Thomas Tuchel

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Thomas Tuchel
Thomas Tuchel
Tuchel em 2019
Informações pessoais
Nome completo Thomas Tuchel
Data de nasc. 29 de agosto de 1973 (50 anos)
Local de nasc. Krumbach, Alemanha Ocidental
Nacionalidade alemão
Altura 1,90 m[1]
Informações profissionais
Clube atual Bayern de Munique
Posição ex-zagueiro
Função treinador
Clubes de juventude
1988–1992 Augsburg
Clubes profissionais
Anos Clubes Jogos (golos)
1992–1994
1994–1998
Stuttgarter Kickers
Ulm 1846
0008 000(1)
0069 000(3)
Times/clubes que treinou
2009–2014
2015–2017
2018–2020
2021–2022
2023–
Mainz 05
Borussia Dortmund
Paris Saint-Germain
Chelsea
Bayern de Munique
Última atualização: 24 de março de 2023

Thomas Tuchel (Krumbach, 29 de agosto de 1973) é um treinador e ex-futebolista alemão que atuava como zagueiro. Atualmente comanda o Bayern de Munique.

Carreira como futebolista[editar | editar código-fonte]

Tuchel iniciou sua carreira nas categorias de base do clube local, o TSV Krumbach como defensor.[2] Em seguida, ainda passaria mais quatro temporadas nas categorias de base do FC Augsburg. Sua oportunidade de estrear profissionalmente aconteceu quando se transferiu para o Stuttgarter Kickers.[3] Em sua primeira temporada, disputaria apenas oito partidas e, na segunda, seria "rebaixado" para a equipe reserva. Após isso, deixaria o clube se transferindo para o Ulm 1846, que disputava divisões mais inferiores do futebol alemão. Em quatro temporadas, disputou 69 partidas, marcando três gols, tendo se aposentado após uma grave lesão, quando tinha apenas 25 anos.[3]

Carreira como treinador[editar | editar código-fonte]

Tuchel em seu último ano como treinador do Mainz 05, em 2014

Primeiramente, Tuchel fora treinador da equipe sub-15 do VfB Stuttgart durante quatro temporadas. Ainda passaria mais uma como assistente na equipe sub-19 (conquistando seu primeiro título nacional), quando aceitou uma proposta para se tornar o novo Coordenador das Categorias de Base do Augsburg. Na função, permaneceria durante alguns meses, tendo o clube terminado como campeão nacional do campeonato Sub-17, e tendo ainda assumido o comando da equipe Sub-19 durante alguns partidas. Após uma temporada fora do clube, retornou para treinar dessa vez as Categorias de Base Sub-23 do clube durante uma temporada.[4]

Mainz 05[editar | editar código-fonte]

Rumaria em seguida para o Mainz 05, onde assumiu durante uma temporada a equipe Sub-19 do clube, tendo conquistado o título nacional.[5] Após ela, foi convidado para se tornar o treinador da equipe principal, tendo aceitado, firmando um contrato de duas temporadas.[6][3] Em sua primeira temporada no comando da equipe principal, terminaria na nona posição na tabela. Na temporada seguinte, impressionaria todos quando no início da Bundesliga, venceu todas suas seis primeiras partidas, batendo inclusive o atual campeão Bayern München. Ao fim da temporada 2013–14, em maio, deixou o clube apesar de ainda restar mais uma temporada de contrato.[7]

Borussia Dortmund[editar | editar código-fonte]

Em 19 de abril de 2015 o Borussia Dortmund anunciou Tuchel como treinador do clube a partir de julho, com contrato por três temporadas.[8] No dia 30 de maio de 2017, o Borussia Dortmund anunciou a saída do treinador do comando da equipa.[9]

Paris Saint-Germain[editar | editar código-fonte]

Em 14 de maio de 2018, assinou por duas temporadas com o Paris Saint-Germain. Com o PSG, Tuchel conseguiu chegar pela primeira vez, na história do PSG na final da Liga dos Campeões da UEFA, na temporada 2019–20. Acabou sendo vice-campeão para o Bayern de Munique.[10]

Mesmo após boa campanha, no dia 29 de dezembro de 2020 o clube francês optou por rescindir o seu contrato.[11]

Chelsea[editar | editar código-fonte]

Em 26 de janeiro de 2021, pouco menos de um mês da sua demissão, Tuchel foi anunciado pelo Chelsea, até o fim da temporada 2021–22.[12] Sagrou-se campeão da Liga dos Campeões da UEFA após bater o Manchester City por 1-0.[13]

Durante o clássico londrino entre Chelsea e Tottenham pela Premier League o clima esquentou entre as comissões técnicas, após o empate do Tottenham em 1 a 1, a comemoração de Antonio Conte quase gerou uma briga com Thomas Tuchel técnico dos blues.[14]

A saída do alemão veio em seu centésimo jogo pelo blues, depois da derrota frente ao Dínamo Zagreb na primeira jornada da Liga dos Campeões (0-1) 06/09/22, demitido no dia 07/09/22. Na Premier League o Chelsea é 6.º com duas derrotas em seis jogos.[16]

Bayern de Munique[editar | editar código-fonte]

Em 23 de março de 2023, Tuchel foi anunciado como novo treinador do FC Bayern München.[17]

Estatísticas[editar | editar código-fonte]

Atualizado até 08 de abril de 2023.

Clube Jogos Vitórias Empates Derrotas Aproveitamento
Mainz 05 183 72 45 66 47,54%
Borussia Dortmund 107 69 20 18 70,72%
Paris Saint-Germain 121 96 11 20 82,37%
Chelsea 99 62 19 18 69,02%
Bayern de Munique 30 20 4 6 71.11%

Títulos[editar | editar código-fonte]

Borussia Dortmund
Paris Saint-Germain
Chelsea
Bayern de Munique

Prêmios Individuais[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. «Thomas Tuchel - Trainerprofil». dfb.de. Consultado em 21 de janeiro de 2019 
  2. «Thomas Tuchel». Ogol 
  3. a b c "Thomas Tuchel"
  4. "Mainz hat wieder einen Klopp"
  5. «"Sartori folgt auf Tuche"». Consultado em 29 de setembro de 2010. Arquivado do original em 16 de março de 2010 
  6. «"Thomas Tuchel neuer Trainer beim FSV Mainz 05"». Consultado em 29 de setembro de 2010. Arquivado do original em 14 de janeiro de 2010 
  7. «Mainz and Tuchel reach settlement» (em inglês). BT Sport. 22 de maio de 2014 
  8. «Borussia Dortmund anuncia Thomas Tuchel como novo treinador». Globo Esporte. 19 de abril de 2015 
  9. «Borussia Dortmund sack Thomas Tuchel». Eurosport. 30 de maio de 2017 
  10. «Thomas Tuchel devient le nouvel entraîneur du Paris Saint-Germain». psg.fr. 30 de maio de 2017 
  11. «Oficial: PSG anuncia demissão do técnico Thomas Tuchel». ge. Consultado em 1 de julho de 2021 
  12. «Tuchel joins Chelsea». www.chelseafc.com/en. 26 de janeiro de 2021 
  13. «Guardiola leva nó de Tuchel, Chelsea acaba com sonho do City e é bicampeão da Champions». ESPN.com. 29 de maio de 2021. Consultado em 9 de julho de 2021 
  14. «¡Conte y Tuchel casi llegan a las manos! Polémica celebración del italiano en el Chelsea-Tottenham» (em espanhol). eldesmarque. Consultado em 14 de agosto de 2022 
  15. «Thomas Tuchel blames Antonio Conte for touchline row as Chelsea and Tottenham bosses see red» (em inglês). mirror. Consultado em 14 de agosto de 2022 
  16. «Chelsea demite Thomas Tuchel após derrota na estreia da Champions». ge. Consultado em 9 de setembro de 2022 
  17. «Bayern de Munique demite Nagelsmann e fecha com Tuchel, afirma jornalista». ge. Consultado em 23 de março de 2023 
  18. «The Best: Tuchel deixa Guardiola e Mancini para trás e é eleito o melhor técnico do mundo pela Fifa». ESPN Brasil. 17 de janeiro de 2022. Consultado em 8 de setembro de 2023 

Ligações externas[editar | editar código-fonte]