Redondo

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Evolution-tasks.png
Atenção: Este artigo foi listado como um artigo com problemas.
Ajude-nos na discussão deste artigo. O motivo da marcação foi a seguinte: População da localidade sede de município
Redondo
Brasão de Redondo Bandeira de Redondo
Brasão Bandeira
Localização de Redondo
Gentílico Redondense
Área 369,51 km2
População 7 031 hab. (2011)
Densidade populacional 19,03 hab./km2
N.º de freguesias 2
Presidente da
Câmara Municipal
António Matos Recto (independente)
Fundação do município
(ou foral)
1250
Região (NUTS II) Alentejo
Sub-região (NUTS III) Alentejo Central
Distrito Évora
Antiga província Alto Alentejo
Orago Nossa Senhora de ao Pé-da-Cruz
Feriado municipal Segunda-feira após o Domingo de Páscoa
Código postal 7170
Sítio oficial CM Redondo
Municípios de Portugal Flag of Portugal.svg

Redondo é uma vila portuguesa, no Distrito de Évora, região Alentejo e sub-região do Alentejo Central, com cerca de 3 800 habitantes.[1]

É sede de um município com 369,51 km² de área[2] e 7 031 habitantes (2011),[3] [4] subdividido em 2 freguesias.[5] O município é limitado a norte pelos municípios de Estremoz e de Borba, a leste por Vila Viçosa e pelo Alandroal, a sueste por Reguengos de Monsaraz e a oeste por Évora.

História[editar | editar código-fonte]

Redondo

Sede de concelho, situada a 35 km de distância da capital de província, Évora. A zona que hoje compreende foi habitada desde os tempos mais remotos, como o comprovam os monumentos megaliticos existentes na região.

Segundo a lenda, a fundação da vila está relacionada com o penedo redondo que existiu no primitivo amuramento medieval. A sua formação administrativa deve-se a D. Afonso III; que segundo alguns historiadores lhe concedeu foral em 1250. Foi fortificada por D. Dinis que lhe outorgou carta foralenga de 1318, à qual D. Manuel I acrescentou privilégios de leitura nova em 1517.

Património da Coroa, foi doada, em 1500, por D. Manuel I ao capitão de Arzila, D. Vasco Coutinho, 1.º Conde de Redondo e 1.º Conde de Borba.

No início do século XV a vila de Redondo, outrora um ponto obrigatório de escalada para viajantes de Évora, Vila Viçosa e Alandroal, estava praticamente despovoada. A pedido dos procuradores da vila, D. João I, em 1418, proibiu o uso de outras estradas naquele circuito, obrigando todos os viajantes a passarem por esta vila.

As expansão da vila deu-se a partir de 1463 uma vez que a cerca do castelo estava completamente povoada, foi decidida, por alvará régio, que a zona do arrabalde fosse habitada, ficando os moradores desta zona com os mesmos privilégios e liberdades que os moradores da cerca do castelo.

O concelho de Redondo, actualmente dividido em duas freguesias – Redondo e Montoito – abrange uma área de 371,44 km², deles fazem parte um conjunto de populações com dimensões significativas, entre as quais: Aldeias de Montoito, Falcoeiras, Santa Susana, Aldeia da Serra, Foros da Fonte Seca, Freixo e Vinhas.

Aqui vivem atualmente cerca de 7031, segundo o censo de 2011, um decréscimo face aos 7288 habitantes do censo de 2001.

Feriado Municipal – Segunda-feira após o domingo de Páscoa.

Demografia[editar | editar código-fonte]

População do concelho de Redondo (1801 – 2011)
1801 1849 1900 1930 1960 1981 1991 2001 2011
4 189 4 991 7 915 10 107 11 967 8 444 7 948 7 036 7 031

As freguesias[editar | editar código-fonte]

Freguesias do concelho de Redondo.

O concelho de Redondo está dividido em 2 freguesias:

Artigos relacionados[editar | editar código-fonte]


Concelhos do Distrito de Évora Localização do distrito de Évora
Alandroal
Arraiolos
Borba
Estremoz
Évora
Montemor-o-Novo
Mora
Mourão
Portel
Redondo
Reguengos de Monsaraz
Vendas Novas
Viana do Alentejo
Vila Viçosa
Alandroal
Arraiolos
Borba
Estremoz
Évora
Montemor-o-Novo
Mora
Mourão
Portel
Redondo
Reguengos de Monsaraz
Vendas Novas
Viana do Alentejo
Vila Viçosa
O Commons possui uma categoria contendo imagens e outros ficheiros sobre Redondo
  1. INE. Anuário Estatístico da Região Alentejo 2012. Lisboa: Instituto Nacional de Estatística, 2013. p. 30. ISBN 978-989-25-0214-4. ISSN 0872-5063. Visitado em 05/05/2014.
  2. Instituto Geográfico Português (2013). Áreas das freguesias, municípios e distritos/ilhas da CAOP 2013 (XLS-ZIP) Carta Administrativa Oficial de Portugal (CAOP), versão 2013 Direção-Geral do Território. Visitado em 28/11/2013.
  3. INE. Censos 2011 Resultados Definitivos – Região Alentejo. Lisboa: Instituto Nacional de Estatística, 2012. p. 99. ISBN 978-989-25-0182-6. ISSN 0872-6493. Visitado em 27/07/2013.
  4. INE (2012). Quadros de apuramento por freguesia (XLSX-ZIP) Censos 2011 (resultados definitivos) Instituto Nacional de Estatística. Visitado em 27/07/2013. "Tabelas anexas à publicação oficial; informação no separador "Q101_ALENTEJO""
  5. Lei n.º 11-A/2013, de 28 de janeiro: Reorganização administrativa do território das freguesias. Anexo I. Diário da República, 1.ª Série, n.º 19, Suplemento, de 28/01/2013.