Cemitério do Morumbi

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Cemitério do Morumbi
Inauguração 1968 (49 anos)
Localização São Paulo, Zona Sul
País  Brasil
Tipo Serviço Particular
Área 300.000 m²[1]
Administração João XXlll
Placa sobre a sepultura de Ayrton Senna, cujo epitáfio é
"Nada pode me separar do amor de Deus".

Cemitério do Morumbi é um famoso necrópole localizado no bairro nobre do Morumbi, na Zona Sul da cidade de São Paulo (Brasil). O Cemitério foi fundado pelo deputado Laércio Corte (também existe uma rua na cidade com esse nome na qual o cemitério fica) no ano de 1968[2] e é controlado por uma empresa particular que é a entidade Religiosa João XXIII[3], e conta com uma área total de 300 mil metros quadrados.[4] Seu formato de cemitério jardim, sendo seus túmulos somente cobertos por grama e uma placa de identificação[5], com inspiração na arquitetura americana, inovação para à época uma vez que só existiam cemitérios com construção de lápides, destaca-se pela beleza e originalidade de sua arquitetura em formato de círculos, caracterizada por suas formas geométricas desenhadas pelo gramado e pelos diferentes arranjos paisagísticos. 

O local é considerado o primeiro "Cemitério Parque da América do Sul"[6], este em datas marcantes como o dia de finados, 2 de novembro, atrai muitos visitantes. A localidade ficou internacionalmente conhecida[7], pois é onde está sepultado o corpo de Ayrton Senna [8], entre outros famosos como o humorista Ronald Golias[9], a cantora Elis Regina[10], e o ex-governador do estado de São Paulo, Orestes Quércia[11]

O endereço do cemitério é: rua Deputado Laércio Corte, 468, Morumbi - São Paulo[7]

Infra-estrutura[editar | editar código-fonte]

Cemitério do Morumbi

O Cemitério do Morumbi possui um arquitetura e design inovador, onde dispõe de sete salas para velórios que contém ar condicionado e ar quente, salas de repouso e recepção. Além disso, há uma Capela Ecumênica, cafeteria, floricultura, seguranças que estão dispostos vinte e quatro horas por dia e estacionamento interno e externo, com acesso total as dependências para deficientes físicos. [12][13]

É mais procurado por pessoas de alto poder aquisitivo, assim sendo mais usado por pessoas de classe alta.[14]

O Cemitério conta com uma área total de 300.000  m ² todo gramado e arborizado, foi o primeiro a idealizar um projeto de Cemitério Jardim no Brasil, estilo que até então era muito utilizado em cemitérios americanos. No Brasil só existiam cemitérios estilo Mausoléu, o qual as pessoas querem fazer uma sepultura maior que a outra. O do Morumbi possui amplos estacionamentos 24 horas por dia com segurança, foi construído em um local nobre da Capital Paulista, com uma arquitetura de alto nível, é um cemitério muito requisitado por pessoas de alto poder aquisitivo, servindo a camada mais alta da população presente. Já foi o local de sepultamento de várias personalidades brasileiras, entre elas destaca-se o túmulo de Ayrton Senna, o mais visitado no dia de Finados. [15][13]

Turismo[editar | editar código-fonte]

Os cemitérios são também pontos de interesse turístico, geralmente pelo atrativo histórico-artístico. A necrópole, ao invés de ser mórbida e lúgubre, é na verdade um microcosmo que pode reunir símbolos, histórias, celebridades, arquitetura e curiosidades, que podem vir a exaltar a cultura.[16]

O Cemitério do Morumbi se encaixa nesse roteiro turístico de viagem na cidade de São Paulo, pois além de ser completamente gramado e arborizado, ele também possui uma arquitetura diferenciada dos cemitérios no Brasil, que normalmente são em formato de Mausoléu; entretanto esse cemitério tem como principal característica suas lápides em formato circular, tornando o local mais amplo. Esta necrópole também se destaca no turismo pelo fato de abrigar diversas personalidades famosas, atraindo fãs e turistas em busca de seus ídolos já falecidos.[16]

Curiosidades[editar | editar código-fonte]

Pode-se destacar que o Cemitério do Morumbi é arborizado e os túmulos são localizados abaixo da terra, cobertos somente pelo gramado e por uma placa de identificação, caracteriza-se por formas geométricas, desenhadas em seus gramados.[13]

A necrópole foi construída com um extenso verde que advêm da conservação da Mata Atlântica.

Personalidades sepultadas[17][editar | editar código-fonte]

Referências

  1. http://www.cemiterio.net/cemiterio-morumbi/
  2. Iha, Marcelo. «Cemitério do Morumby». www.cidadedesaopaulo.com. Consultado em 28 de abril de 2017 
  3. «Cemitério Morumbi - Você Precisa Saber - Cemiterio.net». Cemiterios 
  4. cmor. «Cemitério do Morumbi - SP». www.cemiteriodomorumbi.com.br. Consultado em 29 de abril de 2017 
  5. http://www.cemiterio.net/cemiterio-morumbi/
  6. «Cemitério Morumbi: O Primeiro Cemitério Parque da América do Sul - Blog Coroas de Flores». Blog Coroas de Flores (em inglês). 23 de setembro de 2014 
  7. a b Iha, Marcelo. «Cemitério do Morumby». www.cidadedesaopaulo.com. Consultado em 1 de maio de 2017 
  8. «Túmulo de Ayrton Senna atrai fãs ao Cemitério do Morumby - São Paulo - Estadão». Estadão 
  9. «Folha de S.Paulo - Humor perde Golias, 76, o Bronco - 28/09/2005». www1.folha.uol.com.br. Consultado em 28 de abril de 2017 
  10. «Elis Regina». Wikipédia, a enciclopédia livre. 16 de abril de 2017 
  11. «Orestes Quércia». Wikipédia, a enciclopédia livre. 25 de abril de 2017 
  12. cmor. «Cemitério do Morumbi - SP». www.cemiteriodomorumbi.com.br. Consultado em 27 de abril de 2017 
  13. a b c «Cemitério Morumbi - Você Precisa Saber - Cemiterio.net». Cemiterios 
  14. cemitério do morrumbi- você precisa saber
  15. «Cemitério Morumbi - Você Precisa Saber - Cemiterio.net». Cemiterios 
  16. a b Cabanas, Ana; Ricci, Fábio (1 de janeiro de 2008). «TURISMO EM NECRÓPOLE: NOVOS CAMINHOS CULTURAIS A SEREM EXPLORADOS NO VALE DO PARAÍBA PAULISTA». Turismo - Visão e Ação. 10 (3): 378–398. ISSN 1983-7151 
  17. «Cemitérios de São Paulo reúnem túmulos de artistas e famosos». São Paulo. 2 de novembro de 2015 
  18. «Elis Regina». Wikipédia, a enciclopédia livre. 16 de abril de 2017 
  19. «Onde estão enterradas nossas celebridades | Da Redação | VEJA SÃO PAULO». 18 de setembro de 2009 
  20. «Plínio Salgado». Wikipédia, a enciclopédia livre. 13 de abril de 2017 
  21. «Onde estão enterradas nossas celebridades | Da Redação | VEJA SÃO PAULO». 18 de setembro de 2009 
  22. «Altemar Dutra». Wikipédia, a enciclopédia livre. 21 de fevereiro de 2017 
  23. «Ada Rogato». Wikipédia, a enciclopédia livre. 13 de abril de 2017 
  24. «Ayrton Senna». Wikipédia, a enciclopédia livre. 27 de abril de 2017 
  25. «Onde estão enterradas nossas celebridades | Da Redação | VEJA SÃO PAULO». 18 de setembro de 2009 
  26. «Consuelo Leandro». Wikipédia, a enciclopédia livre. 28 de fevereiro de 2017 
  27. «Onde estão enterradas nossas celebridades | Da Redação | VEJA SÃO PAULO». 18 de setembro de 2009 
  28. «Yara Lins». Wikipédia, a enciclopédia livre. 3 de abril de 2017 
  29. «Ronald Golias». Wikipédia, a enciclopédia livre. 19 de abril de 2017 
  30. «Onde estão enterradas nossas celebridades | Da Redação | VEJA SÃO PAULO». 18 de setembro de 2009 
  31. «Clodovil Hernandes». Wikipédia, a enciclopédia livre. 15 de abril de 2017 
  32. «Orestes Quércia». Wikipédia, a enciclopédia livre. 25 de abril de 2017 
  33. «Marly Marley». Wikipédia, a enciclopédia livre. 25 de janeiro de 2017 
  34. «Içami Tiba». Wikipédia, a enciclopédia livre. 18 de fevereiro de 2017 
  35. «Juvenal Juvêncio». Wikipédia, a enciclopédia livre. 16 de abril de 2016 
  36. «Morre o jornalista Joelmir Beting aos 75 anos em São Paulo - Últimas Notícias - UOL TV e Famosos». UOL TV e Famosos 

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Ícone de esboço Este artigo sobre Geografia de São Paulo é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.