Pigskin Parade

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Pigskin Parade
Diabruras de Estudantes (PRT)
Loucuras de Estudantes (BRA)
 Estados Unidos
1936 •  p&b •  93 min 
Direção David Butler
Produção Darryl F. Zanuck
Bogart Rogers
Roteiro Harry Tugend
Jack Yellen
William M. Conselman
Arthur Sheekman
Nat Perrin
Mark Kelly
Elenco Stuart Erwin
Patsy Kelly
Jack Haley
Gênero Comédia musical
Música David Buttolph
(não creditado)
Direção de arte Hans Peters
Direção de fotografia Arthur C. Miller
Figurino Gwen Wakeling
Edição Irene Morra
Companhia(s) produtora(s) 20th Century Fox
Distribuição 20th Century Fox
Lançamento Estados Unidos 23 de outubro de 1936
Portugal 23 de junho de 1937
Idioma inglês
Página no IMDb (em inglês)

Pigskin Parade (Loucuras de Estudantes BRA ou Diabruras de Estudantes PRT) é um filme norte-americano de 1936, do gênero comédia musical, dirigido por David Butler e estrelado por Stuart Erwin e Patsy Kelly.

Notas de produção[editar | editar código-fonte]

Stuart Erwin (último à direita), nascido em 1902, apareceu em mais de uma centena de filmes, frequentemente como um sujeito tristonho, tímido e orgulhoso, porém amável. Faleceu em 1967, de ataque cardíaco.[1] Na foto, ele aparece com Pat O'Brien, Martha Tibbetts, James Cagney e June Travis em cena de Ceiling Zero, também de 1936.

Primeiro dos musicais da 20th Century Fox ambientados em universidades,[2] o filme é notável por marcar a estreia de Judy Garland nas telas, aos quatorze anos de idade.[3] Betty Grable, ainda distante do estrelato, também tem uma pequena participação.

Apesar do grande número de roteiristas, a história é leve, praticamente um divertido desfile de travessuras inocentes no campus e nos gramados de futebol americano.

Judy Garland canta três canções, todas compostas por Lew Pollack e Sidney D. Mitchell: It's Love I'm After, The Balboa e The Texas Tornado. Entretanto, a maioria da trilha sonora foi composta e interpretada pelos The Yacht Club Boys, um quarteto cômico famoso nas décadas de 1920 e 1930.

Alan Ladd, sem receber créditos, aparece como um estudante e chega a cantar com os Yacht Club Boys.[4]

O filme deu a Stuart Erwin sua primeira e única indicação ao Oscar.

Sinopse[editar | editar código-fonte]

Amos Dodd é um caipira com grande habilidade em atirar melancias à distância. Ele é descoberto pelo casal de treinadores Slug e Bessie Winters, recém-contratado pela Universidade de Yale. Slug e Bessie têm a missão de levantar a fraca equipe de futebol americano da Yale e, extasiados, levam Amos -- e sua irmã Sairy -- para a universidade. Mas Amos, que mal sabe ler, precisa ser aceito como aluno.

Premiações[editar | editar código-fonte]

Patrocinador Prêmio Categoria Situação
Academia de Artes e Ciências Cinematográficas Oscar Melhor Ator Coadjuvante
(Stuart Erwin)
Indicado

Elenco[editar | editar código-fonte]

Ator/Atriz Personagem
Stuart Erwin Amos Dodd
Patsy Kelly Bessie Winters
Jack Haley Slug Winters
Johnny Downs Chip Carson
Betty Grable Laura Watson
Arline Judge Sally Saxon
Dixie Dunbar Ginger Jones
Judy Garland Sairy Dodd
Tony Martin Tommy Barker
Fred Kohler Jr. Biff Bentley
Grady Sutton Mortimer Higgins
Elisha Cook Jr. Herbert Van Dyke
Eddie Nugent Sparks
Julius Tannen Doutor Burke

Bibliografia[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. KATZ, Ephraim, The Film Encyclopedia, sexta edição, Nova Iorque: HarperCollins, 2008 (em inglês)
  2. EDER, Bruce. «Pigskin Parade». AllMovie. Consultado em 5 de janeiro de 2015 
  3. THOMAS, Tony e SOLOMON, Aubrey, The Films of 20th Century-Fox, Secaucus: The Citadel Press, 1985 (em inglês)
  4. MALTIN, Leonard, Classic Movie Guide, segunda edição, Nova Iorque: Plume, 2010 (em inglês)

Ligações externas[editar | editar código-fonte]