Alan Scott

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Lanterna Verde
Outro(s) nome(s) Alan Ladd Wellington Scott
Poder(es) Os poderes do anel de Alan são parecidos aos anéis padrões da Tropa dos Lanternas Verdes. Entretanto, esses poderes são de origem parecida, mas não totalmente igual e não funcionam contra madeira e objetos de madeira, em vez de amarelo.
Afiliações Sociedade da Justiça
All-Star Squadron
Checkmate
Sentinelas da Magia
Criado por Bill Finger
Martin Nodell
Primeira aparição All-American Comics #16. (Julho de 1940)
Editora(s) DC Comics
Afiliações Sociedade da Justiça
All-Star Squadron
Checkmate
Sentinelas da Magia
Codinomes conhecidos Sentinela
O Rei Branco
Habilidades Os poderes do anel de Alan são parecidos aos anéis padrões da Tropa dos Lanternas Verdes. Entretanto, esses poderes são de origem parecida, mas não totalmente igual e não funcionam contra madeira e objetos de madeira, em vez de amarelo.

Alan Scott, também chamado de Lanterna Verde da Era de Ouro, Lanterna Verde da Terra Paralela, Lanterna Verde da Terra 2 ou Sentinela, é um super-herói fictício da DC Comics, e o primeiro herói terrestre (e também dos quadrinhos) a se chamar Lanterna Verde, muitos anos antes de Hal Jordan.[1] Alan é um conhecido membro da Sociedade da Justiça.

Criação[editar | editar código-fonte]

O personagem foi criado por Martin Nodell. Sua primeira aparição foi na edição 16 da revista All-American Comics, em Julho de 1940.[1] Nodell se inspirou no trabalho de um funcionário do metrô de Nova Iorque, que orientava o tráfego dos trens com duas lanternas: uma de cor vermelha para parar os trens e outra de cor verde para liberá-los.

Origem[editar | editar código-fonte]

Alan Scott era um engenheiro executivo que em 1939, envolveu-se num terrível acidente ferroviário causado por sabotagem, no qual todos os passageiros morreram e apenas ele escapou com vida. Tudo porque neste trem, estava a bordo a antiga lanterna ferroviária de guarda-freios de cor verde. Alan encontrou a misteriosa lanterna, momentos antes do acidente, que começou a emitir luz esverdeada e de dentro, uma entidade começou a falar com ele, explicando sobre sua missão como Lanterna Verde. Scott também foi orientado a fazer um anel com uma peça do artefato que lhe conferiu poderes. O anel só precisava ser recarregado a cada 24 horas na bateria da lanterna. Os poderes do anel não funcionavam contra madeira.

Conseguiu levar todos os responsáveis pela sabotagem à justiça, graças aos poderes do anel. Em seus primeiros anos de combate, limitava-se a combater os criminosos da época com a "ajuda" de Doiby Dickles, um humano normal, taxista, que adorava bater nos criminosos pegos pelo Lanterna. Alan lutou ao lado de outros super-heróis da década de 40 na Sociedade da Justiça da América.

Apesar de se chamar Lanterna Verde, Alan não faz parte da Tropa dos Lanternas Verdes.

Muitos anos a frente, ele descobriria que a lanterna foi feita do lendário Coração Estelar. Após Zero Hora, Alan Scott desistiu por algum tempo do título de Lanterna Verde, que ele abdicou em favor de Kyle Rayner, e passou a usar a alcunha de O Sentinela.

Pré-Crise[editar | editar código-fonte]

Alan Scott habitava a dimensão da Terra 2 antes de Crise nas Infinitas Terras. Após Crise, este fato é desconsiderado, tendo ele surgido em nossa própria dimensão, assim como seus familiares.

Durante a Crise Infinita, ele perdeu um olho. e usa um tampão.

Futuro alternativo[editar | editar código-fonte]

Em o Reino do Amanhã, Alan Scott é ainda o Lanterna Verde. Ele forjou uma armadura que é energizada pelo Coração Estelar.

Habilidades e poderes[editar | editar código-fonte]

Os poderes do anel de Alan são parecidos aos anéis padrões da Tropa dos Lanternas Verdes. Entretanto, esses poderes são de origem mágica e não funcionam contra madeira e objetos de madeira, em vez de amarelo. Fora isso, Alan Scott é um lutador e inventor competente.

Enquanto Hal Jordan confia mais em seu anel, Alan Scott usava mais a força bruta na hora de combater vilões. Ele costumava usar o anel só quando necessário.

Vida pessoal[editar | editar código-fonte]

Alan casou-se com Rose Canton, que ele não sabia ser a vilã conhecida como A Espinho. Ela forjou a morte na noite de núpcias, mas escapou grávida de Alan. Ela deu à luz gêmeos, que se tornaram posteriormente Jade e Manto Negro, dois membros da Corporação Infinito.

É proprietário da empresa de rádio Gotham Broadcasting Company (GBC).

Foi revelado pela DC Comics que Alan Scott será reintroduzido na cronologia surgida em Os Novos 52 como um personagem homossexual.[2]

Inimigos[editar | editar código-fonte]

Referências