Carmen - Uma Biografia

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Carmen - Uma Biografia
Autor(es) Ruy Castro
Idioma Português
País  Brasil
Gênero Livro biográfico
Arte de capa Hélio de Almeida
Editora Companhia das Letras
Formato Digital
Impresso
Lançamento 2005
Páginas 632 páginas
ISBN ISBN 978-85-3590-760-5

Carmen - Uma Biografia é um livro biográfico escrito por Ruy Castro e lançado em 2005 pela Companhia das Letras. A obra trata sobre os principais acontecimentos da vida de Carmen Miranda. Desde sua ascensão como cantora de rádio na década de 1930 no Brasil, passando pelo período de auge de sua carreira como atriz de Hollywood e cantora da Broadway, até o processo de declínio e morte.

Sinopse[editar | editar código-fonte]

Ano a ano, o jornalista Ruy Castro acompanha a vida de Carmen Miranda, a "brasileira mais famosa do século 20", de seu nascimento em uma aldeia em Portugal e a vinda ao Rio de Janeiro, em 1909, com dez meses de idade, à sua consagração brasileira e internacional.[1] A obra relata a ascensão meteórica de Carmen, trata de seus problemas com estimulantes, soníferos, álcool e trata da intimidade dos relacionamentos amorosos da estrela. Um livro revelador, que mostra que por trás da alegria de "Tique-Taque do Meu Coração" existia uma mulher real e adulta, muito mais rica e complexa do que sua imagem jamais deixou transparecer.[2]

Carmen é a maior biografia de um artista já publicada no Brasil.[3] O jornalista derruba no livro a ideia superficial de que o estereótipo eternizado por Carmen Miranda teria sido uma imposição de Hollywood. Os filmes estrelados pela cantora são normalmente associados à "política da boa vizinhança", estratégia de aproximação cultural (com fins comerciais) dos EUA com a América Latina idealizada por Nelson Rockfeller e apoiada pelo presidente Franklin D. Roosevelt. Segundo Castro, "eles até podem ter colaborado para o plano, mas não começaram por causa dele."[4]

Ruy Castro passou cerca de cinco anos pesquisando toda a vida da artista, usando como fonte o cruzamento de dezenas de entrevistas com pesquisas em jornais e arquivos pessoais.

Recepção[editar | editar código-fonte]

Dirceu Alves Jr., escrevendo para a revista Isto É, disse que "Carmen perde em agilidade e frescor e se esbalda em detalhes que, mesmo nem tão inéditos, ganham força na escrita de Castro e garantem uma bela descrição da trajetória da artista."[5] A Trip classificou a biografia como "divertida, instrutiva e essencial."[6]

Versão para televisão[editar | editar código-fonte]

Os direitos para a televisão da biografia foram posteriormente vendidos a Rede Globo, que idealizava fazer uma minissérie sobre Carmen Miranda, a emissora porém esbarrou em várias exigências feitas pela família da cantora e entraves na justiça com a produtora Paula Lavigne que em 1998 comprou por US$ 200 mil a exclusividade sobre os direitos biográficos de Carmen para fazer um filme sobre a vida dela, o que dificultou o andamento do projeto.[7][8][9] A ideia sobre a minissérie foi do diretor Carlos Manga, que convidou a escritora Maria Adelaide Amaral para assumir o roteiro da trama[10][11][12] agora nas mãos de Silvio de Abreu.[13]

Em 27 de dezembro de 2015, o colunista Fernando Oliveira do jornal Folha de S.Paulo anunciou que em 2016 a emissora pretende retomar as negociações com a família de Carmen Miranda para conseguir autorização para levar sua história à TV.[14]

Prêmios[editar | editar código-fonte]

O livro foi vencedor do Prêmio Jabuti de "melhor biografia" e "melhor livro de não-ficção" em 2006.[15]

Ano Prêmio Categoria Resultado
2006 48º Prêmio Jabuti Prêmio Jabuti - Melhor Biografia Venceu
Prêmio Jabuti - Livro do Ano Não Ficção Venceu

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. BEATRIZ VELLOSO E MARTHA MENDONÇA. «Memória de uma estrela». Revista Época. Consultado em 19 de Fevereiro de 2014. 
  2. «Carmen: Uma Biografia». Livraria Folha. Consultado em 19 de Fevereiro de 2014. 
  3. «CARMEN: UMA BIOGRAFIA - A vida de Carmen Miranda, a brasileira mais famosa do século XX». Companhia das Letras. Consultado em 19 de Fevereiro de 2014. 
  4. LUIZ FERNANDO VIANNA (30 de Novembro de 2005). «Livro derruba mitos sobre Carmen Miranda». Folha de S.Paulo. Consultado em 19 de Fevereiro de 2014. 
  5. Dirceu Alves Jr. (12 de dezembro de 2005). «Biografia: Carmen - Uma biografia». Isto É. Consultado em 12 de agosto de 2016. 
  6. «CARMEN – UMA BIOGRAFIA». Trip. Novembro de 2008. Consultado em 12 de agosto de 2016. 
  7. «De volta à moda, Carmen Miranda ganha biografia e exposição». Terra Networks. 09 de Dezembro de 2005. Consultado em 19 de Fevereiro de 2014.  Verifique data em: |data= (ajuda)
  8. Claudia Dias (22 de setembro de 2006). «Globo e Paula Lavigne entram na justiça por Carmem Miranda». OFuxico. Consultado em 21 de Fevereiro de 2014. 
  9. CRISTINA TARDÁGUILA (4 de dezembro de 2011). «Família de Carmen Miranda profissionaliza gestão da marca». O Globo. Consultado em 21 de Fevereiro de 2014. 
  10. Carla Bittencourt e Leonardo Ferreira (8 de Julho de 2010). «Família dificulta minissérie sobre Carmen Miranda na Globo». Extra. Consultado em 19 de Fevereiro de 2014. 
  11. «Livro sobre Carmen Miranda vira minissérie na Globo». O Estado de S. Paulo. 11 de Maio de 2006. Consultado em 19 de Fevereiro de 2014. 
  12. Celina Côrtes (20 de Setembro de 2006). «Tico-tico no fubá - Vida de Carmen Miranda vira motivo de disputa». ISTOÉ Independente. Consultado em 26 de Fevereiro de 2014. 
  13. «Hollywood é impiedosa com latinos, diz autor de "Belíssima"». Folha de S.Paulo. 11 de agosto de 2006. Consultado em 14 de janeiro de 2016. 
  14. Fernando Oliveira (27 de dezembro de 2015). «Personalidades como Elis Regina e Vinicius podem ganhar minisséries na Globo». Folha de S.Paulo. Consultado em 28 de dezembro de 2015. 
  15. os vencedores do prêmio Jabuti; confira lista
Ícone de esboço Este artigo sobre um livro é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.