Paul Hindemith

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
(Redirecionado de Hindemith)
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Paul Hindemith
Nome nativo Paul Hindemith
Nascimento 16 de novembro de 1895
Hanau
Morte 28 de dezembro de 1963 (68 anos)
Frankfurt
Cidadania Alemanha, Alemanha Ocidental, Estados Unidos
Alma mater Conservatório Hoch
Ocupação compositor, maestro, músico, musicólogo, professor de música, teórico musical, violista de amor, professor universitário, spalla, escritor, compositor de bandas sonoras, violinista, violista
Prêmios Ordem do Mérito para as Artes e Ciência, Prêmio Balzan, Prêmio Wihuri Sibelius, Prêmio de arte de Berlim, doutor honoris causa, doutor honoris causa
Empregador Universidade Harvard, Universidade das Artes de Berlim, Universidade Yale
Religião luteranismo
Causa da morte Pancreatite aguda
Página oficial
http://www.paul-hindemith.org

Paul Hindemith (Hanau, Hesse, 16 de novembro de 1895Frankfurt am Main, 28 de dezembro de 1963) foi um compositor, violinista, violista, maestro e professor alemão.

Biografia[editar | editar código-fonte]

Depois de já ter aprendido violino enquanto criança, Hindemith estudou composição com Arnold Mendelssohn e Bernhard Sekles no Conservatório Hoch em Frankfurt am Main (1909-1917). Após servir o exército, continuou sua carreira de violinista como integrante do quarteto de cordas de Adolf Rebner e na Orquestra da Ópera de Frankfurt.

As estreias de suas primeiras obras teatrais em Estugarda, Mörder e Das Nusch Nuschi renderam-lhe notoriedade[1]. Em 1920, porém, com a primeira audição do Quarteto de Cordas Op. 16 no Festival de Donaueschingen, Paul Hindemith reiterou sua competência enquanto violinista, e, ao mesmo tempo, conquistou a fama de compositor mais significativo da vanguarda alemã[2]. Posteriormente colaborou com vários compositores, incluindo Anton Webern e Arnold Schoenberg, tendo sido solista em várias digressões (turnês, em português do Brasil), pelos Estados Unidos da América no final da década de 1930.

Apesar dos protestos do maestro Wilhelm Furtwängler, a sua música foi definida como "degenerada" pelos nazis e, em 1940, Paul Hindemith emigrou para os Estados Unidos da América, onde leccionou na Universidade de Yale, tendo alunos como Lukas Foss, Norman Dello Joio, Harold Shapero e Ruth Schonthal. Adquiriu a cidadania norte-americana em 1946, mas regressou à Europa em 1953, vivendo em Zurique e lecionando na universidade local.

No final da sua vida começou a dirigir mais. Ganhou o Prémio Balzan em 1962 tendo falecido no ano seguinte, de pancreatite aguda.

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. Griffiths, Paul (1995). Enciclopédia da Música do Século XX. [S.l.]: Martins Fontes 
  2. «Fundação Hindemith». Donaueschingen 1921. Consultado em 21 de junho de 2016.