Mano Reco

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Mano Reco
Informação geral
Nome completo Denílson Vertelo
Origem São Paulo
País  Brasil
Gênero(s) Rap, Gospel
Instrumento(s) vocal
Período em atividade 1998 – atualmente
Gravadora(s) Tiger
Afiliação(ões) Detentos do Rap
Página oficial http://manoreco.blogspot.com.br/

Denílson Vertelo, mais conhecido pelo nome artístico Mano Reco (São Paulo) é um cantor brasileiro. Vocalista do grupo Detentos do Rap, deixou o grupo para seguir carreira solo de músicas no estilo gospel, mas retornou em 2010 e ainda permanece nele.

Carreira[editar | editar código-fonte]

Vertelo teve seu primeiro contato com o rap quando era DJ e interessou-se após ver um colega de trabalho em cima de uma picape mixando músicas do estilo.[1] Entrou para o mundo do crime aos 17 anos, onde acabou sendo preso por furto. Na cadeia, formou o grupo Detentos do Rap, com Daniel Sancy, Marcão, Eduardo Fonseca e Maurício D.T.S.[1]

Lançou diversos trabalhos como integrante do Detentos: o primeiro para ele (o grupo já havia lançado Apologia ao Crime em 1997) foi O Pesadelo Continua, em 1999. Fez o papel de DJ e vocal no trabalho seguinte, chamado Quebrando as Algemas do Preconceito, álbum que foi lançado pela Sony Music e era aguardado devido ao sucesso do anterior. No ano de 2003, lançou-se o primeiro e único DVD do grupo, também disponibilizado em CD, Ao Vivo. Seu último trabalho como integrante da banda foi Amor... Só de Mãe o Resto é Puro Ódio, sendo que o álbum Deus do Morro já foi lançado quando ele tinha se convertido.[1] Em 2010, retornou ao grupo e lançou um novo álbum O Juiz + Justo é o Tempo.

Converteu-se em 2005, quando foi fazer um curso de Teologia para compor novas músicas para o Detentos do Rap, mas Denílson interessou-se bastante pelo assunto e acabou largando o grupo para seguir carreira solo, segundo o que foi dito por ele: como poderia cantar guerra se conheci o amor?.[1] Em 2006 já começava a compor músicas no estilo gospel, continuou estudando e lançou no mesmo ano o seu primeiro CD solo, chamado A Verdade Dói mas Liberta.

Em 2009 lançou o seu segundo trabalho, desta vez um DVD duplo, chamado Cada Luz uma História, que contou com a participação especial de Douglas (Realidade Cruel), Max (DMN), Rappin' Hood, David Del'Groove, DJ Alpiste, Detentos do Rap e Smith (Facção Central).[2] Ele retrata a vida de Denílson, antes e depois da conversão, em uma autobiografia de quatro horas.

Discografia[editar | editar código-fonte]

Álbuns[editar | editar código-fonte]

Com Detentos do Rap
Carreira solo
  • A Verdade Dói mas Liberta (2006)

DVDs[editar | editar código-fonte]

Carreira solo

Referências

  1. a b c d Entrevista com cantor Mano Reco. www.razaogospel.com.br. Página visitada em 16 de Janeiro de 2010.
  2. Noticiário Periférico: Mano Reco do grupo Detentos do Rap lança DVD. www.noticiario-periferico.com. Página visitada em 16 de Janeiro de 2010.