Olimpíada Brasileira de Matemática das Escolas Públicas

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa

A Olimpíada Brasileira de Matemática das Escolas Públicas (OBMEP) é um projeto nacional dirigido às escolas públicas e privadas brasileiras, realizado pelo Instituto de Matemática Pura e Aplicada (IMPA), com apoio da Sociedade Brasileira de Matemática (SBM), e promovido com recursos do Ministério da Educação (MEC) e do Ministério da Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicações (MCTIC)[1].

Conhecida como a maior competição escolar do mundo, a OBMEP foi criada em 2005 para estimular o estudo da matemática, identificar talentos na área e promover a inclusão social pela difusão do conhecimento.

O público-alvo da OBMEP é composto de alunos do 6º ano do Ensino Fundamental ao último ano do Ensino Médio. A competição é realizada em duas fases. Desde 2017, a competição foi aberta também a alunos de colégios privados.

A OBMEP premia com medalhas de ouro, prata, bronze e menção honrosa os alunos com melhor desempenho na competição. Professores, escolas e Secretarias Municipais de Educação também recebem prêmios[2].

Em 2019, participaram da primeira fase da OBMEP 18.158.775 estudantes de 54.831 escolas de 99,71% dos municípios brasileiros. A segunda fase acontecerá em 28 de setembro[3].

A inscrição na OBMEP deve ser realizada pelas escolas, por meio do preenchimento da Ficha de Inscrição disponível exclusivamente na página www.obmep.org.br.

História[editar | editar código-fonte]

A 1ª OBMEP foi realizada em 2005. A competição já nasceu abrangente: contou com a participação de 10,5 milhões de alunos de cerca de 31 mil escolas públicas, situadas em 93,5% dos municípios brasileiros. A segunda fase foi realizada por 457,7 mil estudantes de 29.074 mil instituições de ensino espalhadas por 91,9% municípios do país[4].

Com o objetivo de garantir que todas as escolas brasileiras tenham acesso a material de qualidade, ajudando a despertar o gosto pela matemática, a OBMEP passou a ser realizada também em instituições de ensino privadas a partir de 2017[5].

Objetivos[editar | editar código-fonte]

A OBMEP tem como objetivos principais[6]:

  • Estimular e promover o estudo da Matemática;
  • Contribuir para a melhoria da qualidade da educação básica, possibilitando que um maior número de alunos brasileiros possa ter acesso a material didático de qualidade;
  • Identificar jovens talentos e incentivar seu ingresso em universidades, nas áreas científicas e tecnológicas;
  • Incentivar o aperfeiçoamento dos professores das escolas públicas, contribuindo para a sua valorização profissional;
  • Contribuir para a integração das escolas públicas com as universidades públicas, os institutos de pesquisa e as sociedades científicas;
  • Promover a inclusão social por meio da difusão do conhecimento.

Provas e fases[editar | editar código-fonte]

As provas da OBMEP são diferenciadas em três níveis, de acordo com o grau de escolaridade do aluno[7]:

N1 – 6º ou 7º ano do Ensino Fundamental;

N2 – 8º ou 9º ano do Ensino Fundamental;

N3 – qualquer ano do Ensino Médio.

O tempo de duração da prova é 2h30.

Na primeira fase, as provas são constituídas de 20 questões de múltipla escolha e aplicadas na própria escola inscrita na OBMEP. A escola também é responsável pela correção, com base em instruções do IMPA. As questões propostas apresentam conteúdos previstos nos Parâmetros Curriculares Nacionais.

Na segunda fase, as provas, constituídas por seis questões discursivas, são aplicadas pelo IMPA em centros de aplicação organizados nos espaços cedidos pelas escolas participantes em todo o território nacional. A correção é de responsabilidade exclusiva do IMPA.

O IMPA realiza provas em Braille e ampliada (fonte tamanho 24) e, caso necessário, concede um tempo de duração diferenciado: 3h30.

Material de apoio[editar | editar código-fonte]

A preparação para as provas pode ser feita também por meio do material didático de apoio elaborado pela IMPA. O Banco de Questões apresenta uma seleção de problemas, similares aos problemas das provas da OBMEP, divididos por níveis e por assuntos. Também é possível encontrar todas as provas anteriores da OBMEP, suas soluções e vídeos com resolução das provas mais recentes.

Classificação[editar | editar código-fonte]

Os alunos com as maiores notas na prova da primeira fase da OBMEP, selecionados em ordem decrescente de nota, são classificados para a segunda fase da OBMEP. O preenchimento do total de vagas disponível para cada escola por cada um dos três níveis segue critérios descritos no regulamento da competição[8].

Premiação[editar | editar código-fonte]

A OBMEP premia alunos, professores, escolas e Secretarias Municipais de Educação pelos melhores desempenhos na competição[9].

A premiação dos alunos é distribuída separadamente entre as escolas públicas e as escolas privadas, totalizando 575 medalhas de ouro, 1.725 medalhas de prata, 5.175 medalhas de bronze e até 51.900 menções honrosas.  A entrega das medalhas é realizada no ano subsequente à realização da edição da OBMEP.

São concedidas aos alunos das escolas públicas 500 medalhas de ouro, 1.500 medalhas de prata, 4.500 medalhas de bronze, e até 46.200 certificados de Menção Honrosa.

Aos medalhistas matriculados em instituições públicas no ano subsequente à conquista do prêmio é oferecida a oportunidade de participar do Programa de Iniciação Científica Jr. (PIC Jr – OBMEP). A participação no PIC inclui o recebimento de uma bolsa de Iniciação Científica Jr do Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq) promove e incentiva o desenvolvimento acadêmico dos participantes.

Aos alunos das escolas privadas, são concedidas 75 medalhas de ouro, 225 medalhas de prata, 675 medalhas de bronze, e até 5.700 certificados de Menção Honrosa. Aos medalhistas que estão cursando o Ensino Fundamental ou Médio é oferecida a oportunidade de participar do Programa de Iniciação Científica Júnior (PIC Jr - OBMEP) como ouvintes.

Programas[editar | editar código-fonte]

PIC Jr – Programa de Iniciação Científica Jr.[editar | editar código-fonte]

Dirigido aos alunos medalhistas da OBMEP, o PIC é realizado por meio de uma rede nacional de professores em polos espalhados pelo país. Tem como objetivo despertar nos alunos o gosto pela matemática e pela ciência em geral.  Os alunos do PIC têm acesso a um fórum virtual, elaborado pela OBMEP, no qual, com ajuda de moderadores, realizam tarefas complementares às aulas. Caso haja um polo de iniciação científico próximo de sua residência, o estudante poderá participar do PIC presencial, com encontros semanais. O medalhista regularmente matriculado em escola pública recebe uma bolsa do CNPq.[10]

Portal do Saber[editar | editar código-fonte]

O Portal do Saber da OBMEP oferece, gratuitamente, uma variedade de materiais relacionados à grade curricular do 6º ano do Ensino Fundamental ao 3º ano do Ensino Médio, além de tópicos adicionais. Na busca por complementar o aprendizado da matemática e da física, disponibiliza videoaulas, exercícios resolvidos, caderno de exercícios, material teórico e aplicativos interativos[11].

Os materiais do Portal estão organizados em módulos que tratam de assuntos específicos. Há uma grande quantidade de testes com perguntas dissertativas e de múltipla escolha. É possível fazer uma avaliação geral do módulo e obter o certificado online.

Professores podem formar turmas, trocar mensagens e acompanhar o andamento de seus alunos dentro do Portal. Basta gerar um Código de Orientador e divulgar aos alunos.

A partir de setembro de 2018, o Portal do Saber passou a contar com o Quebra-Cabeças de Matemática, um acervo de desafios matemáticos, ilustrados de maneira atraente, para alunos do 4º ao 6º ano do Ensino Fundamental.

Divididos em dois níveis de dificuldade, os desafios são acompanhados de discussões sobre a solução, orientações pedagógicas e arquivos digitais para impressão de materiais que facilitam seu aproveitamento em sala de aula e em outros espaços educativos.

O Portal do Saber é uma realização do IMPA, do Ministério da Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicações (MCTIC) e do Ministério da Educação (MEC), com apoio da Capes.

OBMEP Nível A[editar | editar código-fonte]

A Olimpíada Brasileira de Matemática das Escolas Públicas - Nível A (OBMEP “Nível A”) é uma realização do Instituto de Matemática Pura e Aplicada (IMPA), com apoio da Sociedade Brasileira de Matemática (SBM), do Ministério da Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicações (MCTIC) e do Ministério da Educação (MEC). Criada em 2018, ela é destinada aos alunos do 4º e 5 º anos do Ensino Fundamental das escolas públicas municipais, estaduais e federais brasileiras.

Alunos matriculados em outras modalidades, como EJA, estão aptos a participar desde que sua série escolar corresponda ao 4º ou 5º ano do Ensino Fundamental. Tem, entre outros objetivos, estimular e promover o estudo da Matemática no Brasil; contribuir para a melhoria da qualidade da educação básica, possibilitando que o maior número de alunos brasileiros possa ter acesso a material didático de qualidade; identificar jovens talentos; incentivar o aperfeiçoamento dos professores das escolas públicas, contribuindo para a sua valorização profissional; e promover a inclusão social por meio da difusão do conhecimento.

As inscrições para participação dos alunos na OBMEP “Nível A” 2019 são gratuitas e deverão ser feitas em nome das escolas exclusivamente pelas Secretarias de Educação Municipais e Estaduais e pelos representantes das escolas federais. As inscrições para a edição de 2019 serão abertas em 9 de setembro. A prova será realizada em 29 de outubro[12]

Portal Clubes de Matemática da OBMEP[editar | editar código-fonte]

O Portal Clubes de Matemática da OBMEP reúne alunos de todo o país com níveis de escolaridade diferentes. Para participar das atividades, é preciso fazer parte ou criar um Clube Olímpico de Matemática e depois inscrevê-lo no portal. Assim será possível participar de resolução de problemas, gincanas e competições nacionais, videoteca e acesso a um fórum de discussão com outros alunos, onde o assunto é matemática[13].  

O Portal é uma realização do IMPA, do Ministério da Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicações (MCTIC) e do Ministério da Educação (MEC), com apoio da Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (Capes), Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq) e Sociedade Brasileira de Matemática (SBM).

POTI – Polos Olímpicos de Treinamento Intensivo[editar | editar código-fonte]

O Polos Olímpicos de Treinamento Intensivo (POTI) é destinado aos interessados em se preparar para as provas da OBMEP e da Olimpíada Brasileira de Matemática (OBM), que estejam matriculados no 8º ou no 9º ano do Ensino Fundamental ou em qualquer uma das séries do Ensino Médio.[14]

O POTI é uma realização do IMPA, do Ministério da Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicações (MCTIC) e do Ministério da Educação (MEC), com apoio da Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (Capes) e Olimpíada Brasileira de Matemática (OBM).

PICME – Programa de Iniciação Científica e Mestrado[editar | editar código-fonte]

O PICME é um programa que oferece aos estudantes universitários que se destacaram nas Olimpíadas de Matemática (medalhistas da OBMEP ou da OBM) a oportunidade de realizar estudos avançados em Matemática simultaneamente com sua graduação. Os participantes recebem as bolsas por meio de uma parceria com o CNPq (Iniciação Científica) e com a CAPES (Mestrado). O PICME é coordenado em nível nacional pelo Instituto de Matemática Pura e Aplicada (IMPA) e ofertado por Programas de Pós-Graduação em Matemática de diversas universidades espalhadas pelo país[15].

Programa OBMEP na Escola[editar | editar código-fonte]

Dirigido aos professores de matemática das escolas públicas municipais e estaduais, o programa criado em 2014 busca estimular atividades extraclasse com o uso dos materiais da OBMEP, tais como provas e Bancos de Questões. Professores e de todo o país são orientados para desenvolver novas práticas didáticas com alunos selecionados em sua escola ou em escolas vizinhas. O programa com apoio do Itaú Social[16].

Estudos[editar | editar código-fonte]

Estudos independentes comprovam um efetivo impacto da OBMEP nos resultados de Matemática no país[17].

Escolas que participam ativamente da competição acadêmica apresentam acentuada melhora no desempenho de seus alunos na Prova Brasil: a evolução é da ordem de 26 pontos, o que corresponde a 1,5 ano de escolaridade extra. Além disso, tese de doutorado pela Universidade Harvard revelou que o efeito de ser premiado na competição beneficia não apenas o ganhador, mas também seus colegas de turma.

Segundo levantamento realizado pelo Ministério do Desenvolvimento Social (MDS), a abrangência da OBMEP tem ajudado a revelar talentos nas ciências exatas, inclusive, nas famílias mais pobres do país. Nas edições de 2011 a 2017, 999 estudantes beneficiários do Programa Bolsa Família conquistaram 1.288 medalhas na competição.

A premiação na OBMEP pode ser sinônimo de preparo para outros desafios acadêmicos. Segundo outro estudo, a nota média dos medalhistas da OBMEP na prova de Matemática do Enem supera 770, o que os põe entre os 5% melhores.

Referências

  1. «Olimpíada Brasileira de Matemática das Escolas Públicas - OBMEP | Somando novos talentos para o Brasil.». Olimpíada Brasileira de Matemática das Escolas Públicas - OBMEP | Somando novos talentos para o Brasil. Consultado em 5 de setembro de 2019 
  2. «Olimpíada Brasileira de Matemática das Escolas Públicas - OBMEP | Somando novos talentos para o Brasil.». Olimpíada Brasileira de Matemática das Escolas Públicas - OBMEP | Somando novos talentos para o Brasil. Consultado em 5 de setembro de 2019 
  3. «IMPA - OBMEP 2019 bate recorde de escolas e municípios inscritos». impa.br. Consultado em 5 de setembro de 2019 
  4. «Olimpíada Brasileira de Matemática das Escolas Públicas - OBMEP | Somando novos talentos para o Brasil.». Olimpíada Brasileira de Matemática das Escolas Públicas - OBMEP | Somando novos talentos para o Brasil. Consultado em 5 de setembro de 2019 
  5. «Alunos de escolas privadas participarão da OBMEP; inscrições encerram hoje». Agência Brasil. 31 de março de 2017. Consultado em 5 de setembro de 2019 
  6. «Olimpíada Brasileira de Matemática das Escolas Públicas - OBMEP | Somando novos talentos para o Brasil.». Olimpíada Brasileira de Matemática das Escolas Públicas - OBMEP | Somando novos talentos para o Brasil. Consultado em 5 de setembro de 2019 
  7. «Olimpíada Brasileira de Matemática das Escolas Públicas - OBMEP | Somando novos talentos para o Brasil.». Olimpíada Brasileira de Matemática das Escolas Públicas - OBMEP | Somando novos talentos para o Brasil. Consultado em 6 de setembro de 2019 
  8. «Olimpíada Brasileira de Matemática das Escolas Públicas - OBMEP | Somando novos talentos para o Brasil.». Olimpíada Brasileira de Matemática das Escolas Públicas - OBMEP | Somando novos talentos para o Brasil. Consultado em 5 de setembro de 2019 
  9. «Olimpíada Brasileira de Matemática das Escolas Públicas - OBMEP | Somando novos talentos para o Brasil.». Olimpíada Brasileira de Matemática das Escolas Públicas - OBMEP | Somando novos talentos para o Brasil. Consultado em 5 de setembro de 2019 
  10. «Olimpíada Brasileira de Matemática das Escolas Públicas - OBMEP | Somando novos talentos para o Brasil.». Olimpíada Brasileira de Matemática das Escolas Públicas - OBMEP | Somando novos talentos para o Brasil. Consultado em 5 de setembro de 2019 
  11. «Portal OBMEP do Saber». portaldosaber.obmep.org.br. Consultado em 5 de setembro de 2019 
  12. «Olimpíada Brasileira de Matemática das Escolas Públicas - OBMEP | Somando novos talentos para o Brasil.». Olimpíada Brasileira de Matemática das Escolas Públicas - OBMEP | Somando novos talentos para o Brasil. Consultado em 5 de setembro de 2019 
  13. «Clubes de Matemática da OBMEP – Disseminando o estudo da Matemática». Consultado em 5 de setembro de 2019 
  14. «POTI». poti.impa.br. Consultado em 5 de setembro de 2019 
  15. «PICME - Programa de Iniciação Científica e Mestrado». picme.obmep.org.br. Consultado em 5 de setembro de 2019 
  16. «Olimpíada Brasileira de Matemática das Escolas Públicas - OBMEP | Somando novos talentos para o Brasil.». Olimpíada Brasileira de Matemática das Escolas Públicas - OBMEP | Somando novos talentos para o Brasil. Consultado em 5 de setembro de 2019 
  17. «Olimpíada Brasileira de Matemática das Escolas Públicas - OBMEP | Somando novos talentos para o Brasil.». Olimpíada Brasileira de Matemática das Escolas Públicas - OBMEP | Somando novos talentos para o Brasil. Consultado em 5 de setembro de 2019 

Ligações externas[editar | editar código-fonte]