Serrana

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Município de Serrana
Bandeira de Serrana
Brasão de Serrana
Bandeira Brasão
Hino
Aniversário 10 de abril
Fundação 1948
Gentílico serranense
Prefeito(a) Tonhão Candoca - João Antonio Barboza (PMDB)
(2013–2016)
Localização
Localização de Serrana
Localização de Serrana em São Paulo
Serrana está localizado em: Brasil
Serrana
Localização de Serrana no Brasil
21° 12' 39" S 47° 35' 45" O21° 12' 39" S 47° 35' 45" O
Unidade federativa  São Paulo
Mesorregião Ribeirão Preto IBGE/2008[1]
Microrregião Ribeirão Preto IBGE/2008[1]
Municípios limítrofes Altinópolis, Ribeirão Preto, Serra Azul, Cravinhos, Brodowski
Distância até a capital 315 km
Características geográficas
Área 125,744 km² [2]
População 41 728 hab. Estatísticas populacionais IBGE/2013[3]
Densidade 331,85 hab./km²
Altitude 427 m
Clima Não disponível
Fuso horário UTC−3
Indicadores
IDH-M 0,775 alto PNUD/2000[4]
PIB R$ 596 996,497 mil IBGE/2008[5]
PIB per capita R$ 15 324,89 IBGE/2008[5]
Página oficial

Serrana é um município brasileiro do estado de São Paulo. Localiza-se a uma latitude 21º12'41" sul e a uma longitude 47º35'44" oeste, estando a uma altitude de 427 metros. Sua população estimada em 2013 era de 41.728 habitantes.

Serrana pode ser considerada uma cidade-dormitório, já que um grande número de seus habitantes trabalham na vizinha Ribeirão Preto.

Geografia[editar | editar código-fonte]

Possui uma área de 125,744 km².

Hidrografia[editar | editar código-fonte]

Administração[editar | editar código-fonte]

Educação[editar | editar código-fonte]

Serrana possui a o Sistema Universidade Aberta do Brasil (UAB) que tem como prioridade a formação de professores para a Educação Básica. Tendo no município um Polo Presencial da UAB, que em parceria com as Universidades Federais de São João Del Rei e Alfenas, estarão oferecendo cursos de pós-graduação, nas seguintes áreas: Especialização em Práticas de Alfabetização e Letramento, Especialização em Matemática e Práticas de Ensino[6] e Bacharelado em Administração, serão oferecidas 50 vagas, com duração de quatro anos.[7]

Serrana receberá a partir do segundo semestre de 2009, uma unidade da Etec do Centro Paula Souza que irá oferecer neste primeiro momento os cursos técnicos de logística, secretariado e administração.[8]

Economia[editar | editar código-fonte]

Dentre as atividades econômicas do município que mais se destacam são: a lavoura de cana-de-açúcar a prestação de serviços, as indústrias de usinagem e implementos agroindustriais e o comércio.[9]

Serrana está despontando como um grande polo industrial e de logística do interior de São Paulo. Existem em Serrana as seguintes empresas:

  • Usina Nova União
  • Usina da Pedra
  • Serralat Laticinios
  • Sermag (Serrana Máquinas)
  • Bio Soja
  • Ciclo Farma

Saúde[editar | editar código-fonte]

No segundo semestre de 2010, o Hospital Regional de Serrana estará disponível para a população, com atendimentos nas áreas de ortopedia e neuroclínica. Serão investidos R$ 8 milhões para fazer ajustes no prédio e para a aquisição de novos equipamentos. Primeiramente será entregue 60 leitos, mas o hospital tem capacidade para 120. Ao todo, serão quatro salas cirúrgicas, 15 leitos de UTI neonatal, 10 leitos adultos e quase 1,5 mil profissionais diretos e indiretos que trabalharão no hospital.[10]

Transportes[editar | editar código-fonte]

Rodovia Abrão Assed "SP-333" - Vista da zona sul de Ribeirão Preto ao fundo.

Rodovias[editar | editar código-fonte]

  • SP-271
  • SP-333
  • Rodovia Ângelo Cavalheiro interligando Serrana à (Rodovia Anhanguera)
Polo Intermodal de Cargas[editar | editar código-fonte]

Um dos mais importantes projetos em Serrana, a instalação do Polo Regional Intermodal de Cargas, consiste num porto de cargas e descargas que opera com o sistema rodoviário, ferroviário e, possivelmente, aéreo. O Intermodal mudará o perfil socioeconômico de Serrana com impacto positivo nesta e em outras regiões como Sul de Minas e Goiás. A expectativa é que a instalação do Intermodal gere de imediato dois mil empregos, número que deve crescer no futuro conforme novas empresas forem sendo instaladas. Isso sem contar o incremento em todo setor de serviços da cidade.[11] [12]

Pelas projeções do atual governo, o Intermodal terá capacidade para atender o transporte de parte dos 37,6% do álcool produzido na região Centro-Sul do Brasil, além dos grãos cultivados em São Paulo, Triângulo Mineiro, Sul de Minas Gerais e Sul de Goiás. A área da fazenda Santa Maria tem cerca de 690 mil m². Nela estão os trilhos da ferrovia Alta Mogiana, capaz de interligar o interior do Centro-Sul ao Porto de Santos, no litoral paulista. Outras vantagens de logística é que o Pólo ficará a 400 metros de frente à rodovia Abrão Assed, que além de duplicada não tem pedágios, a oito quilômetros da Rodovia Anhanguera e de Ribeirão Preto, além do acesso rápido e expresso de cargas ao Aeroporto Leite Lopes.

O Polo Intermodal Regional terá capacidade para atrair 60 empresas do setor de transportes e logística numa primeira etapa e outras 90 no decorrer dos próximos anos. Na visão do Governo Municipal, o setor sucroalcooleiro será, sem dúvida, um dos maiores beneficiados com o terminal, que terá a função de integrar o transporte terrestre – rodoviário e ferroviário – para criar uma logística nacional e otimizar custos. Mas o Pólo também concentrará as operações de transportes de outros produtos da agroindústria (açúcar, suco de laranja concentrado, entre outros). Além disso, atenderá os setores de mineração/calcário e fertilizantes e das indústrias metalúrgicas e de transformação, com calçados, máquinas agrícolas, equipamentos médicos e odontológicos, entre outros.[13] [14]

Referências

  1. a b Divisão Territorial do Brasil. Divisão Territorial do Brasil e Limites Territoriais. Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) (1 de julho de 2008). Página visitada em 11 de outubro de 2008.
  2. IBGE (10 out. 2002). Área territorial oficial. Resolução da Presidência do IBGE de n° 5 (R.PR-5/02). Página visitada em 5 dez. 2010.
  3. Estimativa Populacional 2013. Estimativa Populacional 2013. Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) (01 de julho de 2013). Página visitada em 21 de setembro de 2013.
  4. Ranking decrescente do IDH-M dos municípios do Brasil. Atlas do Desenvolvimento Humano. Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento (PNUD) (2000). Página visitada em 11 de outubro de 2008.
  5. a b Produto Interno Bruto dos Municípios 2004-2008. Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística. Página visitada em 11 dez. 2010.
  6. Prefeitura Municipal de Serrana. Universidade Aberta do Brasil. Página visitada em 06 de junho de 2009.
  7. Jornal A Cidade. Serrana abre nova turma em curso gratuito de administração. Página visitada em 28 de setembro de 2010.
  8. Prefeitura Municipal de Serrana. Etec Centro Paula Souza. Página visitada em 06 de junho de 2009.
  9. Revista Revide. Polo de serviços. Página visitada em 09 de fevereiro de 2011.
  10. Gazeta de Ribeirão. Serrana desafoga o HC. Página visitada em 20 de março de 2010.
  11. Dnit. Concorrência pública para contratação de empresa(s) para execução das obras de construção do Polo Intermodal de Cargas de Serrana/SP. Página visitada em 21 de setembro de 2013.
  12. Revide. Polo de serviços. Página visitada em 21 de setembro de 2013.
  13. Prefeitura Municipal de Serrana. Polo Intermodal de Cargas. Página visitada em 06 de junho de 2009.
  14. EPTV. Serrana vai receber terminal de cargas. Página visitada em 12 de abril de 2011.

Ligações externas[editar | editar código-fonte]