Sebastião Cândido da Silva

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Zinho
Informações pessoais
Nome completo Sebastião Cândido da Silva
Data de nasc. 17 de outubro de 1965 (53 anos)
Local de nasc. Picuí (PB), Brasil
Nacionalidade brasileiro
Altura 1,66 m
Apelido Antonio Banderas
Informações profissionais
Equipa atual Aposentado
Posição Atacante
Clubes de juventude
Ronamite
Olaria de Carnaúba dos Dantas
Clubes profissionais
Anos Clubes Jogos (golos)
1987–1991
1991
1991
1991–1994
1995–1997
1997–1998
1998
1999
1999–2000
2001
2001
2001
2002
2002
2003
2004
2004
2005
2005
ABC
Mogi Mirim
Santa Cruz
Sport
Portuguesa
Bahia
Ponte Preta
Araçatuba
São Caetano
Portuguesa Santista
Etti Jundiaí
Goiás
Ceará
União São João
Figueirense
Vila Nova
Campinense
Paranoá
Picuí Club



42 (7)
36 (5)
23 (4)
20 (1)




4 (0)


4 (0)



Times/Equipas que treinou
2007 Nacional de Patos

Sebastião Cândido da Silva, mais conhecido por Zinho (Picuí, 17 de outubro de 1965), é um ex-futebolista e treinador de futebol brasileiro[1] que atuava como atacante.

Jogou profissionalmente entre 1987 e 2005, com destaque para suas passagens por Sport, ABC e Portuguesa nas décadas de 1980 e 1990.

Carreira[editar | editar código-fonte]

Embora seja paraibano de nascimento, Zinho iniciou sua carreira no futebol do Rio Grande do Norte, jogando por 2 equipes amadoras: o Ronamite e o Olaria, ambos do município de Carnaúba dos Dantas. A trajetória profissional iniciou-se já aos 21 anos, defendendo o ABC por 5 anos. No Mais Querido, foi artilheiro do Campeonato Potiguar e 1990 do campeão estadual em 1990. Em 1991, defendeu Mogi Mirim e Santa Cruz, assinando no mesmo ano com o Sport, pelo qual foi tricampeão pernambucano (1991, 1992 e 1994) e venceu ainda a Copa do Nordeste de 1994.

Zinho teve ainda destacada passagem na Portuguesa, onde foi vice-campeão brasileiro em 1996. Suas atuações na Lusa o credenciaram a uma possível convocação para a Copa de 1998, porém neste período ele já vestia as camisas de Bahia e Ponte Preta. Ele ainda jogaria por Araçatuba, São Caetano (onde foi novamente vice-campeão nacional, em 2000), Portuguesa Santista, Etti Jundiaí, Goiás, Ceará, União São João, Figueirense, Vila Nova, Campinense e Paranoá, encerrando sua carreira em 2005, no Picuí Club, onde também acumulava o cargo de presidente.

Carreira de treinador[editar | editar código-fonte]

Em 2007, Zinho estreou como técnico de futebol no Nacional de Patos. Pelo Canário do Sertão, obteve um feito inédito ao levar o clube ao primeiro título estadual (o terceiro de um representante da região), repetindo os feitos de Sousa (1994) e Atlético de Cajazeiras (2002).

O apelido[editar | editar código-fonte]

Durante sua passagem pelo São Caetano, Zinho recebeu o apelido de "Antonio Banderas do ABC", em resposta aos apelidos que recebia dos companheiros de time. O atacante afirmou em entrevista que se inspirou no ator espanhol para brincar com tal situação:

"O pessoal me dava cada apelido feio. Por isso, eu mesmo quis escolher um. Queria ser comparado a um artista famoso. Assisti a um filme com o (Antonio) Banderas e brinquei em cima disso. Até matérias foram feitas sobre o apelido. Uma, até em um Clube das Mulheres. Foi muito divertido."

Prisão[editar | editar código-fonte]

Em julho de 2016, Zinho foi preso por não ter pago a pensão alimentícia de sua filha, então com 17 anos de idade[2]. A quantia era de 52 mil reais[3].

Carreira política[editar | editar código-fonte]

Na eleições estaduais de 2018 na Paraíba, o ex-atacante foi candidato a deputado estadual pela Rede Sustentabilidade. Ele recebeu apenas 257 votos[4].

Títulos[editar | editar código-fonte]

Sport Recife
ABC

Individuais[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. «Zinho - Que fim levou?». Terceiro Tempo. Consultado em 7 de junho de 2019 
  2. «Zinho, ex-ABC, é preso por atraso de pensão». Tribuna do Norte. 15 de julho de 2016. Consultado em 7 de junho de 2019 
  3. «Ex-meia da Lusa e São Caetano é preso em Natal por não quitar pensão». GloboEsporte.com. 13 de julho de 2016. Consultado em 7 de junho de 2019 
  4. «Zinho Deputado Estadual 18111». Eleições 2018. Consultado em 7 de junho de 2019 

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Ícone de esboço Este artigo sobre um futebolista é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.