o atual Campeão Intercontinental. Ele atua na brand Raw com o ring name de Bad News Barrett. Ele foi o vencedor da primeira temporada da WWE NXT, e foi o líder da The Nexus e também foi líder do The Corre. Bennett teve vários ring names, como Stu Bennett (seu nome real), Stu Sanders e Lawrence Knight.

Carreira[editar | editar código-fonte]

Circuito independente[editar | editar código-fonte]

Bennett foi treinado por Jon Richie e Al Snow. Ele fez sua estréia profissional em Junho de 2004 entrando na 30-man Battle Royal da NWA sob o ring name de Stu Sanders. Sanders também lutou em alguns eventos da Dropkixx Wrestling.

Sanders também lutou para a Real Quality Wrestling, perdendo para o futuro WWE Champion Sheamus, então conhecido como Sheamus O'Shaughnessy, em 24 de Março de 2007 no York Hall em Bethnal Green, Londres.

World Wrestling Entertainment[editar | editar código-fonte]

Territórios de desenvolvimento[editar | editar código-fonte]

Barrett no Florida Championship Wrestling em 2010.

Em Outubro de 2007, Barrett assinou um contrato de desenvolvimento com a WWE e foi para a Ohio Valley Wrestling (OVW) com o ring name de Stu Sanders, e foi derrotado por Ace Steel em uma dark match, em sua estréia. Ele depois fez uma tag com Paul Burchill e começaram a competir em várias lutas contra os Major Brothers. Em 2 de Janeiro de 2008, Sanders e Burchill venceram Colt Cabana & Charles Evans em um torneio valendo o OVW Southern Tag Team Championship. Sanders & Burchill ficaram com o título por cerca de dois meses, quando perderam para Los Locos (Ramón e Raúl) em uma fatal four way tag team match que também tinha The Insurgency (Ali e Omar Akbar) e The Mobile Homers (Ted McNaler e Adam Revolver). Depois da WWE terminar seu relacionamento com a OVW como território de desenvolvimento, Sanders, junto com outros wrestlers, foi movido para a Florida Championship Wrestling(FCW).

Em 6 de Maio de 2008, Sanders e Drew McIntyre, conhecidos como The Empire, derrotaram The Puerto Rican Nightmares (Eddie Colón e Eric Pérez) vencendo o FCW Florida Tag Team Championship. Eles perderam o title para Nightmares no primeiro episódio televisionado da FCW. A tag acabou e Sanders mudou seu ring name para Lawrence Knight em 9 de Outubro de 2008. Em Agosto de 2009, Bennett teve seu ring name novamente mudado, para Wade Barrett. Depois de Josh Mathews e Byron Saxton virarem comentaristas da ECW, Barrett começou a trabalhar como comentarista junto de Dusty Rhodes.

WWE NXT, RAW e Nexus - (2010-2011)[editar | editar código-fonte]

Foi anunciado em 16 de fevereiro de 2010 que Barrett participaria da primeira temporada da WWE NXT, com Chris Jericho como seu mentor[1] . Ele fez seu debut na NXT no primeiro episódio depois da vitória de Chris Jericho sobre Daniel Bryan[2] . Barrett fez seu debut no ringue no episódio seguinte vencendo Bryan[3] . Em 13 de Abril, Barrett venceu o desafio "talk the talk" e por isso ganhou uma própria música de entrada (theme). Em 11 de Maio, depois da eliminação de Daniel Bryan, Barrett estava na primeira colocação na Pros Poll. Em 1 de Junho de 2010, Barrett ganhou a primeira temporada e um contrato com a WWE.

No RAW de 7 de Junho de 2010, Barrett estava na vanguarda de um ataque dos rookies da NXT. Eles interferiram no main event entre John Cena e CM Punk, atacando ambos e atacando também comentaristas, ring announcer e destruíram o ringue. Na edição seguinte do RAW, Barrett e os outros rookies, com exceção de Daniel Bryan que foi demitido, pediram para o General Manager Bret Hart para dar a eles um contrato, mas Hart o demitiu. Mais tarde no show, os rookies viram Hart entrando em uma Limousine e causaram um acidente de carro. No PPV Fatal 4-Way, os rookies interferiram no main event pelo WWE Championship envolvendo John Cena, Randy Orton, Sheamus e Edge, custando a possível vitória de John Cena. Na noite seguinte, no RAW, Vince McMahon demitiu Bret Hart e anunciou o novo General Manager da brand, que contratou os sete rookies da 1ª temporada da NXT. Durante o main event entra Sheamus e John Cena, a stable atacou John Cena e McMahon.

Barrett liderando o The Nexus em Novembro de 2010.

Na semana seguinte, o grupo se auto denominou como "The Nexus". Na semana seguinte, o General Manager anônimo anunciou que teríamos The Nexus vs John Cena. Cena se recusou e atacou um dos membros da stable, Darren Young. The Nexus, sem Darren Young competiram em sua primeira luta, vencedo John Cena em uma six-on-one handicap match. The Nexus continuou a feud com John Cena e o roster da RAW, resultando em uma seven-on-seven elimination tag team match no SummerSlam. Barrett foi o último que sobrou da Nexus, porém perdeu para Cena. No episódio número 900 da RAW, The Nexus com exceção de Skip Sheffield e Darren Young, machucado e expulso respectivamente, enfrentaram John Cena, Edge, Randy Orton, Sheamus e Chris Jericho em um 5-on-5 Elimination Match. Jericho e Edge se recusam a lutar e saem do ringue, então ficam apenas Orton, Cena e Sheamus.Barrett venceu a luta para seu time eliminando por último Randy Orton. No Night of Champions, participou de uma Six Pack Challenge Elimination pelo WWE Championship contra Sheamus, Cena, Randy Orton, Jericho e Edge, foi eliminado por Randy Ortonno Raw seguinte foi desafiado por John Cena para uma luta no Hell in a Cell onde Barrett ganhou após a interferência de Husky Harris e Michael McGillicutty. Após isso ele enfrentou Randy Orton no Bragging Rights e ganhou por DQ, então ele iria enfrentar Randy Orton no Survivor Series 2010 tendo John Cena como juiz dessa luta e tem duas estipulações: se Wade Barret ganhasse, Cena estaria fora dos Nexus e se Randy Orton ganhar, Cena seria demitido. Após a noite de Survivor Series, Cena foi motivado a perder sua vaga na WWWE, entregando a vitória para Randy Orton, e entregando o WWE Champion também, e assim Cena foi demitido, e Barrett continuou sua saga pelo WWE Champion na próxima RAW ele decidiu uma rematch, e o GM aceitou, porém no final da match do main event, Cena fez sua aparição especial aplicando um Attitude Adjustment, em Wade barrett, que Randy orton logo finaliza sua sequência com um RKO e Wade perde a luta. Cena continuou atacando todos os membros do Nexus até 13 de Dezembro, onde Barrett recontratou Cena, com as condições de que Cena enfrentasse David Otunga naquele dia e no PPV TLC: Tables, Ladders & Chairs enfrentasse ele em uma chairs match, Cena concorda, no final da noite enquanto Cena enfrentava Otunga, Barrett faz com que todos os membros do Nexus virem as costas para Otunga, e se retira, porem volta algum tempo depois para apreciar o sofrimento de David Otunga. No main event do PPV Barrett e Cena lutaram e Wade perdeu. Após a luta terminar Cena o levou até o stage e o colocou embaixo de uma plataforma de madeira e a "enterrou" com 23 cadeiras que faziam parte da decoração do pay-per-view[4] . Na Raw do dia 27 de Dezembro CM Punk se revela com novo membro do Nexus[5] e Wade não aparece.

SmackDown, The Corre e Intercontinental Championship - (2011 - 2012)[editar | editar código-fonte]

Barrett se dirigindo aos fãs.

Na semana seguinte Wade aparece no RAW e o GM disse que ele enfrentará Sheamus e Randy Orton numa Triple Threat Steel Cage, e com a estipulação de CM Punk que se Wade ganhar, ele seria líder dos Nexus novamente e se perder estará fora do grupo, no final da luta, CM Punk apareceu para ajudar Wade, mas ele tira o bracelete dele e chuta ele para o ringue e CM Punk desiste da estipulação e Orton vence a luta e Wade foi expulso dos Nexus. Na Smackdown seguinte, em uma Fatal 4-Way, Wade Barret aparece no programa atacando Big Show. Na SmackDown seguinte, ele lutou contra Big Show e perdeu por desqualificação devido a interferência de Heath Slater, Justin Gabriel e Ezekiel Jackson. Formou com os três um grupo chamado The Corre. Na SmackDown, ele e o grupo novamente atacou Big Show. No Raw, ele lutou contra CM Punk, mas a luta terminou sem vencedor, depois disso ocorreu uma briga de todos os participantes do Royal Rumble no ringue. No SmackDown, ele lutou contra Big Show e perdeu por desqualificação. Ele participou do Royal Rumble, mas acabou sendo eliminado. Na SmackDown, ele lutou novamente contra Big Show para o Elimination Chamber 2011 pelo World Heavyweight Championship e ganhou com a ajuda do The Corre. Ele participou do Elimination Chamber numa Elimination Chamber Match, mas acabou sendo eliminado pelo Big Show, que substituiu Dolph Ziggler. Na Smackdown, Wade e o grupo tentou atacar Big Show, mas não teve êxito. Na outra semana, ele novamente lutou contra Big Show e acabou perdendo, depois isso, o grupo tentou novamente atacar Big Show, mas não conseguiram. No dia 25 de Março de 2011 venceu o WWE Intercontinental Championship a Kofi Kingston numa edição do Smackdown. Foi em sua primeira e de todo o seu grupo, The Corre, na WrestleMania na WrestleMania XXVII contra Kane, Big Show, Santino Marella e Kofi Kingston em uma Eight Man Tag Team Match e perderam. Na SmackDown do dia 8 de abril tiveram uma revanche em uma 2-out-3 Falls Match, sofreram o primeiro pinfall depois de Kofi Kingston fazer um Frog Splash em Justin Gabriel seguido do pinfall, fizeram seu primeiro pinfall depois de Barret aplicar um The Wasteland em Marella, o time de Big Show ganhou por DQ após The Corre invadir o ring e atacar Kane quando ele ia aplicar um Chokeslam em Barret. O lutador participou do Elimination Chamber 2012, sendo eliminado por Santino Marella. No RAW seguinte durante uma Battle Royal para determinar o #1 Conterder para o WWE Championship na WrestleMania 28, ao ser eliminado por Big Show, Wade Barrett caiu de mal jeito e lesionou seu ombro, tendo que ficar de fora do evento.

Retorno da Lesão e campeão Intercontinental Championship - (2012)[editar | editar código-fonte]

Barrett durante seu segundo reinado como Intercontinental Champion.

Em 2012, Barrett anunciou que estava completamente recuperado, no dia 7 de setembro, Barrett fez seu retorno vencendo Yoshi Tatsu com uma gimmick de boxeador de rua. Barrett ganhou pela segunda vez o Intercontinental Championship após uma vitória sobre Kofi Kingston no RAW especial de ano novo, que teve como tema Nigh Of Champions, onde todos os campeões tiveram títulos em jogo .

Rivalidade com Bo Dallas e Perda do Intercontinental Championship - (2013-presente)[editar | editar código-fonte]

Durante o Royal Rumble Barrett foi eliminado por Bo Dallas, que era do NXT, se sentindo envergonhado eliminou o novato mesmo já tendo sido eliminado. No RAW do dia seguinte os dois fizeram uma luta em que mais uma vez Dallas saiu vitorioso, envergonhando o Intercontinental Champion. No WWE Main Event da semana anterior foi anunciado que haveria uma Intercontinental Cup para definir o novo #1 Contender ao Intercontinental Championship de Barrett, mas foi cancelada na semana seguinte para dar continuidade a rivalidade entre ele e Bo Dallas. O Torneio foi novamente anunciado para se iniciar em 13 de Fevereiro. No Pre-Show da WrestleMania 29 Wade Barrett foi derrotado por The Miz apos um Figure Four Leg Lock perdendo o Intercontinental Championship. No RAW 8 de abril, depois da WrestleMania 29, Barrett derrotou The Miz reconquistando o Intercontinental Championship. No Pay-Per-View WWE Payback, Barrett, perdeu seu Intercontinental Championship para Curtis Axel, enquanto sofria um Figure Four Leg Lock de The Miz, Curtis fez o pinfall e conquistou o cinturão pela primeira vez. No Money in the bank 2013 Wade Barrett enfrentou Fandango, Jack Swagger, Antonio Cesaro, Damien Sandow, Dean Ambrose e Cody Rhodes na Money In The Bank Ladder Match do SmackDown por uma chance pelo World Heavyweight Championship, mas o vencedor foi Damien Sandow. Depois de algum tempo, sem lutar ele estreia um quadro no dia 2 de Dezembro no Raw, com o nome de #Bad News Barrett, na qual ele fala sobre Más notícias, falando mal do povo e outras coisas. Com esse quadro criado no JBL & Cole Show, da WWE, quando Barrett estreia este quadro, ele muda seu RingName para Bad News Barrett. No extreme rules, derrota Big E, e se torna o novo Intercontinental Champion.

No wrestling[editar | editar código-fonte]

Barrett aplicando seu 'Wasteland' em Randy Orton.
Barrett aplicando um diving elbow drop em Sheamus
  • Movimentos de finalização
  • Alcunhas
    • "The Pinnacle" Stu Sanders (""O Pináculo" Stu Sanders")[6]
  • Feuds
    • WWE
    • John Cena
    • CM Punk
    • Kofi Kingston
    • Ezekiel Jackson
    • Randy Orton
    • Bo Dallas
    • The Miz
    • Curtis Axel
    • Dolph Ziggler
    • Big E
  • Managers
    • Chris Jericho
    • David Otunga
    • Justin Gabriel
    • Heath Slater
    • Huski Harris
    • Skip Shiefield
    • Daniel Bryan
    • Ezekiel Jackson
  • Músicas de entrada
    • "We Are One" por 12 Stones[15] (07 de Junho de 2010 - 03 de Janeiro de 2011; Usado durante o The Nexus)
    • "End of Days" por Jim Johnston (14 de Janeiro de 2011 - 27 de Janeiro de 2012; Usado durante o The Corre)
    • "Just Don't Care Anymore"[16] por American Fangs e Jim Johnston (29 de janeiro de 2012 - 20 de Fevereiro de 2012)
    • "Just Don't Care Anymore V2" por American Fangs e Jim Johnston (7 de Setembro de 2012 - 10 de Dezembro de 2012)
    • "Just Don't Care Anymore V3" por American Fangs e Jim Johnston (17 de Dezembro de 2012 - 15 de maio de 2013)
    • "Rebel Son" (20 de maio de 2013 - presente)

Títulos e prêmios[editar | editar código-fonte]

  • Dropkixx
    • Dropkixx IWC European Heavyweight Championship (1 vez)[6]
  • Pro Wrestling Illustrated
    • PWI Rivalidade do Ano (2010) – The Nexus vs. WWE[20]
    • PWI Lutador Mais Odiado do Ano (2010) – como parte do The Nexus[21]
    • PWI o colocou na #109ª posiçãos dos 500 melhores lutadores individuais em 2010[22]
  • Pro Wrestling Report
    • Descoberta do Ano (2010)

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. Pros e Rookies da temporada 1. wwe.com. Página visitada em 30/12/2010.
  2. Primeira semana WWE NXT!. wwe.com. Página visitada em 30/12/2010.
  3. Segunda semana WWE NXT!. wwe.com.
  4. Cena enterra Barrett em cadeiras. Página visitada em 30/12/2010.
  5. CM Punk novo líder do Nexus?. wwe.com. Página visitada em 31/12/2010.
  6. Erro de citação: Tag <ref> inválida; não foi fornecido texto para as refs chamadas OWW
  7. a b c Valvo, Anthony J. (18 February 2010). From the Desk of Mr. V #55. WrestleView. Página visitada em 20 November 2010. "He was the color commentator for FCW [...] His signature moves are the big boot and the sitout powerbomb. His finisher is a Spinebuster."
  8. The NXT big thing. Sky Sports (11 June 2010). Página visitada em 12 June 2010.
  9. DiLiegro, Philip (3 March 2010). NXT TV Report for March 3, 2010. Wrestling Observer/Figure Four Online. Página visitada em 3 March 2010.
  10. Caldwell, James (24 October 2010). Caldwell's WWE Bragging Rights PPV Results 10/24: Complete "virtual time" coverage of live PPV – Orton vs. Barrett, Kane vs. Taker, Raw vs. Smackdown. Pro Wrestling Torch. Página visitada em 22 November 2010.
  11. Caldwell, James (21 November 2010). Caldwell's WWE Survivor Series PPV Results 11/21: Complete "virtual time" coverage of live PPV – Cena's decision, six title matches. Pro Wrestling Torch. Página visitada em 22 November 2010.
  12. Erro de citação: Tag <ref> inválida; não foi fornecido texto para as refs chamadas NXT041310
  13. Tedesco, Mike (26 May 2010). WWE NXT Results – 5/25/10. WrestleView. Página visitada em 21 July 2010.
  14. Martin, Adam (21 November 2010). Survivor Series: Orton vs. Barrett (WWE Title). WrestleView. Página visitada em 22 November 2010.
  15. We Are One (WWE Version). Apple Inc.. Página visitada em 14 December 2010.
  16. Wade Barrett's entrance theme song "Just Don't Care Anymore" is available. Página visitada em 4 de janeiro de 2012.
  17. Erro de citação: Tag <ref> inválida; não foi fornecido texto para as refs chamadas slam
  18. Erro de citação: Tag <ref> inválida; não foi fornecido texto para as refs chamadas FCWchampionships
  19. OVW Southern Tag Team Championship history. Ohio Valley Wrestling. Página visitada em 3 April 2011.
  20. Achievement Awards: Feud of the Year. Pro Wrestling Illustrated (10 January 2011). Página visitada em 15 January 2011.
  21. Achievement Awards: Most Hated. Pro Wrestling Illustrated (17 January 2011). Página visitada em 22 January 2011.
  22. "PWI 500": 101–200. Pro Wrestling Illustrated (31 July 2010). Página visitada em 31 July 2010.
  23. Erro de citação: Tag <ref> inválida; não foi fornecido texto para as refs chamadas IC1
  24. Erro de citação: Tag <ref> inválida; não foi fornecido texto para as refs chamadas NXTwinner
  25. WWE News: Full list of 2010 Slammy Awards – 12 announced on Raw, 10 announced on WWE's website. Pro Wrestling Torch (13 December 2010). Página visitada em 18 December 2010.