Banana da Terra (filme)

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Banana da Terra
Banana da Terra (BR)
Cartaz do filme Banana da Terra (1939), apresentando Carmen Miranda.
 Brasil
1939 •  P&B •  88 min 
Direção Ruy Costa
Produção Wallace Downey
Roteiro João de Barro
Mário Lago
Elenco Carmen Miranda
Linda Batista
Aurora Miranda
Dircinha Batista
Emilinha Borba
Género filme musical
Companhia(s) produtora(s) Sonofilmes
Distribuição Metro-Goldwyn-Mayer
Lançamento Brasil 10 de fevereiro de 1939
Idioma português
Página no IMDb (em inglês)

Banana da Terra é um filme musical brasileiro de 1939, produzido por Wallace Downey com roteiro de João de Barro e Mário Lago e direção de Ruy Costa.[1] Ao que se sabe, nenhuma cópia do filme foi preservada. O número em que Carmen Miranda canta "O que é que a baiana tem?" é o único segmento do filme que se tem conhecimento atualmente.

Sinopse[editar | editar código-fonte]

Uma ilha do Oceano Pacífico, a Bananolândia, produziu muita banana naquele ano e não teve compradores para o produto. A rainha da terra (Dircinha Batista), avisada pelo conselheiro-mor, devia vender banana para o Brasil. E isso ela consegue, por meio de uma intensa propaganda feita pelos jornais e pelo rádio.[2]

Produção[editar | editar código-fonte]

Carmen Miranda em uma cena do filme.

Algumas fontes consultadas pela Cinemateca Brasileira atribuem a direção do filme a João de Barros e indicam 1938 como data de produção. O filme teve grande sucesso, mas, para conseguir o bom lançamento da Metro, submeteu-se às condições da distribuidora/exibidora americana: "(...) o filme só poderia ser reapresentado 'depois de sessenta dias de exibição no Metro'."

No filme, Carmen Miranda surge pela primeira vez vestida de baiana, cantando "O que é que a baiana tem?".[3][4] A inclusão da música no filme selou o destino de Dorival Caymmi como grande compositor, e serviu de ponto de partida para uma trajetória de prestígio nacional e internacional. A música é responsável até pelo figurino mais conhecido da atriz, inspirado nos versos de Caymmi.[5] A canção porém, só foi incluída no filme devido Ary Barroso ter pedido um valor acima da média para liberar o samba “Na Baixa do Sapateiro” que deveria ter sido cantado por Carmen.[6]

Outros clássicos apresentados são: A Jardineira na voz de Orlando Silva; Tirolesa com Dircinha Batista; e Sei Que é Covardia com Carlos Galhardo.[7] Estreou no Cine Metro-Passeio (Rio) em 10 de fevereiro de 1939.

Elenco[editar | editar código-fonte]

Números musicais[editar | editar código-fonte]

Recepção[editar | editar código-fonte]

Divulgação do filme Banana da Terra no jornal Diário Carioca em fevereiro de 1939.

Reportagem publicada em O Globo de 17 de fevereiro de 1939, diz: "O celuloide nacional Banana da Terra vem obtendo êxito sem precedentes na sala do Metro-Passeio. Há duas coisas pelo menos ótimas: a dança do "Pirulito" e o formidabilíssimo samba de Carmen Miranda "O que é que a Baiana tem?", cujo autor o programa não determina, e que é o grande, o grandíssimo samba deste ano. Se o "Pirulito" apresentado por Almirante e Carmen é uma deliciosa invenção, o samba da baiana representa qualquer coisa de notável, novo, expressivo".[8]

Curiosidades[editar | editar código-fonte]

  • Lançamento em 10 de fevereiro de 1939, em São Paulo e Rio de Janeiro, nas salas Metro (Rio e São Paulo).
  • Exibido em São Paulo de 10 a 23 de fevereiro de 1939, no Metro; de 15 a 28 de Maio, no Astória; a 21 de Maio a 05 de Junho, no São José e no Moderno; de 23 a 28 de Maio, no São José e no Moderno; de 13 a 18 de Junho, no Paulistano; de 14 a 18 de Junho, no Ideal; de 19 a 25 de Junho, no Rialto e no Marconi; de 29 de Junho a 04 de Julho 07, no Fênix; de 30 de Junho a 02 de Julho, no Ipiranga-Palácio; de 07 a 13 de Julho, no Esperia; de 28 a 30 de Julho, no Cambuci e de 16 a 18 de Outubro, no Rialto.
  • Exibido em Curitiba em 12 de maio de 1939, no Avenida, no Imperial e no Odeon.
  • Jaime Rui e E. Sá são pseudônimos de Ruy Costa.[9]

Referências

  1. «Carmen Miranda: Filmografia, Banana da Terra». Collector's. Consultado em 31 de julho de 2014 
  2. «Sinopse - Filme: Banana da Terra». Adoro Cinema. Consultado em 11 de janeiro de 2014 
  3. Redação Terra (5 de agosto de 2005). «Morte de Carmen Miranda completa 50 anos nesta sexta». Terra Network. Consultado em 02 de setembro de 2014  Verifique data em: |acessodata= (ajuda)
  4. «Banana da Terra (1939)». Cinema Clássico. Consultado em 11 de janeiro de 2014 
  5. «Morre Dorival Caymmi, aos 94». Revista Veja. Consultado em 05 de Março de 2014  Verifique data em: |acessodata= (ajuda)
  6. «Stella Caymmi pode vir a Natal lançar biografia do avô». Tribuna do Norte. 30 de Abril de 2014. Consultado em 7 de junho de 2014 
  7. «(Banana da Terra, Brasil, 1939)». e-Pipoca. Consultado em 11 de janeiro de 2014 
  8. O Globo (17 de fevereiro de 1939). «Dorival Caymmi: o mar e o tempo». Consultado em 10 de setembro de 2014 
  9. «Curiosidades - Filme: Banana da Terra». Adoro Cinema. Consultado em 11 de janeiro de 2014 

Ligações externas[editar | editar código-fonte]