Nereo Rocco

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Nereo Rocco
Rocco.gif
Informações pessoais
Nome completo Nereo Rocco
Data de nasc. 20 de maio de 1912
Local de nasc. Trieste, Áustria-Hungria
Nacionalidade Italiana
Falecido em 20 de fevereiro de 1979 (66 anos)
Local da morte Trieste, Itália
Informações profissionais
Posição Meio-Campo
Atacante
Clubes de juventude
1927–1930 Itália Padova
Clubes profissionais
Anos Clubes Jogos (golos)
1930–1937
1937–1940
1940–1942
1942–1943
1943–1944
1944–1945
Itália Triestina
Itália Napoli
Itália Padova
Itália 94° Reparto Distretto Trieste
Itália Libertas Trieste
Itália Padova
Seleção nacional
1934 Flag of Italy.svg Itália 001 00(0)
Times/Equipas que treinou
1947–1950
1950–1953
1953–1954
1954–1961
1961–1963
1963–1967
1967–1973
1974–1975
1977
Itália Triestina
Itália Treviso
Itália Triestina
Itália Padova
Itália Milan
Itália Torino
Itália Milan
Itália Fiorentina
Itália Milan (diretor técnico)

Nereo Rocco (20 de maio de 1912, Trieste20 de fevereiro de 1979, Trieste) foi um jogador e treinador de futebol italiano. Ele é conhecido por ter sido um dos mais bem sucedidos treinadores na Itália, e o primeiro proponente do catenaccio no país. [1]

Como Jogador[editar | editar código-fonte]

Rocco jogou no meio-campo; ele teve uma carreira de jogador modesta, dedicada principalmente ao Triestina, Napoli e Padova. Ele jogou 287 jogos na Serie A em 11 temporadas, marcando 69 gols. [2]

Rocco também jogou uma vez na Seleção Italiana de Futebol.  

Carreira como Treinador[editar | editar código-fonte]

Triestina[editar | editar código-fonte]

Rocco fez sua estreia como treinador no Triestina em 1947. Ele obteve um surpreendente segundo lugar na Serie A, que ainda é o maior resultado alcançado pelo clube. Ele saiu do Triestina alguns anos depois por desentendimentos com a presidência do clube. Ele treinou o Treviso nessa saida, mas depois voltou para o Triestina.

Padova[editar | editar código-fonte]

Em 1953, Rocco assinou como treinador da equipe da Serie B, Padova. Ele conseguiu livrar o time do rebaixamento e uma promoção na Serie A na temporada seguinte. O período da Serie A do Padova de Rocco ainda é lembrado como a fase mais bem sucedida em sua história, eles conseguiram ocupar o terceiro lugar durante a temporada 1957-58. 

Milan[editar | editar código-fonte]

Em 1961, Rocco foi nomeado como novo treinador do Milan, iniciando um dos períodos mais bem sucedidos para os rossoneri: ele construiu um time árduo e defensivamente sólido em torno da jovem estrela da equipe, Gianni Rivera; Rocco teve um relacionamento importante com Rivera ao longo de sua carreira e, juntos, desempenharam um papel fundamental nos sucessos do clube, conquistando a liga italiana em 1962 e a Liga dos Campeões em 1963.

Após um bom período no Torino, onde ele obteve os melhores resultados desde o Grande Torino, em 1967, Rocco voltou ao Milan, onde imediatamente ganhou outro scudetto.

Ele saiu do Milan em 1973, depois de ter conquistado outra Liga dos Campeões em 1969, uma Copa Intercontinental e uma Copa da Itália

Após um ano na Fiorentina, Rocco decidiu terminar sua carreira de treinador em 1974. Em 1977, foi nomeado pelo Milan como diretor técnico e assistente do treinador Nils Liedholm.

Rocco é o treinador que dirigiu o Milan mais vezes com 459 jogos (323 como treinador e 136 como diretor técnico).  

Morte[editar | editar código-fonte]

Rocco morreu em 1979, com 66 anos, em Trieste . 

Homenagem póstuma[editar | editar código-fonte]

Em 18 de outubro de 1992, um novo estádio em Trieste, nomeado Nereo Rocco, foi inaugurado.

Rocco, popularmente conhecido como El Paròn (O Mestre), foi popular também por seu forte uso do dialeto triestino.

Títulos[editar | editar código-fonte]

Treinador [editar | editar código-fonte]

Milan
Individual
  • Seminatore d'Oro: 1962-63
  • Salão da Fama do futebol italiano: 2012 
  • World Soccer Magazine Grandes treinadores de todos os tempos (nomeados): 2013 [3] [4]

Referências[editar | editar código-fonte]

  1. «Nereo Rocco, l'inventore del catenaccio che diventò Paròn d'Europa». La Gazzetta dello Sport - Tutto il rosa della vita (em italiano) 
  2. «Rocco Nereo». www.enciclopediadelcalcio.it. Consultado em 23 de dezembro de 2017 
  3. «The Greatest manager of all time - World Soccer». World Soccer (em inglês). 4 de julho de 2013 
  4. «The Greatest: - how the panel voted - World Soccer». World Soccer (em inglês). 2 de julho de 2013 
Precedido por
Bela Guttmann
Treinador vencedor da Copa dos Campeões da Europa
1962-63
Sucedido por
Helenio Herrera
Precedido por
Matt Busby
Treinador vencedor da Copa dos Campeões da Europa
1968-69
Sucedido por
Ernst Happel