Saltar para o conteúdo

Diferenças entre edições de "Chorozinho"

1 216 bytes adicionados ,  23h04min de 11 de janeiro de 2012
m
Revertidas edições por 177.19.72.205 para a última versão por 177.19.118.110, de 19h38min de 10 de janeiro de 2012 (UTC)
m (Revertidas edições por 177.19.72.205 para a última versão por 177.19.118.110, de 19h38min de 10 de janeiro de 2012 (UTC))
O topônimo '''Chorozinho''' faz referência ao dinuitivo de '''Choró''', que vem do [[Tupi Guarani]] '''choron''' que significa: '''[[Chorozinho-de-asa-vermelha|ave]]''' ou '''pequena lente que surge no sopé ou encosta de uma chapada residual'''. Sua denominação original era '''Currais''', depois '''Currais Novos''', '''Currais Velhos''' e desde 1938, Chorozinho.<ref name="ReferenceA">http://biblioteca.ibge.gov.br/visualizacao/dtbs/ceara/chorozinho.pdf</ref>
 
A região às margens do [[Rio Choró]] era habitada por índios de etnias como os: [[Jenipapos-canindés|Jenipapo]], [[Canindés|Kanyndé]],<ref>Sebok. Lou, Atlases published in the Netherlands in the rare atlas collection. Compiled and edited by Lou Seboek. National Map Collection (Canada), Ottawa. 1974</ref> Choró e Quesito.
== História ==
 
A região às margens do [[Rio Choró]] era habitada por índios de etnias como os: [[Jenipapos-canindés|Jenipapo]], [[Canindés|Kanyndé]],<ref>Sebok. Lou, Atlases published in the Netherlands in the rare atlas collection. Compiled and edited by Lou Seboek. National Map Collection (Canada), Ottawa. 1974</ref> Choró e Quesito.
 
No Século XVIII,<ref name="biblioteca.ibge.gov.br">http://biblioteca.ibge.gov.br/visualizacao/dtbs/ceara/pacajus.pdf</ref> nestas terras foi instalada a '''Missão dos [[Paiacus|Paiacu]]'''.
É um núcleo urbano que surgiu devido aos projetos de combate a [[seca]] entre 1932 e 1934. No lugar denomindado '''Curais Velhos''' foi construído a ponte dado [[BR 116]] sobre o [[Rio Choró]]. Do acampamento dos engenheiros do [[DNOCS]] e dos operários empregados desta construção surge o povoamento, que cresceu ao redor desta base de apoio e da capela de Santa Terezinha, que depois transformaria-se em município.<ref name="ReferenceA"/>
 
=== Clima ===
Do acampamento do engenheiros do [[DNOCS]] e dos operários empregados desta construção surge o povoamento, que cresceu ao redor desta base de apoio e da capela de Santa Terezinha, que depois transformaria-se em município.<ref name="ReferenceA"/>
O clima é tropicalTropical quente semi-árido com pluviometríapluviometria média de 810&nbsp;mm<ref>Fundação Cearense de Meteorologia e Recursos Hídricos - [[FUNCEME]].</ref> com chuvas concentradas de janeiro à abril.<ref>Instituto nacional de Pesquisa espacial - [[INPE]].</ref>
 
=== Hidrografia e recursos hídricos ===
==Geografia==
As principais fontes de água do município de Chorozinho e da bacia hidrográfica metropolitana são: Cavaca das cabras e Areré eMetropolitana, tem como principal o [[rio Choró]] maise riachos como: Cavacas, das Cabras e Areré; diversas lagoas tais como: do Cedro, dos Marinheiros, dos Martins, dos Patos e outras. Além do [[açude Pacajus]],.<ref>[http://atlas.srh.ce.gov.br/]</ref><ref name="cprm.gov.br">http://www.cprm.gov.br/</ref>
 
O clima é tropical quente semi-árido com pluviometría média de 810&nbsp;mm<ref>Fundação Cearense de Meteorologia e Recursos Hídricos - [[FUNCEME]].</ref> com chuvas concentradas de janeiro à abril.<ref>Instituto nacional de Pesquisa espacial - [[INPE]].</ref>
 
As principais fontes de água do município de Chorozinho e da bacia hidrográfica metropolitana são: Cavaca das cabras e Areré e tem como principal o [[rio Choró]] mais diversas lagoas tais como: do Cedro, dos Marinheiros, dos Martins, dos Patos e outras. Além do [[açude Pacajus]],.<ref>[http://atlas.srh.ce.gov.br/]</ref><ref name="cprm.gov.br">http://www.cprm.gov.br/</ref>
 
=== Relevo e solos ===
Terras de várzea não possui elevações. Os solos são as areias quartzosas distróficas e planossolos, onde encontram-se [[granito]]s do Pré-Cambriano e sedimentos areno-argilosos. Encontram-se ainda coberturas aluvionares, quaternárias, formadas por areias, [[silte]]s, argilas e cascalhos.<ref name="cprm.gov.br"/>
 
=== Vegetação ===
A vegetação predominante é a [[caatinga]] comum e arbustiva densa, além da mata serrana.<ref>[http://www.cprm.gov.br]</ref>
 
== Subdivisão ==
O município tem 6 distritos: Chorozinho(sede), Campestre, Cedro, [[Patos dos Liberatos]], Timbaúba dos Marinheiros e Triângulo.<ref name="ReferenceA"/>
 
== História ==
<!-- NÃO COPIE nada para a Wikipédia, não é permitido (©). Mesmo de sites oficiais! Leia: Wikipedia:Coisas a não fazer! apague este aviso! -->
 
A região às margens do [[Rio Choró]] era habitada por índios de etnias como os: [[Jenipapos-canindés|Jenipapo]],[[Canindés|Kanyndé]],<ref>Sebok. Lou, Atlases published in the Netherlands in the rare atlas collection. Compiled and edited by Lou Seboek. National Map Collection (Canada), Ottawa. 1974</ref> Choró e Quesito.
 
No Século XVIII,<ref name="biblioteca.ibge.gov.br">http://biblioteca.ibge.gov.br/visualizacao/dtbs/ceara/pacajus.pdf</ref> nestas terras foi instalada a '''Missão dos [[Paiacus|Paiacu]]'''.
É um núcleo urbano que surgiu devido aos projetos de combate a [[seca]] entre 1932 3 1934. No lugar denomindao '''Curais Velhos''' foi construído a ponte do [[BR 116]] sobre o [[Rio Choró]]. Do acampamento do engenheiros do [[DNOCS]] e dos operários empregados desta construção surge o povoamento, que cresceu ao redor desta base de apoio e da capela de Santa Terezinha, que depois transformaria-se em município.<ref name="ReferenceA"/>
 
== Economia ==
124 684

edições