Gênero neutro

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa

O gênero neutro (do latim neutrum, neuter, calque do grego οὐδέτερον, oudéteros, 'nem um nem outro' ou 'nenhum dos sexos') é um gênero gramatical.[1]

Presente na maioria das línguas indo-europeias, junto ao masculino e o feminino, o neutro pode ter sido originalmente usado em relação a objetos inanimados, cujo gênero lógico (ou "natural") não pode ser determinado.[2][3]

A neutralização de linguagem lusófona, acontece, na maioria das vezes usando o gênero masculino, como estabelecido na língua portuguesa, havendo exceções de palavras, que sejam de substantivo sobrecomum ou comum de dois gêneros (binários).

Sabendo que, o masculino nem sempre representa todas as pessoas, especialmente aquelas que são femininas ou neutras de gênero, tenta-se reforçar a inclusão de mulheres e pessoas não-binárias, através das propostas de linguagem não sexista ou neolinguagem de gêneros gramaticais, com as flexões léxicas, como por exemplo, em "todos, todas e todes", sem falar nos pronomes pessoais "ile" e "elu", ao invés de "ela" e "ele".

Os sistemas elu e ilu baseia-se no pronome neutro do latim illud (nom. n. sing.).[4][5] Além desse neopronome, há também "elx" e "el@", sem mencionar neolinguagens, em que flexiona-se palavras com gênero.

Muitas palavras, que já eram neutras de gênero, acabam passando por feminilização, por exemplo, em "chefe" versus "chefa", na qual chefe transforma-se numa palavra associada ao gênero masculino.

Algumas palavras são naturalmente epicenas ou sobrecomuns, como por exemplo, em "animal", "pessoa", "indivíduo" e "ser", sem precisarem de um neologismo para serem neutras.

Referências[editar | editar código-fonte]

  1. «Os géneros masculino, feminino e neutro - Ciberdúvidas da Língua Portuguesa». ciberduvidas.iscte-iul.pt. Consultado em 13 de junho de 2020 
  2. «A RELAÇÃO ENTRE GÊNERO GRAMATICAL E SEXO». www.filologia.org.br. Consultado em 13 de junho de 2020 
  3. Beccaria, Gian Luigi. (2004). Dizionario di linguistica e di filologia, metrica, retorica Nuova ed ed. Torino: Einaudi. OCLC 799237204 
  4. «Elus são eles e elas». Época. 16 de novembro de 2018. Consultado em 24 de julho de 2020 
  5. Cassiano, Ophelia (26 de junho de 2020). «Guia para "Linguagem Neutra" (PT-BR)». Medium (em inglês). Consultado em 24 de julho de 2020