Sálvio Spínola Fagundes Filho

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Question book.svg
Esta página ou secção não cita nenhuma fonte ou referência, o que compromete sua credibilidade (desde julho de 2009).
Por favor, melhore este artigo providenciando fontes fiáveis e independentes, inserindo-as no corpo do texto por meio de notas de rodapé. Encontre fontes: Googlenotícias, livros, acadêmicoScirusBing. Veja como referenciar e citar as fontes.


Sálvio Spínola
Nome completo Sálvio Spínola Fagundes Filho
Nascimento 14 de setembro de 1969 (44 anos)
Urandi,  Brasil
Estatura 1,84 m
Peso 74 kg
Ocupação Economista e Advogado

Sálvio Spínola Fagundes Filho (Urandi, 14 de setembro de 1969) é um ex-árbitro de futebol brasileiro e atual comentarista de arbitragem pelos canais ESPN, filho de Sálvio Spínola Fagundes.

Profissional[editar | editar código-fonte]

Sálvio é árbitro de futebol há 21 anos, economista e também advogado. Nasceu na Bahia na cidade de Urandi, próximo a Guanambi, Matina. Atualmente mora em São Paulo capital.

Início na vida esportiva[editar | editar código-fonte]

Sálvio Spínola começou a exercer sua profissão sem querer. Morava na cidade de São Paulo desde 1 ano de idade. Na sua vida adulta trabalhava no centro da cidade de São Paulo e certo dia, passando pela Federação Paulista de Futebol, decidiu perguntar sobre o curso de arbitragem. "O edital para o curso 92 saiu hoje", avisou o porteiro Manolo. Sálvio então se inscreveu naquele mesmo dia.

No ano seguinte Sálvio entrou no quadro de árbitros da FPF e em 1996, apitou sua primeira partida na Série A do Campeonato Paulista, o jogo São Paulo 3x0 XV de Jaú - "me lembro do placar porque precisei dele numa matéria recente", comentou. Ainda em 1996, Sálvio passou para o quadro nacional e fez sua estréia na 2ª divisão, uma partida entre América-MG e ABC-RN.

O ano de 1996 se mostrava muito bom para Sálvio. A partir daí, apitou a final do torneio Rio-São Paulo de 2000 entre Vasco 1x2 Palmeiras (jogo de ida), a final do Campeonato Paulista de 2000 entre Santos 0x1 São Paulo (jogo de ida), a final do módulo amarelo da Copa João Havelange em 2000 entre Uberlândia 1x1 Malutron (jogo de ida) e outros jogos importantes. "Além dos clássicos tradicionais, acho muito interessante trabalhar no Derby Campineiro (Ponte Preta x Guarani de Campinas) e no Come-Fogo (Comercial x Botafogo de Ribeirão Preto)", comentou. Quando não está apitando, Sálvio passa as hora com a família. "Ficar com minha família é a melhor coisa!".

Apitou a decisão do Campeonato Paulista de Futebol de 2003, entre São Paulo 2x3 Corinthians no Morumbi (seus assistentes foram Marinaldo Silvério e Ana Paula Oliveira). Com uma boa arbitragem, não houve inconvenientes no jogo. Teve muito trabalho, foram dez cartões amarelos e três vermelhos. Logo aos três minutos de jogo, ele mostrou firmeza e não se intimidou com as arquibancadas lotadas para expulsar Reinaldo, do São Paulo, e Kléber, do Corinthians.

Após o jogo, num gesto de gratidão, entregou a camisa que ele utilizou na finalíssima para um velho amigo - Manolo, o antigo porteiro da FPF.

Apitou o primeiro jogo da semifinal do Campeonato Paulista de Futebol de 2009, entre São Paulo 1x2 Corinthians no Pacaembu, no qual poderia ter se consagrado; mas não teve coragem de dar cartão vermelho para o atacante Ronaldo, que no início do jogo, deu uma entrada violenta no zagueiro André Dias do São Paulo FC.[1]

Apitou o segundo jogo da final da Copa do Brasil de 2011 entre Vasco e Coritiba e teve uma atuação muito polêmica ao não dar cartões e não marcar pênaltis.

Apitou a final da Copa América de 2011, entre Uruguai e Paraguai, além de 2 jogos da fase de grupos.

  • Logo após o último jogo apitado , entre Colômbia e Argentina, vencido pelos argentinos, Sálvio informou que estava encerrando a carreira alegando a intenção da CBF em tirar o “seu” escudo Fifa para atender o pedido de um influente político a favor de um apadrinhado. (matéria completa em

Referências

  1. Título não preenchido, favor adicionar. Maltratandoaudiencia.blogspot.com.br.

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Ícone de esboço Este artigo sobre um árbitro de futebol é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.