Richard Marx

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Richard Marx
Richardmarx-jan27th2005-0002.jpg

Richard Marx em 2005
Informação geral
Nome completo Richard Noel Marx
Nascimento 16 de setembro de 1963 (51 anos)
Origem Chicago, Illinois
País  Estados Unidos
Gênero(s) Rock,Pop
Período em atividade 1982 - presente
Gravadora(s) Manhattan Records,, EMI, Capitol Records, Signal 21 Records, Zanzibar Records, Frontiers Records
Página oficial www.richardmarx.com

Richard Noel Marx (Chicago, Illinois, 16 de setembro de 1963) é um cantor e compositor pop muito famoso nos anos 1980 com a canção "Right Here Waiting".

Biografia[editar | editar código-fonte]

Marx é o único filho de Ruth, uma ex-cantora, e Dick Marx, um músico de jazz e fundador de uma empresa de jingles de sucesso na década de 1960.[1]

Antes do primeiro álbum, Richard Marx cantou em comerciais e foi um vocalista de apoio de Lionel Richie. Aprendeu as habilidades comerciais que lhe fizeram uma estrela do rádio nos anos oitenta. Marx se deu bem no lançamento de seu primeiro trabalho em 1987. Não pode se deixar de falar de suas qualidades musicais, sendo um grande guitarrista, compositor, pianista e produtor. O primeiro hit foi Don't Mean Nothing, mas o forte mesmo são as baladas, como Right Here Waiting que o tornaram conhecido. Richard Marx de 1987 e Repeat Offender de 1989 foram os dois primeiros trabalhos mais importantes do início de sua carreira. Right Here Waiting é a sua mais conhecida música.

Now and Forever foi o maior hit do disco Paid Vacation de 1994, mas não teve tanto sucesso como os anteriores, e assim Marx entrou em um período de exclusão, voltando em 1997 com Flesh & Bone. Depois daquele ano, Richard Marx produziu um CD com os maiores sucessos, ao mesmo tempo em que produziu At The Beginning, um dueto com Donna Lewis que se tornou tema do filme Anastásia.

Não apenas as grandes baladas dele estão incluídas no álbum Greatest Hits, mas também há músicas mais movimentadas como Should've Known Better e Satisfied, além de outras viagens líricas - Don't Mean Nothing, Take This Heart e Hazard.

Em 1999, Richard Marx começou a trabalhar em seu próprio estúdio, enquanto isso já escrevia novas canções para o sexto álbum, além de ter tempo para se dedicar a instituições de caridade que ajudam pessoas com problemas, ou mesmo institutos de tratamento de doenças como a fibrose cística, e ainda uma lista longa de causas humanitárias.

O trabalho de Richard com outros artistas a partir de 1999 inclui a produção de músicas para Laura Pausini e Sarah Brightman. Mas ele também produziu If You Ever Leave Me para Barbra Streisand e Vince Gill. Produziu também This I Promise You para o 'N Sync, Still Holding Out For You para as garotas do grupo country SHeDAISY.[2]

Em 2000, Marx co-escreveu e produziu canções como Angel On My Shoulder para Natalie Cole e To Where You Are para a ópera do cantor Josh Groban. Seu trabalho com Kenny Rogers [2] incluiu duas canções, Crazy Me e I Do It For Your Love.

Por outro lado, Richard Marx escrevia as canções para o sexto álbum de estúdio. Days in Avalon foi lançado em 2000.

Depois disso, escreveu e produziu canções com Michael Bolton para o álbum Only a Woman Like You de 2001, e escreveu quatro canções com Kenny Loggins. No Japão, lançou seu álbum Days in Avalon em setembro de 2002.

Richard Marx ganhou um Grammy em 2004 para a canção Dance With My Father, que ele escreveu com Luther Vandross.[3] No mesmo ano, lançou o álbum My Own Best Enemy, seu trabalho mais recente com 12 canções novas. Richard Marx escreveu todas as músicas, mas apenas com exceção de uma canção escrita por Fee Waybill. De acordo com Richard Marx, este álbum é um retorno as guitarras de base e ao rock iguais ao início de sua carreira, nos quais foi influenciado durante os anos pela R&B music e pela música country.

Quando o músico aspirador tinha 17 anos, uma fita com algumas de suas canções chegou nas mãos de Lionel Richie, que o encorajou a seguir uma carreira musical, ajudando-o a se mudar para Los Angeles. Depois de se formar na escola secundária, tornou-se backing-vocal dos The Commodores e também de Madonna[2] , a partir dali, não parou mais.

Examinando os últimos anos, Marx diz que ele desfruta a sua vida nova e que não lamentou não estar mais em evidência:

- Eu não parei de cantar. Eu não parei de viajar. Eu não perdi nada disso. Eu realmente me sentia bem. Estive oito ou nove anos onde não falhamos e isso é muito ruim, pois eu pensei que ia ser sempre assim desde quando comecei.

- Não era como eu sentisse alguma amargura ou “O que vou eu fazer agora????”- eu me reinventei imediatamente como compositor e produtor para trabalhar com outras pessoas. E eu ainda penso que isso é meu futuro. Eu ainda penso que isso é onde minha carreira de 30 ano vai chegar.

- Eu fiz muito mais música nos últimos sete anos do que como um artista, pois estou saltando de um projeto a outro e a outro, e não me limito a fazer um álbum sempre a cada dois anos. Assim, eu escrevi e gravei estas canções durante os últimos sete anos. Não só consegui trabalhar com rock and roll, country, jazz, mas também com vários artistas e tipos diferentes de gravações.

- E ainda assim consegui levar minhas crianças a escola todas as manhãs e tomar café da manhã com minha esposa, quase diariamente, e voltava para casa para o jantar, quase diariamente. Eu realmente tenho uma vida normal.

Celebrando um Grammy numa pizzaria com a família pode não ter sido a primeira escolha para Marx quando foi indicado pela primeira vez em 1988, mas é aparente que ele tem uma perspectiva diferente das coisas hoje em dia. Isso se mostra nas suas letras para este novo álbum que soa mais confessional do que alguns dos trabalhos anteriores.

Há vinte anos Richard Marx é casado com a atriz Cynthia Rhodes. O casal tem 3 filhos: Brandon (nascido em 1990), Lucas (nascido em 1992), e Jesse (nascido em 1994). Eles residem em Lake Bluff, Illinois.

Discografia[editar | editar código-fonte]

Álbuns[editar | editar código-fonte]

Compilações[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. Paid Notice: Deaths MARX, RICHARD H. DICK (em inglês) The New York Times. Página visitada em 27 de outubro de 2010.
  2. a b c Richard Marx Mixonline.com. Página visitada em 27 de outubro de 2010.
  3. Richard Marx Discusses His Hit Career, And How He Wrote "Dance With My Father" With Luther Vandross (em inglês) Songwriteruniverse.com. Página visitada em 27 de outubro de 2010.

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Ícone de esboço Este artigo sobre um cantor é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.