Lipoma

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Lipoma
Lipoma no antebraço
Classificação e recursos externos
CID-10 D17 (ILDS D17.910)
CID-9 214
ICD-O: M8850/0
DiseasesDB 7493
MedlinePlus 003279
eMedicine med/2720 derm/242
MeSH D008067
A Wikipédia não é um consultório médico. Leia o aviso médico 

Lipoma ou lipomatose é um tumor benigno de gordura (tecido adiposo) que geralmente se forma por baixo da pele (tecido subcutâneo). Pode ser rodeado por uma fina camada de tecido conjuntivo (encapsulado) ou difuso (sem a cápsula)[1]. Os lipomas são tumores benignos indolores que só causam incômodo estético. Mais comuns entre os 40 e 60 anos.[2]

Causas[editar | editar código-fonte]

Lipoma com cápsula fibrosa (fibrolipoma).

A tendência para desenvolvê-los pode ser herdada, como no caso da lipomatose familiar múltipla. Uma lesão menor pode desencadear o crescimento do lipoma. Excesso de peso não causa lipomas, mas o gene HMG I-C, que favorece a obesidade, também favorece o surgimento de tumores mesenquimáticos.[3]

Sinais e sintomas[editar | editar código-fonte]

Lipoma ressecado de 8cm × 6cm × 3cm.

Os lipomas formam nódulos palpáveis, de consistência macia e elástica (como borracha), móveis, que fazem relevo na pele. Seu tamanho geralmente está entre um e três centímetros e crescem muito lentamente. Raramente um "superlipoma" passa de dez centímetros de diâmetro. Na maioria das vezes são indolores e a pele que os recobre apresenta aspecto saudável. [4]

Os lipomas podem ser únicos ou múltiplos. Na lipomatose familiar múltipla os múltiplos limpomas crescem mais e podem ser dolorosos. Quando crescem mais de 3cm em menos de um mês é recomendável remover para biópsia para verificar se está associado a um tumor maligno como o lipossarcoma.

Tratamento[editar | editar código-fonte]

O tratamento frequentemente não é necessário. Quando causa dor ou incomoda muito pode ser removido com uma pequena cirurgia local (excisão). A retirada cirúrgica é extremamente eficaz e pode ser realizada em consultório e menos de uma hora na maior parte das vezes. Técnicas cirúrgicas adequadas permitem que mesmo lipomas grandes possam ser removidos através de pequenas incisões. A lipoaspiração também está indicada em alguns casos, mas se não for removido completamente 2% voltam a crescer. [5]

Por vezes, o lipoma se localiza por baixo da fáscia muscular, dentro ou abaixo do músculo, dificultando a remoção deste pela técnica tradicional e impedindo-a pela lipoaspiração.

Lipomas são muito sugestivos clinicamente, porém, outras lesões podem se assemelhar a eles, em especial os cistos. Vale ressaltar que outras lesões subcutâneas podem se parecer com lipomas, inclusive lesões malignas, como sarcomas e metástases cutâneas. O correto diagnóstico pode envolver várias especialidades médicas. Cirurgiões plásticos, dermatologistas, cirurgiões gerais e um bucomaxilofacial(especialização de odontologia) são os que, normalmente, fazem o diagnóstico clínico. A cirurgia, quando os tumores são pequenos, pode ser realizada pelos dermatologistas ou um bucomaxilofacial (dependendo do local do lipoma), mas quando os tumores são maiores a cirurgia deve ser conduzida por um cirurgião plástico ou pelo bucomaxilofacial (também dependendo do local do lipoma)

Referências

  1. Lipoma - MeSH - NCBI - Disponível em: http://www.ncbi.nlm.nih.gov/mesh/68008067
  2. Salam GA (March 2002). "Lipoma excision". Am Fam Physician. 65 (5): 901–4. PMID 11898962.
  3. Arlotta P, Tai AK, Manfioletti G, Clifford C, Jay G, Ono SJ (May 2000). "Transgenic mice expressing a truncated form of the high mobility group I-C protein develop adiposity and an abnormally high prevalence of lipomas". J Biol Chem. 275 (19): 14394–400. doi:10.1074/jbc.M000564200
  4. Michael O'Connor, MD. Lipoma Overview. http://www.webmd.com/skin-problems-and-treatments/tc/lipoma-topic-overview
  5. Salam GA (March 2002). "Lipoma excision". Am Fam Physician. 65 (5): 901–4. PMID 11898962.