São Joaquim (Santa Catarina)

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Município de São Joaquim
Nevada no município

Nevada no município
Bandeira de São Joaquim
Brasão de São Joaquim
Bandeira Brasão
Hino
Aniversário 7 de maio
Fundação 7 de maio de 1887 (127 anos)
Gentílico joaquinense
Prefeito(a) Humberto Brighenti (PMDB)
(2013–2016)
Localização
Localização de São Joaquim
Localização de São Joaquim em Santa Catarina
São Joaquim está localizado em: Brasil
São Joaquim
Localização de São Joaquim no Brasil
28° 17' 38" S 49° 55' 55" O28° 17' 38" S 49° 55' 55" O
Unidade federativa  Santa Catarina
Mesorregião Serrana IBGE/2008 [1]
Microrregião Campos de Lages IBGE/2008 [1]
Municípios limítrofes Lages, Painel, Urupema, Urubici, Bom Jardim da Serra e Bom Jesus (RS)
Distância até a capital 194 km
Características geográficas
Área 1 885,608 km² (BR: 788º)[2]
População 25 094 hab. Censo IBGE/2010[3]
Densidade 13,31 hab./km²
Altitude 1360 m
Clima Temperado Marítimo Cfb
Fuso horário UTC−3
Indicadores
IDH-M 0,826 muito alto PNUD/2000
PIB R$ 279 473,104 mil IBGE/2008[4]
PIB per capita R$ 11 210,76 IBGE/2008[4]
Página oficial

São Joaquim é um município brasileiro do estado de Santa Catarina. Localiza-se a uma latitude 28° 17' 38" Sul e a uma longitude 49° 55' 54" Oeste, estando a uma altitude de 1.360 metros. Sua população estimada em 2004 era de 23 114 habitantes. Situada no Planalto Serrano, está localizada a 136 km de Tubarão, 81 km de Lages e 227 km de Florianópolis. A cidade conta com uma grande diversidade étnica, composta principalmente por descendentes de portugueses, alemães, italianos e japoneses. Há também grande parte da população vinda de outros estados, principalmente do Rio Grande do Sul.[5]

A instalação da 1ª Câmara Municipal foi em 7 de maio de 1887 onde foram eleitos como vereadores Matheus Ribeiro de Sousa, Marcos Batista de Sousa, José Alves de Sá, José Rodrigues de Sousa, João de Deus Pinto de Arruda, Aureliano de Sousa e Oliveira (Neto) e Policarpo José Rodrigues.[6]

Principais atividades econômicas[editar | editar código-fonte]

A economia do município era fundamentada na pecuária, mas teve grande impulso com a cultura de frutas de clima temperado, como a maçã, iniciada na década de 1970. Hoje, São Joaquim é o maior produtor da fruta no Estado, contando com mais de 1000 pequenos produtores. O turismo também é importante para a cidade, por conta do clima frio e da possibilidade de precipitações de neve, algo inexistente em grande parte do Brasil. O município vem se destacando também pelos vinhos de altitude que estão alcançando nível internacional tais como: Villa Francioni, Joaquim, Quinta da Neve, Núbio, Suzin entre outros.

Pontos Turísticos[editar | editar código-fonte]

-Belvedere: escadaria com uma linda vista panorâmica da cidade e dos verdes campos que a circundam, a uma altitude de 1.450m. Acesso pela rua Major Jacinto Goulart;

-Casa da Cultura: na Praça Cesário Amarante. Acervo doado pelo historiador Joaquim Galéte da Silva;

-Cascata do Pirata: cascata com queda livre de 15 metros, no Rio Postinho. Distante 17 Km do centro, sendo 12 Km de asfalto, acesso pela SC 438 em direção a Bom Jardim da Serra. Localiza-se na Fazenda Refúgio do Pirata;

-Exponeve: feira permanente de artesanato e produtos da terra, instalada no pavilhão comercial do Parque Nacional da Maçã. Aberto diariamente para visitação e comercialização dos produtos, a partir das 09:00 horas;

-Igreja Matriz: localizada na Praça João Ribeiro, totalmente construída em pedra basalto, tirada dos morros próximos e trazidas em carros-de-boi. Sua construção teve início em 1918 e foi inaugurada em 1935. Apresenta esculturas de profetas bíblicos e de Adão e Eva, na parte externa da Igreja;

-Monumento Manoel Joaquim Pinto: obra de autoria do escultor Élson Kiotaka Outuki, onde destaca o ciclo histórico, econômico e cultural da fundação de São Joaquim, pelo bandeirante paulista Manoel Joaquim Pinto, de 1887 até os tempos atuais. Localizado na Praça João Ribeiro, anexo a Prefeitura Municipal;

-Museu de Artes de São Joaquim: acervo com obras de artistas como Martinho de Haro, Rodrigo de Haro, Tereza Martorano, Yolanda Bathke, Suzana Scóss Bianchini entre outros;

-Florada das Cerejeiras: ocorre ao final do inverno e inicio da Primavera, conferindo uma beleza impar a cidade. Existe várias cerejeiras pelo município, porém o maior conjunto delas encontra-se na EPAGRI.

-Museu Histórico Municipal: espaço de Assis Chateaubriand. Retrospectiva de São Joaquim e acervo histórico.

-Museu ao ar livre: ciclo madeireiro, colonizadores e tropeirismo. Exposições temáticas de resgate da memória do município. Rua Major Jacinto Goulart, 168;

-Parque Nacional da Maçã: com 214 mil m2, localiza-se a 2 Km do Centro. Possui áreas para camping, cancha de laço, pavilhões de exposições e palco para shows. No local são realizados feiras e leilões agropecuários e a famosa Festa Nacional da Maçã;

-Pesque e Pague Capão da Lagoa: artesanal no sistema pesque e pague. Sua infra-estrutura dispõe de restaurante e área de lazer com churrasqueiras. Localizado na estrada do Luizinho, a 7 Km da cidade.

-Snow Valley: com trilhas ladeadas de xaxins gigantes, as caminhadas conduzem a uma típica floresta serrana, rica em fauna e flora. Possui cascatas de até 6 andares de altura, pontes rústicas, além de um saudável ar puro. Às margens da SC 438, distante 10 Km da cidade, em direção à Serra do Rio do Rastro.

-Epagri: Possui um belo lago e várias cerejeiras ao seu redor. Pés de maçãs também são encontrados no local, formando um belo local para se visitar e admirar.

Geografia[editar | editar código-fonte]

Maiores acumulados de precipitação em 24 horas
registrados em São Joaquim por meses
Mês Acumulado Data Mês Acumulado Data
Janeiro 86,5 mm 01/01/1979 Julho 124,2 mm 06/07/1983
Fevereiro 105,5 mm 21/02/1994 Agosto 123,8 mm 17/08/1983
Março 76,7 mm 25/03/1964 Setembro 107,5 mm 28/09/2009
Abril 83,7 mm 28/04/1998 Outubro 112 mm 01/10/2001
Maio 101,7 mm 28/05/1992 Novembro 109,3 mm 06/11/1974
Junho 74,2 mm 24/06/1998 Dezembro 71,2 mm 01/12/1976
Fonte: Rede de dados do INMET. Período: 1961 a 1983, 1988 a 1989 e a partir de 1992.[7]

Situada a 1 360 metros de altitude, São Joaquim é uma das cidades mais altas do país, quanto à altitude da sede municipal. O clima do município é temperado úmido (Cfb), com verões frescos e baixas temperaturas no inverno - os termômetros já marcaram -9 °C no inverno de 2000, sendo o recorde da cidade - os recordes no Brasil são de -14 °C, no município de Caçador, e de -17,8 °C , no Morro da Igreja, no município vizinho de Urubici. Juntamente com Urupema, no mesmo estado, e São José dos Ausentes, no Rio Grande do Sul, São Joaquim é considerado o município mais frio do Brasil, com temperatura média anual de 13 °C. O meses mais quentes são janeiro e fevereiro, com temperatura média de 17 °C, enquanto o mês mais frio é julho, com média de 10 °C. Durante os meses de inverno, é comum a ocorrência de geadas e ocasionalmente, nos dias de frio mais intenso, ocorrem precipitações sob a forma de neve, que no entanto não aparecem muitas vezes ao ano e poucas vezes são intensas, pois sua latitude é relativamente baixa para propiciar precipitações nivais mais abundantes e com maior frequência.

Vista panorâmica do campo coberto de neve, entre São Joaquim e Cruzeiro, no final da tarde do dia 4 de agosto de 2010.

Segundo dados do Instituto Nacional de Meteorologia (INMET), referentes ao período entre 1961 a 1983, 1988 a 1989 e a partir de 1992, a menor temperatura já registrada em São Joaquim foi de -9 ºC em 14 de julho de 2000,[8] e a maior atingiu os 31,4 ºC em 20 de dezembro de 1971.[9] O maior acumulado de precipitação em 24 horas foi de 124,2 mm em 6 de julho de 1983. Outros grandes acumulados foram 123,1 mm em 17 de agosto de 1983, 123 mm em 4 de julho de 1993, 112 mm em 1º de outubro de 2001, 111,6 mm em 9 de agosto de 2011, 109,3 mm em 6 de novembro de 1974, 108,8 mm em 19 de agosto de 1965, 107,5 mm em 28 de setembro de 2009, 105,5 mm em 21 de fevereiro de 1994, 101,7 mm em 28 de maio de 1992 e 101,4 mm em 22 de fevereiro de 1961.[7] Em julho de 1983 foi registrado o maior acumulado total de precipitação em um mês, de 736,4 mm.[10]

Nuvola apps kweather.svg Dados climatológicos para São Joaquim Weather-rain-thunderstorm.svg
Mês Jan Fev Mar Abr Mai Jun Jul Ago Set Out Nov Dez Ano
Temperatura máxima registrada (°C) 30,6 30,1 28 26,9 25,2 22,8 24,1 27,7 28,4 28,9 29,1 31,4 31,4
Temperatura máxima média (°C) 23,1 23,1 21,7 18,8 16,3 14,7 14,7 16 17,1 18,9 20,6 22,2 18,9
Temperatura média (°C) 16,8 17,1 15,9 13,2 11,4 9,7 9,8 10,7 12 12,8 14,4 16 13,3
Temperatura mínima média (°C) 12,9 13,3 12,4 9,7 7,6 5,9 5,7 6,4 7,3 8,7 10,2 11,7 9,3
Temperatura mínima registrada (°C) 3,5 4,2 0,3 -2,2 -6,8 -7,2 -9 -8,2 -7,5 -2,4 -1,5 1,4 -9
Precipitação (mm) 172,2 162,5 147,2 82,2 93,2 111,2 113,7 170 177,9 140,9 118,9 119,3 1 609,3
Dias com precipitação (≥ 1 mm) 13 12 12 7 7 8 8 9 11 10 10 10 117
Umidade relativa (%) 82 83 84 83 80 78 77 76 78 79 79 80 79,9
Horas de sol 138,3 127,4 143,5 150,2 139,9 123 146,3 111,4 129,7 157,5 152,9 154,1 1 674,2
Fonte: Instituto Nacional de Meteorologia (normal climatológica 1961-1990;[11] [12] [13] [14] [15] [16] [17] recordes de temperatura de 1961 a 1983, 1988 a 1989 e a partir de 1992).[8] [9]

Ver também[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. a b Divisão Territorial do Brasil Divisão Territorial do Brasil e Limites Territoriais. Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) (1 de julho de 2008). Página visitada em 11 de outubro de 2008.
  2. IBGE (10 out. 2002). Área territorial oficial Resolução da Presidência do IBGE de n° 5 (R.PR-5/02). Página visitada em 5 dez. 2010.
  3. Censo Populacional 2010 Censo Populacional 2010. Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) (29 de novembro de 2010). Página visitada em 11 de dezembro de 2010.
  4. a b Produto Interno Bruto dos Municípios 2004-2008 Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística. Página visitada em 11 dez. 2010.
  5. http://www.saojoaquim.sc.gov.br/conteudo/?item=15047&fa=9291
  6. , Enedino Batista Ribeiro ed. Departamento Estadual de Estatística, São Joaquim: notícia estatístico-descritiva, 71, 1941
  7. a b Série Histórica - Dados Diários - Precipitação (mm) - São Joaquim Instituto Nacional de Meteorologia. Página visitada em 2 de maio de 2014.
  8. a b BDMEP - Série Histórica - Dados Diários - Temperatura Mínima (ºC) Instituto Nacional de Meteorologia. Página visitada em 2 de maio de 2014.
  9. a b BDMEP - Série Histórica - Dados Diários - Temperatura Máxima (ºC) Instituto Nacional de Meteorologia. Página visitada em 2 de maio de 2014.
  10. Série Histórica - Dados Mensais - Precipitação Total (mm) Instituto Nacional de Meteorologia. Página visitada em 2 de maio de 2014.
  11. Temperatura Média Compensada (°C) Instituto Nacional de Meteorologia (1961-1990). Página visitada em 11 de junho de 2014. Cópia arquivada em 4 de maio de 2014.
  12. Temperatura Máxima (°C) Instituto Nacional de Meteorologia (1961-1990). Página visitada em 11 de junho de 2014. Cópia arquivada em 4 de maio de 2014.
  13. Temperatura Mínima (°C) Instituto Nacional de Meteorologia (1961-1990). Página visitada em 11 de junho de 2014. Cópia arquivada em 4 de maio de 2014.
  14. Precipitação Acumulada Mensal e Anual (mm) Instituto Nacional de Meteorologia (1961-1990). Página visitada em 11 de junho de 2014. Cópia arquivada em 4 de maio de 2014.
  15. Número de Dias com Precipitação Maior ou Igual a 1 mm (dias) Instituto Nacional de Meteorologia. Página visitada em 11 de junho de 2014. Cópia arquivada em 4 de maio de 2014.
  16. Insolação Total (horas) Instituto Nacional de Meteorologia. Página visitada em 11 de junho de 2014. Cópia arquivada em 4 de maio de 2014.
  17. Umidade Relativa do Ar Média Compensada (%) Instituto Nacional de Meteorologia. Página visitada em 11 de junho de 2014. Cópia arquivada em 4 de maio de 2014.

Ver também[editar | editar código-fonte]

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Ícone de esboço Este artigo sobre municípios do estado de Santa Catarina é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.