Portel (Portugal)

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Portel
Brasão de Portel Bandeira de Portel
Brasão Bandeira
Localização de Portel
Gentílico Portelense
Área 601,15 km2
População 6 428 hab. (2011)
Densidade populacional 10,69 hab./km2
N.º de freguesias 8
Presidente da
Câmara Municipal
José Manuel Grilo (PS)
Fundação do município
(ou foral)
1262
Região (NUTS II) Alentejo
Sub-região (NUTS III) Alentejo Central
Distrito Évora
Antiga província Alto Alentejo
Orago Nossa Senhora da Alagoa
Feriado municipal Segunda-feira após o Domingo de Páscoa
Código postal 7220 Portel
Sítio oficial CM Portel
Municípios de Portugal Flag of Portugal.svg

Portel é uma vila portuguesa, no Distrito de Évora, região Alentejo e sub-região do Alentejo Central, com cerca de 2 600 habitantes.

É sede de um município com 601,15 km² de área e 6 428 habitantes (2011), subdividido em 8 freguesias. O município é limitado a norte pelo município de Évora, a leste por Reguengos de Monsaraz, a sueste por Moura, a sul pela Vidigueira, a sudoeste por Cuba e a oeste por Viana do Alentejo.

A vila de Portel foi fundada em 1261, tendo recebido foral de concelho em 1262.


História[editar | editar código-fonte]

Portel parece ter sido habitada por Romanos e porventura Fenícios, exploradores de minas de metais, e os seus vestígios ainda são visíveis no sítio dos Algares.

Foi habitado por árabes e mouros que deixaram como vestígios da sua presença as muralhas de taipa que já se encontram em ruínas.

Durante os períodos de guerra contra Mouros e Castelhanos os habitantes procuravam proteção dentro das muralhas do castelo vindo mesmo aí a fixar residência.

Com D. João I o medo bélico terminou e a vila precipitou-se a construir as suas habitações no sentido sul- norte em direção ao castelo.

Das habitações que se encontravam dentro do castelo pouco ou nada há a não ser ruínas e o relato da existência de três igrejas : de S. João, de S. Vicente e de S. Maria.

Em 1257, D. João III, fez a primeira doação de Portel a D. João Peres de Aboim e o dotou de terras que iriam desde a Serra da Ossa até Marmelar.

Em 1261, D. Afonso III, ordenou a Pedro Moniz que reedificasse o Castelo e que fortificasse a vila de Portel.

Em 1262, D.João Peres de Aboim deu um foral aos povos das suas terras concedendo-lhes os foros e os costumes da Cidade de Évora.

Em 1268, Aboim deu ao Prior do Crato uma herdade dos seus domínios para fundar o Mosteiro de Vera Cruz de Marmelar que viria a ser concluída em 1281.

No Reinado de D. Dinis, este trocou Evoramonte e Mafra, por Portel, encorporando-o nos domínios da Coroa em 1305.

Com D. Pedro I, Portel viria a ser doado, em 1359, a Rui Martins Toscano e D. João II fez doação de Portel ao duque de Bragança tal como doou a coutada da vila a Duarte de Almeida.[1]

Ao longo dos anos Portel continuou a ser doado ao duque de Bragança, tal aconteceu com D. João III, D. Sebastião e D. Filipe III.

Entretanto, Portel é comarca desde 20 de Dezembro de 1890.[1]

Referências

  1. a b [1], texto adicional.

Freguesias[editar | editar código-fonte]

As freguesias de Portel são as seguintes:

Demografia[editar | editar código-fonte]

População do concelho de Portel (1801 – 2011)
1801 1849 1900 1930 1960 1981 1991 2001 2011
4 698 5 673 8 095 10 491 11 627 8 306 7 525 7 109 6 428

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

O Commons possui uma categoria contendo imagens e outros ficheiros sobre Portel (Portugal)


Concelhos do Distrito de Évora Localização do distrito de Évora
Alandroal
Arraiolos
Borba
Estremoz
Évora
Montemor-o-Novo
Mora
Mourão
Portel
Redondo
Reguengos de Monsaraz
Vendas Novas
Viana do Alentejo
Vila Viçosa
Alandroal
Arraiolos
Borba
Estremoz
Évora
Montemor-o-Novo
Mora
Mourão
Portel
Redondo
Reguengos de Monsaraz
Vendas Novas
Viana do Alentejo
Vila Viçosa