Seleção Brasileira de Handebol Masculino

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Broom icon.svg
As referências deste artigo necessitam de formatação (desde janeiro de 2017). Por favor, utilize fontes apropriadas contendo referência ao título, autor, data e fonte de publicação do trabalho para que o artigo permaneça verificável no futuro.
Searchtool.svg
Esta página foi marcada para revisão, devido a incoerências e/ou dados de confiabilidade duvidosa. Se tem algum conhecimento sobre o tema, por favor, verifique e melhore a coerência e o rigor deste artigo.
Brasil
Handebol Handball pictogram.svg
Bandeira
Informações gerais
Federação Confederação Brasileira de Handebol
Sigla IHF BRA
Confederação PATHF
Ranking IHF 27º
Técnico Brasil Léozinho das Kebrada.
Jogos
Jogos Olímpicos
Participações 5 (Primeira em 1992)
Melhor 7º (2016)
Última 7º (2016)
Campeonato Mundial
Participações 13 (Primeira em 1958)
Melhor 13º (2013)
Última 16° (2017)
Campeonato Pan-Americano
Participações 17 (Primeira em 1978)
Melhor Gold medal icon.svg Ouro (2006 , 2008 e 2016)
Última Gold medal icon.svg Ouro (2016)
Cores do Time Cores do Time Cores do Time
Cores do Time
Cores do Time
Uniforme
titular
Cores do Time Cores do Time Cores do Time
Cores do Time
Cores do Time
Uniforme
alternativo

A seleção brasileira de handebol masculino é uma equipe sul-americana composta pelos melhores jogadores de handebol do Brasil. A equipe é mantida pela Confederação Brasileira de Handebol. Encontra-se na 27ª posição do ranking mundial da IHF.[1]

História[editar | editar código-fonte]

Em 1992, o Brasil teve sua primeira participação no torneio olímpico de handebol, herdando a vaga da seleção de Cuba, que vencera o Brasil nas finais dos Jogos Pan-Americanos de 1991, após esta desistir. Terminou em 12º lugar no torneio em Barcelona. A história se repetiu quatro anos depois, e nos Jogos Olímpicos de Verão de 1996, os brasileiros terminaram em 11º.[2]

Na década de 2000, a seleção foi bicampeã dos Jogos Pan-Americanos, em Santo Domingo 2003 e em casa no torneio do Rio 2007. Ambos os títulos garantiram vagas nas Olimpíadas, terminando em 10º no torneio de Atenas 2004 e 11º em Pequim 2008. A tentativa do tricampeonato em Guadalajara 2011 acabou em só uma medalha de prata, com derrota para a Argentina na final. O tricampeonato dos Jogos Pan-Americanos veio 4 anos depois nos jogos disputados em Toronto derrotando o algoz de 4 anos atrás Argentina por 29 a 27.

O técnico espanhol Jordi Ribera reassumiu a equipe em meados de 2012 e teve como prioridade a convocação de atletas com pouca idade visando a renovação.[3] Como consequência, em 2013 o time embarcou para o Campeonato Mundial de Handebol Masculino de 2013 na situação oposta da seleção feminina, reconhecida como potência emergente no handebol e com muitas jogadoras no exterior. Só dois dos 16 convocados jogavam fora do Brasil - incluindo o veterano de três mundiais Felipe Borges, que jogava na Espanha - seis estreavam em mundiais e apenas sete jogadores compunham a equipe vice-campeã em Guadalajara.

Em 2016, no Campeonato Pan-Americano, em Buenos Aires, o Brasil bateu o Chile na final por 28 a 24 e conquistou o tricampeonato continental da modalidade.

Títulos[editar | editar código-fonte]

Elenco atual[editar | editar código-fonte]

Convocados para integrar a seleção brasileira de handebol masculino no Campeonato Mundial de Handebol Masculino de 2013

# Posição Nome Apelido Nascimento Altura (cm) Peso (kg) Nacionalidade Clube
7 AE Haniel Vinicius Lângaro Haniel 07 de março de 1995 193 100  Brasil França Dunkerque HB
9 AE Leonardo Dutra Ferreira Dutra 29 de março de 1996 185 88  Brasil Espanha BM Ciudad Encantada
10 AD José Guilherme de Toledo Toledo 11 de janeiro de 1994 195 98  Brasil Polónia Orlen Wisła Płock
11 C Henrique Selicani Teixeira Henrique 27 de fevereiro de 1989 186 100  Brasil Espanha BM Huesca
14 AE Thiagus Petrus dos Santos Thiagus 22 de janeiro de 1989 199 98  Brasil Hungria SC Pick Szeged
18 PE Felipe Borges Dutra Ribeiro Borges 4 de maio de 1985 188 93  Brasil Portugal Sporting Lisboa
19 PD Fábio Rocha Chiuffa Chiuffa 10 de março de 1989 185 78  Brasil Espanha CB Ciudad de Logroño
21 G Leonardo Vial Tercariol Tercariol 14 de abril de 1987 194 92  Brasil França JS Cherbourg
22 PD Oswaldo Maestro Guimarães Oswaldo 23 de outubro de 1989 183 87  Brasil Espanha SCDR Anaitasuna
25 PD Rudolph Hackbarth Hackbarth 10 de março de 1994 188 111  Brasil Brasil Pinheiros
81 P Rogério Moraes Ferreira Rogério 11 de janeiro de 1994 200 106  Brasil República da Macedónia RK Vardar
89 G César Augusto de Oliveira Bombom 6 de janeiro de 1989 187 93  Brasil Espanha BM Granollers
24 P Leonardo Domenech de Almeida Domenech 02 de setembro de 1992 168 72  Brasil Espanha BM Puente Genil
17 P Alexandro Pozzer Tchê 21 de dezembro de 1988 192 95  Brasil França Dunkerque HB
C Acácio Marques Moreira Filho Acácio 26 de janeiro de 1994 193 97  Brasil Espanha CB Ademar León
PE Cleryston Cordeiro Novais Cleryston 15 de outubro de 1992 193 97  Brasil Turquia Aziziye BLD. Termal SK

Referências

Ver também[editar | editar código-fonte]

Ligações externas[editar | editar código-fonte]