Ruy Trindade

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Ruy Trindade
44.º Governador da Bahia
Período 2 de abril de 1994
2 de maio de 1994
Antecessor Antônio Carlos Magalhães
Sucessor Antônio Imbassahy
Dados pessoais
Nome completo Ruy Dias Trindade
Nascimento 15 de outubro de 1926
Paripiranga, Bahia
Morte 12 de março de 2013 (86 anos)
Salvador, Bahia
Nacionalidade brasileiro
Esposa Gilza Trindade
Partido Sem partido
Profissão Magistrado e desembargador
linkWP:PPO#Brasil

Ruy Dias Trindade, mais conhecido apenas Ruy Trindade (Paripiranga, 15 de outubro de 1926Salvador, 12 de março de 2013) foi um magistrado brasileiro, que ficou conhecido em 1994 por assumir interinamente o Governo do Estado da Bahia.

Biografia[editar | editar código-fonte]

Formou-se na Faculdade de Direito de Sergipe em 1956. Especializou-se em Direito Criminal no período de 1957 até 1959.

Em 1975, já em Salvador, ingressou na 1ª. Vara de Assistência Judiciária. Dois anos mais tarde, no dia 4 de agosto de 1977, assumiu também o cargo de Juiz de Direito da Vara de Acidentes do Trabalho e Registros Públicos. Por decreto de 10 de outubro de 1978, foi transferido, a pedido, para a 1ª. Vara de Família, Sucessões, Órfãos, Interditos e Ausentes, permutado quatro anos depois, para a 15ª. Vara dos Feitos Criminais, Distrital de Amaralina-Pituba. Ainda em 1982 foi promovido, por merecimento, ao cargo de Desembargador do Tribunal de Justiça.

Eleito Presidente do Tribunal Regional Eleitoral para o biênio 1984 até 1986, em sessão extraordinária do dia 3 de maio de 1984. Em 1986, realizou o recadastramento de eleitores na Bahia, provocando profundas modificações na estrutura da Justiça Eleitoral da Bahia. Foi reeleito para mais um biênio.

Bandeira da Bahia.svgA Wikipédia possui o

Vice-presidente do Tribunal de Justiça no biênio 1992 até 1994, tendo como Presidente o Desembargador Paulo Furtado.[1]

O desembargador Ruy Trindade era o presidente do Tribunal de Justiça da Bahia, quando Paulo Souto deixou o cargo, com a renúncia do então governador Antônio Carlos Magalhães, a fim de concorrer ao Senado.

Governou a Bahia em 2 de abril até 2 de maio de 1994.

Alinhado à política carlista, que o apadrinhara na carreira do judiciário baiano, Ruy Trindade não operou alterações no quadro administrativo, mantendo inalterado o secretariado, e transmitindo o cargo para seu sucessor, também da mesma corrente política, tendo ocupado o posto por alguns meses.

Morreu no dia 12 de março de 2013 em Salvador aos 86 anos.[2]

Referências

Precedido por
? - ?
Presidente do Tribunal de Justiça da Bahia
? - ?
Sucedido por
? - ?
Precedido por
Paulo Souto
Governador da Bahia
1994
Sucedido por
Antônio Imbassahy