Carlos Alberto Sicupira

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Carlos Alberto Sicupira
Colagem por Danor Shtruzman
Nome completo Carlos Alberto da Veiga Sicupira
Nascimento 1 de maio de 1948 (73 anos)
Rio de Janeiro, Brasil
Fortuna Baixa US$ 8,9 bilhões (2019)[1]
Cônjuge Cecília de Paula Machado Sicupira
Filho(a)(s) Cecília Sicupira Giusti, Helena Sicupira, Heloísa Sicupira,Pedro Sicupira
Ocupação Empresário

Carlos Alberto Veiga Sicupira (Rio de Janeiro, 1 de maio de 1948) é um empresário brasileiro.[2] Também conhecido como Beto Sicupira,[3] é o quinto homem mais rico do Brasil[4] e o 162º do mundo[5], atuando em vários setores, principalmente nos setores de bebidas e varejo.

Biografia[editar | editar código-fonte]

Nascido no Rio de Janeiro, junto com seus parceiros de investimentos Jorge Paulo Lemann e Marcel Herrmann Telles, o trio de brasileiros são sócios da companhia belga-brasileira Anheuser-Busch Inbev, a maior cervejaria do mundo,[6] dona de 25% do mercado global e além de ser uma das 5 maiores empresas do mundo de produtos de consumo e da 3G Capital, que juntos com Warren Buffett, são sócios das empresas Burger King e Heinz.[7][8]

A empresa emprega aproximadamente 116.000 pessoas em mais de 30 países e em 2020, a AB Inbev reverteu lucro e registrou prejuízo de US$ 2,25 bilhões no 1º trimestre, a receita desse período foi de US$ 11 bilhões, diferente e menor do que os US$ 12,22 bilhões registrado no mesmo intervalo de tempo do ano anterior.[9]

Além de atuar no setor de bebidas, Carlos Alberto Sicupira e seus parceiros controlam as Lojas Americanas, empresa brasileira do segmento de varejo[10] fundada em 1929 que conta, atualmente, com mais de 1100 estabelecimentos de vendas em 26 estados do Brasil e também no Distrito Federal.[11]

No ano 2000, a família Sicupira criou a Fundação Brava, que investe em projetos de melhoria da gestão pública e de ONGs.[12] Junto com seus sócios e amigos Lemann e Telles, ele é um dos líderes da Fundação Estudar, voltada ao desenvolvimento de lideranças.[13]

Em 2011, Carlos Alberto Sicupira foi considerado pela revista Forbes a 6ª pessoa mais rica do Brasil e a 176ª do mundo, com uma fortuna avaliada em US $5,5 bilhões. Em 2013, Carlos Alberto Sicupira foi considerado, novamente, pela revista Forbes a 8ª pessoa mais rica do Brasil, com uma fortuna de R$ 16,78 bilhões.[14]

Em agosto de 2014, Carlos Alberto Sicupira foi considerado pela revista Forbes a 4ª pessoa mais rica do Brasil.[15]

Listado em 2016 entre os 70 maiores bilionários do Brasil pela revista Forbes.[16]

Em 2017, Sicupira e seus sócios controladores na São Carlos Empreendimentos e Participações, Jorge Paulo Lemann e Marcel Telles, transferiram 30.751.241 ações de emissão da companhia a seus herdeiros e sucessores legais.[17]

Referências

  1. https://www.forbes.com/profile/carlos-alberto-sicupira
  2. Folha Online (22 de Setembro de 2017). «Lista de bilionários da Forbes» (em inglês). Forbes. Consultado em 22 de Setembro de 2017 
  3. «#124 Carlos Alberto Sicupira». Forbes. 21 de agosto de 2018. Consultado em 21 de agosto de 2018 
  4. «Lemann volta ao topo da lista da Forbes; veja os 10 mais ricos do Brasil». VEJA.com. Consultado em 31 de outubro de 2019 
  5. «Carlos Alberto Sicupira & family». Forbes (em inglês). Consultado em 31 de outubro de 2019 
  6. Daniela Barbosa (25 de junho de 2012). «As 5 maiores cervejarias do mundo». Abril. Exame. Consultado em 26 de outubro de 2013 
  7. «Donos da Ambev e Warren Buffett compram ketchup Heinz por US$ 28 bilhões». UOL Economia. 14 de fevereiro de 2013. Consultado em 26 de outubro de 2013 
  8. «McDonald's anuncia rompimento com a fabricante de ketchup Heinz». Globo.com. G1. 26 de outubro de 2013. Consultado em 26 de outubro de 2013 
  9. «AB InBev reverte lucro e tem prejuízo de US$ 2,25 bilhões no 1º trimestre». Valor Econômico. Consultado em 15 de julho de 2020 
  10. Alexandre Teixeira. «A arte de empreender, segundo Beto Sicupira». Época Negócios. Consultado em 26 de outubro de 2013 
  11. https://experience.hsm.com.br/entity/461070
  12. «Época NEGÓCIOS - NOTÍCIAS - O legado de Lemann». epocanegocios.globo.com. Consultado em 20 de novembro de 2017 
  13. «Bilionários do fundo 3G são gurus também da filantropia». Estadão. Exame. 11 de março de 2013. Consultado em 26 de outubro de 2013 
  14. «Forbes: 1º lugar em 2012, Eike deixa lista dos 15 mais ricos do Brasil - Notícias - UOL Economia». UOL Economia 
  15. «Conheça 50 bilionários brasileiros no ranking da "Forbes Brasil"». economia.uol.com.br. Consultado em 15 de julho de 2020 
  16. «70 maiores bilionários do Brasil em 2016». Consultado em 29 de agosto de 2016 
  17. «Lemann, Telles e Sicupira doam ações da São Carlos a herdeiros». Valor Econômico