Quetura

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
NoFonti.svg
Este artigo ou se(c)ção cita uma ou mais fontes fiáveis e independentes, mas ela(s) não cobre(m) todo o texto (desde Agosto de 2011).
Por favor, melhore este artigo providenciando mais fontes fiáveis e independentes e inserindo-as em notas de rodapé ou no corpo do texto, conforme o livro de estilo.
Encontre fontes: Googlenotícias, livros, acadêmicoYahoo!Bing. Veja como referenciar e citar as fontes.

Quetura é uma personagem do Antigo Testamento da Bíblia e foi a segunda esposa do patriarca hebreu Abraão e mãe de seis dos filhos dele: Zinrã, Jocsã, Medã, Midiã, Isbaque e Suá. (Gên 25:1-4.)

A Bíblia menciona-a especificamente como “concubina de Abraão”.

Assim, Quetura era uma esposa secundária que nunca teve a mesma posição que Sara, mãe de Isaque que foi o herdeiro das promessas divinas. Ao passo que o patriarca "Abraão deu a Isaque tudo o que possuía", ele deu presentes aos filhos das concubinas e então "os enviou para longe de Isaque, seu filho, enquanto ainda vivia, para o leste, para a terra do Oriente". (Gên 25:5-6)

Há várias opiniões quanto à altura em que Abraão tomou Quetura como concubina:

  • Há quem ache que isso aconteceu antes da morte de Sara, uma vez que é improvável ele ter seis filhos com uma só mulher depois de passar dos cerca de 140 anos de idade, e ainda sobreviver para vê-los atingir uma idade em que poderia mandá-los embora.
  • Outros há que acreditam que, como (segundo o Pentateuco) Abraão viveu mais de 35 anos após a morte de Sara, vindo a morrer aos 175 anos de idade, ele podia ter casado com Quetura, ter tido seis filhos com ela e te-los visto crescer antes de morrer. Quem usa este argumento avalia o respeito que, de modo geral, Abraão tinha pelos sentimentos de Sara, o que torna improvável que ele arriscasse a possibilidade de mais discórdia na família (comparável àquela que envolveu Agar e Ismael) por tomar outra concubina enquanto Sara ainda vivia). Uma vez que, segundo a Bíblia, foi apenas devido a Deus ter reactivado as faculdades reprodutivas de Abraão que Isaque foi gerado, quem sustenta esta opinião argumenta que, do mesmo modo, Deus continuou a permitir que Abraão tivesse filhos. (Hebreus 11:11,12)

No entanto, segundo o que é descrito no livro de Génesis, foi apenas depois da morte de Sara que Abraão tomou Quetura como esposa. (Gên 23:1, 2; 24:67; 25:1)

Árvore genealógica baseada na Bíblia:

 
 
 
 
 
Terá
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
Abraão
 
 
 
 
 
 
Quetura
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
Zinrã
 
Jocsã
 
Medã
 
Midiã
 
Isbaque
 
Suá