Mandacaru (telenovela)

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Mandacaru
Informação geral
Formato Telenovela
Criador(es) Carlos Alberto Ratton
País de origem  Brasil
Idioma original (em português)
Produção
Diretor(es) Walter Avancini
Produtor(es) Bloch Som e Imagem
Exibição
Emissora de
televisão original
Brasil Rede Manchete
Formato de exibição 480i (SDTV)
Transmissão original 12 de agosto de 1997 - 8 de agosto de 1998
Nº de episódios 259

Mandacaru foi uma telenovela brasileira exibida pela extinta Rede Manchete de 12 de Agosto de 1997 a 8 de agosto de 1998, no horário das 21:30 horas. Sua criação foi inspirada no romance "Dente de Ouro" de Menotti Del Picchia, sendo inicialmente escrita por Carlos Alberto Ratton, substituído posteriormente pela equipe liderada por Calixto de Inhamuns e Douglas Salgado, e com as colaborações de Gregório Bacic, Clóvis Levy, Zeno Wilde, Tairone Feitosa e Yoya Wursch.

Sinopse[editar | editar código-fonte]

Mandacaru, planta que nasce no sertão, dá o nome a essa história que tem o cangaço como tema, retratando seus costumes e discutindo a questão da terra.

Ambientada nos anos 30, em Jatobá, sertão da Bahia, a trama inicia-se após a morte de Lampião e Maria Bonita. O novo chefe do bando de cangaceiros é Tirana, quem como vingança aos coronéis da região, rouba Juliana, filha de um poderoso latifundiário. O sequestro acontece quando a moça estava no altar, pronta para se casar com o Dr. Edgar, médico da cidade, mesmo sendo apaixonada pelo Tenente Aquiles. Tirana leva a moça a cavalo para a sua aldeia e, inesperadamente, os dois se apaixonam. Juliana entra então na luta pela causa de seus sequestradores.

Enquanto isto, Zebedeu, chefe de outro bando, ambicioso em tomar o poder, ataca Jatobá. O vilão assume o poder na cidade e, acreditando ser um enviado de Dom Sebastião, graça concedida por uma beata, instaura um poder monárquico se intitulando imperador de Jatobá.

No meio da história surge Salustiano e Isadora, um casal falido vindo da capital. Eles são vítimas de Zebedeu e, como todos os demais moradores, ficam presos na cidade. Mas Zebedeu apaixona-se por Isadora e deseja casar-se com ela a todo custo, embora acabe sempre sendo enrolado pela mesma. No meio de vinganças, jogos políticos e mulheres que desejam o amor verdadeiro e a felicidade de poder ser mães, a vida de cangaceiros e coronéis do sertão é apresentada.

Exibições[editar | editar código-fonte]

Originalmente exibida pela Rede Manchete sendo produzida pela Bloch Som e Imagem como forma de proteção para uma talvez venda da emissora. Em 2006 a Rede Bandeirantes comprou os direitos e a reapresentou entre 9 de janeiro e 10 de novembro de 2006, reduzindo a telenovela de 259 para 217 capítulos.

Elenco[editar | editar código-fonte]

Participações especiais[editar | editar código-fonte]