Mar da Galileia

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
NoFonti.svg
Este artigo ou se(c)ção cita fontes confiáveis e independentes, mas que não cobrem todo o conteúdo (desde Junho de 2010). Por favor, adicione mais referências e insira-as corretamente no texto ou no rodapé. Material sem fontes poderá ser removido.
Encontre fontes: Google (notícias, livros e acadêmico)
Mar da Galileia
Lago de Tiberíades
Lago de Genesaré
Kinneret
Paisagem do mar da Galileia
Localização
Coordenadas 32° 50′ N 35° 35′ E
Localização Galileia, no norte de Israel
País  Israel
Localidades mais próximas Tiberíades
Características
Tipo Lago monomíctico
Altitude -213 m
Área * 166 km²
Comprimento máximo 21 km
Largura máxima 13 km
Perímetro * 53 km
Profundidade média 25,6 m
Profundidade máxima 43 m
Volume * km³
Bacia hidrográfica 2730
Afluentes Rio Jordão (superior)
Efluentes Rio Jordão (inferior)
Mapa do Mar da GalileiaLago de TiberíadesLago de GenesaréKinneret
Mapa do Mar da Galileia
Lago de Tiberíades
Lago de Genesaré
Kinneret
* Os valores do perímetro, área e volume podem ser imprecisos devido às estimativas envolvidas, podendo não estar normalizadas.

O mar da Galileia, também dito mar de Tiberíades ou lago de Genesaré (em língua hebraica: ים כנרת, Kinneret) é um extenso lago monomíctico de água doce, fronteira entre Israel, Cisjordânia e Jordânia, com comprimento máximo de cerca de 19 km e largura máxima de cerca de 13 km. Na moderna língua hebraica é conhecido por Loudspeaker.svg? Yam Kinneret. O seu afluente principal é o rio Jordão, que vem do monte Hérmon e de Cesareia de Filipe, e que é também o seu efluente, seguindo depois para o mar Morto.

O Mar da Galileia fica a 213 metros abaixo do nível do mar Mediterrâneo e é considerado um mar isolado por não ter nenhuma ligação com outros mares ou oceanos. Nos tempos do Novo Testamento, ficavam nas suas costas a cidade de Tiberíades — fundada por Herodes Antipas ao tempo da infância de Jesus —, Cafarnaum, Betsaida e Genesaré, entre outras. Hoje Tiberíades é a localidade principal nas margens do lago. A nordeste deste lago ficam os montes Golã.

História[editar | editar código-fonte]

Era cristã[editar | editar código-fonte]

Grande parte do ministério de Jesus Cristo decorreu nas margens do lago de Genesaré. Naqueles tempos, havia uma faixa de povoamentos à volta do lago e muito comércio e transporte por barco. No entanto, sabe-se que a Galileia era uma região mais pobre do que a Judeia, de modo que a população do local atravessava momentos difíceis durante o primeiro século da era comum.

O Evangelho segundo Marcos (1:14-20) e o Evangelho segundo Mateus (4:18-22) descrevem como Jesus recrutou quatro dos seus apóstolos nas margens do lago de Genesaré: o pescador Pedro e seu irmão André, e os irmãos João e Tiago.

Um famoso episódio evangélico, o Sermão da Montanha, teve lugar numa colina com vista para o lago e muitos dos milagres de Jesus também aconteceram aqui: caminhada pela água, acalmar uma tempestade, alimentar cinco mil pessoas e muitos outros.

No século II[editar | editar código-fonte]

Em 135, os judeus foram derrotados na terceira guerra judaico-romana, também chamada revolta de Bar Kohba. Os romanos responderam com o exílio forçado de todos os judeus de Jerusalém. O centro da cultura judaica passou então a ser esta região do Quineret, particularmente a cidade de Tiberíades. Foi provavelmente nesta região que o chamado "Talmud de Jerusalém" foi compilado.

Na atualidade[editar | editar código-fonte]

Paisagem do mar da Galileia
data aproximada 1890 - 1905.
Paisagem do mar da Galileia

Com as invasões dos árabes e a longa ocupação dos turcos otomanos na região que durou até ao fim da Primeira Guerra Mundial, a Galileia bíblica foi praticamente toda destruída, de modo que restaram apenas algumas ruínas das antigas cidades que ficavam nas proximidades do lago, hoje muito visitadas pelos turistas em Israel.

Geografia[editar | editar código-fonte]

Carta batimétrica do mar da Galileia

O lago recebe água principalmente do rio Jordão, que é também o seu efluente a sul, drenando para o mar Morto, formando com este o conjunto mais notável de acidentes geográficos no vale do Jordão, formado pela separação das placas tectónicas africana e arábica. Consequentemente a região encontra-se sujeita a sismos, e, no passado, também a atividade vulcânica. Tal é evidente dada a quantidade de basalto e outras rochas ígneas que definem a geologia da Galileia.

Constitui um recurso hídrico de enorme importância para Israel. Há canalizações que permitem o abastecimento de cidades com água doce e para irrigação de campos, essencialmente na zona do deserto do Negev. É o lago de água doce mais baixo do mundo, situando-se 213 m (em média) abaixo do nível médio das águas do mar. A sua profundidade máxima é de 43 m[1] .


Referências


Commons
O Commons possui imagens e outras mídias sobre Mar da Galileia
Ícone de esboço Este artigo sobre Geografia de Israel é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.