Vale-tudo

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
NoFonti.svg
Este artigo ou se(c)ção cita fontes fiáveis e independentes, mas que não cobrem todo o conteúdo (desde outubro de 2010). Por favor, adicione mais referências e insira-as corretamente no texto ou no rodapé. Trechos sem fontes poderão ser removidos.
Encontre fontes: Googlenotícias, livros, acadêmicoYahoo!Bing.
Espada japonesa mostrando a lâmina manga habaki e a mão guarda tsuba

O vale-tudo[1] é uma modalidade de luta com contacto pleno (full contact) em que os adversários nem sempre precisam seguir um único estilo de arte marcial. Por exemplo, um lutador de jiu-jitsu pode lutar contra um lutador de muay thai.

Essa modalidade foi muito difundida no Brasil, inicialmente pelos irmãos Gracie.

O Vale-Tudo é uma modalidade de combate sem armas, onde os lutadores utilizam apenas os seus corpos para ferir e possui com isso, poucas regras, o suficiente para preservar a integridade física dos lutadores, bastante amplo em termos técnico-táctico com um sistema muito próprio de preparação e desenvolvimento bastante complexo devido à exigência das lutas.

O evento que mais difundiu a modalidade foi o Ultimate Fighting Championship, que em seus primórdios havia menos regras e restrições, além de haver várias lutas na mesma noite, sem limite de tempo (UFC 1, UFC 2, UFC 3, UFC 4). No Japão, os principais eventos foram "O Open Japan Free Style" e O PRIDE Fighting Championships que já destacou muitos lutadores de diversas categorias de artes marciais.

O MMA (artes marciais mistas) é um esporte que surgiu com a inclusão de algumas regras ao antigo vale-tudo, o que fez o termo cair em desuso.

Atualmente há muitos campeonatos secundários de lutas de MMA no Brasil que mereceriam destaque maior da imprensa nacional, entre eles o No Rules Fight, WVC, Circuito Nacional e o Extinto Tiger´s MMA, cuja última edição foi em Curitiba, onde uma das melhores lutas já protagonizadas em eventos deste porte se deu pelo paulista Carlos da Montenegro Jiu-Jitsu e o carioca Jair "Pezão" da Elite Academia, onde o paulistano derrotou o oponente no começo do terceiro round por nocaute técnico, estes campeonatos secundários muitas vezes são patrocinados por um público mais interessado em realizar apostas do que em difundir o esporte. Na atualidade os praticantes de MMA fazem em conjunto diversos tipos de artes marciais em contacto pleno (full contact). Por exemplo, no Brasil jiu-jitsu + boxe + muay thai, nos Estados Unidos kickboxing + muay thai + sanshou + wrestling, outros fazem kickboxing + muay thai + jiu-jitsu. Como não segue uma filosofia de vida que visa o engrandecimento do ser humano, o vale-tudo usualmente não é considerado uma arte marcial mas apenas um sistema de luta moderno, apesar da sua eficiência combativa.

Ver também[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. Thaís Nicoleti. Substantivos "vale-tudo" e "bate-boca" têm hífen UOL Educação. Visitado em 15 de outubro de 2010.
Ícone de esboço Este artigo sobre artes marciais é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.