Neutrino do múon

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Neutrino do múon
Composição: Partícula elementar
Família: Férmion
Grupo: Lépton
Geração:
Interação: interação fraca, gravidade
Símbolo(s): νμ
Antipartícula: Antineutrino do múon (νμ)
Teorizada: Década de 1940
Descoberta: Leon Lederman, Melvin Schwartz e Jack Steinberger (1962)
Carga elétrica: 0e
Spin: 12
Número leptônico: LH: ?, RH: ?
Número bariônico: LH: ?, RH: ?

O neutrino do múon (português brasileiro) ou neutrino do muão (português europeu) (νμ) é o segundo de um grupo de três neutrinos. Ele forma, junto com o múon, a segunda geração física de léptons, dai seu nome neutrino do múon. Ele foi inicialmente teorizado na década de 1940 por diversos físicos e foi descoberto em 1962 por Leon Lederman, Melvin Schwartz e Jack Steinberger. A descoberta foi premiada com o Prêmio Nobel de Física de 1988.[1]

Leitura recomendada[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. The Nobel Prize in Physics 1988 (em inglês) Fundação Nobel. Visitado em 3 de novembro de 2010.

Ver também[editar | editar código-fonte]

Ligações externas[editar | editar código-fonte]