Olândia (província)

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Disambig grey.svg Nota: Este artigo é sobre a província histórica da Olândia. Para a ilha da Olândia, veja Olândia.
Suécia Olândia

Öland

 
  Província  
Sverigekarta-Landskap Öland.svg
Bandeira de Olândia
Bandeira
Brasão de armas de Olândia
Brasão de armas
Região Gotalândia
Condado Calmar
População ([quando?])
 - Total 25 100
Website www.oland.se

Olândia[1] (em sueco: Öland) é uma província (landskap) da Suécia situada na região da Gotalândia. Ocupa 0,3% da superfície total do país, e tem uma população de 25 100 habitantes.[quando?] Atualmente pertence administrativamente ao condado de Calmar.[2] Como província histórica, não possui atualmente funções administrativas, nem significado político, mas seu nome é usado correntemente nos mais variados contextos.[3]

Etimologia e uso[editar | editar código-fonte]

O topônimo Öland deriva de øland (ilha), em sueco antigo. Aparece traduzido ao latim como Ølandia em 1178.[4][5]

Geografia[editar | editar código-fonte]

A Olândia é a menor província da Suécia, sendo ao mesmo tempo a segunda maior ilha do país. Está situada no mar Báltico, a pouca distância da costa da Esmolândia, e é ligada a esta pela Ponte da Olândia, desde 1972. O clima é mais suave do que no continente e há relativamente pouca chuva. A agricultura tradicional produz beterraba-sacarina e morangos. Atualmente, o turismo tem uma grande importância, especialmente no verão.[2][6] Está dividida entre as comunas de Borgolmo e Mörbylånga e seus principais assentamentos são Borgolmo, Färjestaden e Mörbylånga.[7][8]

Património histórico, cultural e turístico[editar | editar código-fonte]

A ilha tem numerosos vestígios arqueológicos, sobretudo da Idade do Ferro (500–1 a.C.). Pensa-se que foi ocupada pelos Suíones durante a Era das Migrações Nórdicas (400–550 d.C.).[9]

Referências

  1. Fernandes 1941, p. 37.
  2. a b Ernby 2001, p. 793.
  3. Sporrong 2019.
  4. Wahlberg 2003, p. 39.
  5. Pamp 1988, p. 85.
  6. SL 1995, p. 52-53.
  7. CP 2018.
  8. CP 2018a.
  9. Dalén 1970, p. 479.
  10. Harrison 2015, p. 84-85.
  11. Harrison 2015, p. 88-89.
  12. Ernby 2001, p. 602.
  13. Miranda 2007, p. 593.
  14. UNESCO 2000.

Bibliografia[editar | editar código-fonte]

  • Ernby, Birgitta; Gellerstam, Martin; Malmgren, Sven-Göran; Axelsson, Per; Fehrm, Thomas (2001). «Öland». Norstedts första svenska ordbok (em sueco). Estocolmo: Norstedts ordbok. p. 767. ISBN 91-7227-186-8 
  • Fernandes, Ivo Xavier (1941). Topónimos e Gentílicos. I. Porto: Editora Educação Nacional, Lda. 
  • Harrison, Dick; Gustafsson, Mikael (2015). «Öland». Upplev Sveriges historia. En guide till historiska upplevelser i hela landet (em sueco). Estocolmo: Bonnier fakta. 318 páginas. ISBN 9789174244915 
  • Pamp, Bengt (1988). «Öland». Ortnamnen i Sverige (Nomes de localidades da Suécia) (em sueco). Lunda: Studentlitteratur. 199 páginas. ISBN 91-44-01535-6 
  • «Öland». Sveriges landskap (em sueco). Estocolmo: Almqvist & Wiksell. 1995. ISBN 91-21-14445-1 
  • Sporrong, Ulf (2019). «Landskap». Enciclopédia Nacional Sueca (em sueco). Gotemburgo: Universidade de Gotemburgo 
  • Wahlberg, Mats (2003). «Öland». Svenskt ortnamnslexikon (Dicionário das localidades suecas) (em sueco). Upsália: Språk- och folkminnesinstitutet e Institutionen för nordiska språk vid Uppsala universitet. ISBN 91-7229-020-X 
O Commons possui uma categoria contendo imagens e outros ficheiros sobre Olândia (província)