Västmanland

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Disambig grey.svg Nota: Para o condado homônimo, veja Västmanland (condado).
Västmanland
Västmanland vapen.svg
Região histórica Svealândia
Condados atuais Västmanland vapen.svg Vestmânia
Örebro vapen.svg Örebro
Localização na Suécia
Sverigekarta-Landskap Västmanland.svg
Dados
Área total 9 286 km2
População 285 067 habitantes
(2005)
Densidade 30,70 hab./km²
Ponto culminante Fjällberget
466 metros
Maior lago Malar
Maior cidade Västerås
Símbolos da província
Flor Visco-branco
Animal Corça
Peixe Sander lucioperca

A Västmanland ou Vestmânia (em latim: Vestmannia) é uma província histórica (landskap) da Suécia localizada na região histórica (landsdel) da Svealândia.[1][2]

Etimologia e uso[editar | editar código-fonte]

O topônimo Västmanland aparece latinizado como Guasmannia (Guasmânia) no século XII. No século XIII é documentado como Vestmannaland e Væstmannæ land e em séculos seguintes aparece em obras latinas como Vestmannia. Significa, na perspetiva da "Uplândia", "terra dos homens ocidentais".[3][4]

Como província histórica, não possui funções administrativas, nem significado político, mas está presente como nome de vários órgãos e edifícios: Västmanlands Friidrottsförbund (Federação de Atletismo de Västmanland), Västmanlands Teater (Teatro da Västmanland) e Västmanlands socialdemokratiska partidistrikt (Organização distrital do partido social-democrata da Västmanland).[1]

Geografia[editar | editar código-fonte]

A Västmanland é constituída por serranias florestais no Norte e no Oeste, pertencentes à região mineira de Bergslagen, e por planícies agrícolas no Sul, incluindo a planície do Malar (Mälarslätten).[5][6] Ocupa 2% da superfície total do país, e tem uma população de 286 000 de habitantes.[7]

Condados atuais[editar | editar código-fonte]

A província histórica da Västmanland está dividida pelos condados de Vestmânia e de Örebro.[5]

História[editar | editar código-fonte]

A Västmanland começou a ser povoada por agricultores da Idade da Pedra por volta de 4 000 a.C.. Uns 20 000 vestígios arqueológicos atestam a presença e a evolução humana desde esses tempos remotos. Por volta do ano 1000 d.C., o cristianismo chegou à região pela mão do missionário inglês Davi de Munctorpe. Durante a Idade Média, as atividades mineiras fizeram da Västmanland uma das principais províncias da Suécia. Hoje em dia, as minas pertencem ao passado, mas a província é uma das mais industrializadas do país.[8][9]

Património histórico, cultural e turístico[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. a b Eriksson 2018.
  2. Editores 1998.
  3. Wahlberg 2003, p. 39.
  4. Pamp 1988, p. 85.
  5. a b Rydstedt 1987, p. 146-148.
  6. NU 2008, p. 1443.
  7. Ernby 2001, p. 767.
  8. Magnusson 2004, p. 228.
  9. ENS 2018.

Bibliografia[editar | editar código-fonte]

  • Eriksson, Anna-Gretha (2018). «Västmanland». Enciclopédia Nacional Sueca (em sueco). Gotemburgo: Universidade de Gotemburgo 
  • Ernby, Birgitta; Gellerstam, Martin; Malmgren, Sven-Göran; Axelsson, Per; Fehrm, Thomas (2001). «Västmanland». Norstedts första svenska ordbok (em sueco). Estocolmo: Norstedts ordbok. p. 767. ISBN 91-7227-186-8 
  • Pamp, Bengt (1988). «Namn på länder och landskap – Västmanland». Ortnamnen i Sverige (Nomes de localidades da Suécia) (em sueco). Lunda: Studentlitteratur. 199 páginas. ISBN 91-44-01535-6 
  • Rydstedt, Bjarne; Andersson, George; Bladh, Torsten; Köhler, Per Olof; Thorén, Karl-Gustaf; Larsson, Mona (1987). «Västmanland». Land och liv 1 (em sueco). Estocolmo: Natur och kultur. 216 páginas. ISBN 91-27-62563-X 
  • Wahlberg, Mats (2003). «Västmanland». Svenskt ortnamnslexikon (Dicionário das localidades suecas) (em sueco). Upsália: Språk- och folkminnesinstitutet e Institutionen för nordiska språk vid Uppsala universitet. ISBN 91-7229-020-X