Sepedi

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
(Redirecionado de SeSotho do norte)
Ir para: navegação, pesquisa
Sepedi
 (Sotho do norte / Sesotho sa Leboa)
Falado em: África do Sul África do Sul
Região: Gauteng
Limpopo
Mpumalanga
Total de falantes: 4.208.940
Família: Nigero-congolesa
 Atlântico-Congo
  Benue-Congo
   Bantóide
    Sul -Bantóide
     Bantu
      Central
       Sul Bantu
        Sotho-Tswana
         Sotho
          Sepedi
Escrita: Alfabeto latino
Regulado por: Pan South African Language Board
Códigos de língua
ISO 639-1: --
ISO 639-2: nso
ISO 639-3: nso
A distribuição da língua sepedi no mapa da África do Sul

A língua sepedi ou sotho do norte (em sotho do norte: Sesotho sa Leboa) é uma das línguas do grupo Sotho, pertencentes à família Níger-Congo das línguas bantu e falada principalmente no nordeste da África do Sul. O sepedi é uma das onze línguas oficiais da África do Sul.[1]

O sepedi é o dialeto padronizado e regulado da língua; o nome dessa variante estandarizada é cada vez mais empregado para se referir a toda a língua, de modo a evitar confusão com a outra língua também costumeiramente chamada de soto (o soto do sul, ou sesoto)

As outras duas línguas principais deste grupo são o sesoto, uma das línguas oficiais do Lesoto, e o tsuana, a principal língua africana do Botswana.

Falantes[editar | editar código-fonte]

O sepedi, em todas as suas variantes, é falado por cerca de 4,2 milhões de pessoas nas províncias Sul africanas de Gauteng, Limpopo e Mpumalanga.

Durante o regime do apartheid, o governo sul-africano criou um bantustão denominado Lebowa para confinar essa população.

Escrita[editar | editar código-fonte]

O sepedi usa o Alfabeto latino com todas suas letras, porém sem o V. Tem ainda letras com Diacríticos como "Ê", "Ô", Š e os conjuntos KG, KH, MPŠ, MY, NG, NY, PH, TH, TL, TLH, TS, TSH, TŠ, TŠH.[2]

Amostra de Texto[editar | editar código-fonte]

Em sepedi:

Batho ka moka ba belegwe ba lokologile le gona ba na le seriti sa go lekana le ditokelo. Ba filwe monagano le letswalo mme ba swanetše go swarana ka moya wa bana ba mpa.

Em português:

Todos os seres humanos nascem livres e iguais em dignidade e direitos. São providos de razão e consciência e devem agir uns em relação oos outros num espírito de fraternidade.

(Artigo 1 da Declaração Universal dos Direitos Humanos)

Nota[editar | editar código-fonte]