Burhanuddin Rabbani

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Burhanuddin Rabbani

Burhanuddin Rabbani (em persa: برهان الدين رباني, Burhânuddîn Rabbânî; Badakhshan, 1940 - Cabul, 2011) foi um político afegão, presidente do país[1] durante dois períodos. Foi o líder do partido político afegão Jamiat-e Islami (Sociedade Islâmica do Afeganistão), e serviu como o chefe político da Aliança do Norte, uma associação de grupos políticos que lutaram contra o governo Talibã no Afeganistão. Entre 1992 e 1996, Rabbani foi presidente do Afeganistão, até que foi forçado a fugir de Cabul, quando os talibãs tomaram a cidade. Seu governo foi reconhecido como legítimo por muitos países e pelas Nações Unidas.

Foi assassinado na explosão de um carro-bomba em Cabul no dia 20 de setembro de 2011,[2] enquanto negociava um acordo de paz com o Talibã.

Antes de morrer, Rabbani era o líder da Frente Nacional do Afeganistão, conhecido na mídia como a Frente Nacional, o maior grupo de oposição no governo de Hamid Karzai.

Referências

  1. «Rabbani's Afghan comeback». BBC News. 14 de novembro de 2001. Consultado em 10 de setembro de 2009 
  2. «Key Afghan leader Rabbani killed in Kabul bombing». The Washington Post. 20 de setembro de 2011. Consultado em 20 de setembro de 2011 
Cargos políticos


Precedido por
Sibghatullah Mojadeddi
Presidente do Afeganistão
28 de Junho de 1992 - 27 de Setembro de 1996
Sucedido por
Mohammed Omar (Chefe do Conselho Supremo do Afeganistão)
Precedido por
Cargo criado
Presidente da Aliança do Norte
1996-2001
Sucedido por
Cargo suprimido
Precedido por
Mohammed Omar (Chefe do Conselho Supremo do Afeganistão)
Presidente do Afeganistão
13 de Novembro de 2001 - 22 de Dezembro de 2001
Sucedido por
Hamid Karzai
Portal A Wikipédia possui o
Portal do Afeganistão