Cajuru

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Município de Cajuru
"Terra da hospitalidade"

"Cidade da Educação"

Prefeitura de Cajuru

Prefeitura de Cajuru
Bandeira de Cajuru
Brasão de Cajuru
Bandeira Brasão
Hino
Aniversário 18 de agosto
Fundação 11 de novembro de 1821
Gentílico cajuruense
Lema PER ASPERA AD ASTRA ("Através das dificuldades, até às estrelas"[1] )
Padroeiro(a) São Bento
Prefeito(a) Luís Estevão Pereira (2013-2016) (PSDB) (PSDB)
(2013–2016)
Localização
Localização de Cajuru
Localização de Cajuru em São Paulo
Cajuru está localizado em: Brasil
Cajuru
Localização de Cajuru no Brasil
21° 16' 30" S 47° 18' 14" O21° 16' 30" S 47° 18' 14" O
Unidade federativa  São Paulo
Mesorregião Ribeirão Preto Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística/2008[2]
Microrregião Batatais Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística/2008[2]
Municípios limítrofes Altinópolis, Santo Antônio da Alegria, Cássia dos Coqueiros, Mococa, Tambaú, Santa Rosa de Viterbo, São Simão, Santa Cruz da Esperança.[3]
Distância até a capital 305 km
Características geográficas
Área 660,687 km² [4]
População 23 378 hab. Censo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística/2010[5]
Densidade 35,38 hab./km²
Altitude 775 m
Clima Subtropical Cfb
Fuso horário UTC−3
Indicadores
IDH-M 0,783 alto Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento/2000][6]
PIB R$ 211 283,337 mil Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística/2008[7]
PIB per capita R$ 8 802,37 Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística/2008[7]
Página oficial

Cajuru é um município brasileiro do estado de São Paulo. Localiza-se a uma latitude 21º16'31" sul e a uma longitude 47º18'15" oeste, estando a uma altitude de 775 metros. Sua população estimada em 2007 era de 24 313 habitantes..

História[editar | editar código-fonte]

Proprietária de uma grande extensão de terras e cheia de uma fé piedosa, dona Maria Pires de Araújo, apoiada e em colaboração com seus filhos, doou para o patrimônio da Igreja, em 11 de novembro de 1821, um terreno para a construção de uma capela em honra do fundador da ordem beneditina (tendo se tornado, assim, a segunda paróquia mais antiga da agora arquidiocese de Ribeirão Preto, ficando atrás somente da paróquia do Senhor Bom Jesus da Cana Verde, em Batatais, fundada em 1815), a qual foi curada em 16 de março de 1835 e, em volta da qual, foi se formando um povoado que recebeu o nome de São Bento do Cajuru, uma referência ao santo que se tornou desde o princípio orago da cidade e ao nome que os índios que habitavam o lugar o chamavam à época da chegada dos tropeiros: ka'îuru, que significa "boca do mato" em tupi[8] .

De início, a povoação encontrou-se sob a jurisdição do município de Batatais, mas o seu crescimento se deu de forma tão rápida para os padrões da época que, em 19 de fevereiro de 1846, o império assentou a criação da Freguesia do Cajuru. A partir daí, tornou-se parte do município de Casa Branca, isso até 10 de julho de 1850, véspera dos festejos de São Bento, quando voltou para à custódia do município de Batatais.

Quinze anos mais tarde, em 18 de março de 1865, a cidade foi elevada à categoria de vila. Conseguiu a sua emancipação pouco mais de um ano depois, em 18 de agosto de 1866, considerada, a partir de então, a data de fundação definitiva de Cajuru.

Geografia[editar | editar código-fonte]

Suas terras são brancas, arenosas, mestiças e roxas. A formação florística é variada: campos limpos e campos cerrados. Cerradões e matas frondosas. Possui cachoeiras e é área de recarga do aquífero Guarani. Riquezas Naturais: setenta cachoeiras e quedas d´água (que dão acesso a trilhas e também permitem a prática de esportes radicais), grutas, fauna e flora privilegiada. Trata-se de uma região de amplo potencial turístico, onde o caos das grandes metrópoles ainda não chegou.

Demografia[editar | editar código-fonte]

Dados do Censo de 2013

População Total: 24 783

Hidrografia[editar | editar código-fonte]

Rodovias[editar | editar código-fonte]

Economia[editar | editar código-fonte]

A base da economia cajuruense é particularmente agrícola, com boa parte das famílias sendo de alguma maneira empregadas nas plantações de cana-de-açúcar, café, laranja e, em menor proporção, eucalipto, porem pode se observar um relevante crescimento no cultivo de hortifrutigranjeiros, sendo que seus produtos já abastecem e são conhecidos pela qualidade em varias cidades da região. Ha de se notar que a cidade também abriga indústrias metalúrgicas, voltadas para a fabricação de maquinaria agrícola (Menta Mit) e de peças para automóveis (Indústrias Rei - Metalúrgica Tanaka). Podemos falar ainda das fábricas voltadas à produção de roupas (Koxilinho e Benneblues Jeans), móveis (Movaço), cosméticos (Ricosti) e alimentos (Gold Meat).

Administração[editar | editar código-fonte]

  • Atual Administração:

Ver também[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. http://br.answers.yahoo.com/question/index?qid=20090109091152AAkh8mU
  2. a b Divisão Territorial do Brasil Divisão Territorial do Brasil e Limites Territoriais Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (1 de julho de 2008). Visitado em 11 de outubro de 2008.
  3. [1].
  4. Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (10 de outubro de 2002). Área territorial oficial Resolução da Presidência do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística de número cinco (R.PR-5/02). Visitado em 5 de dezembro de 2010.
  5. Censo Populacional 2010 Censo Populacional 2010 Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (29 de novembro de 2010). Visitado em 11 de dezembro de 2010.
  6. Ranking decrescente do IDH-M dos municípios do Brasil Atlas do Desenvolvimento Humano Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento (2000). Visitado em 11 de outubro de 2008.
  7. a b Produto Interno Bruto dos Municípios 2004-2008 Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística. Visitado em 11 dez . 2010.
  8. NAVARRO, E. A. Método Moderno de Tupi Antigo. Terceira edição. São Paulo: Global, 2005. p. 168

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

O Commons possui uma categoria contendo imagens e outros ficheiros sobre Cajuru