Tarantula

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Question book-4.svg
Esta página cita fontes confiáveis e independentes, mas que não cobrem todo o conteúdo (desde Maio de 2019). Ajude a inserir referências. Conteúdo não verificável poderá ser removido.—Encontre fontes: Google (notícias, livros e acadêmico)
Disambig grey.svg Nota: Para a aranha, veja Tarântula. Para outros significados, veja Tarântula (desambiguação).
Tarantula
Informação geral
Origem Porto
País Portugal Portugal
Gênero(s) heavy metal, power metal
Período em atividade 1981 - actualidade
Gravadora(s) AFM Records
Integrantes Jorge Marques
José Aguiar
Luís Barros
Paulo Barros.
Ex-integrantes Carlos Meinedo, João Wolf, José Baltazar, Paiva, Jorge Arménio.
Página oficial www.tarantula-music.com

Os Tarantula (em português Tarântula) são um grupo português de heavy metal, do Porto. Em 2007 festejaram o seu 25º. aniversário, o que os torna uma das bandas portuguesas mais antigas no activo e a mais antiga no género de Metal. Mantêm uma formação estável desde 1994.

História[editar | editar código-fonte]

O início[editar | editar código-fonte]

O projecto Mac Zac foi criado, em outubro de 1981, pelos irmãos Luís e Paulo Barros[1], em Valadares, Vila Nova de Gaia. Participam em 15 de Dezembro de 1984 no Festival Heavy-Metal de Santo António dos Cavaleiros.

No ano seguinte, a formação do grupo muda totalmente mantendo-se apenas os irmãos Barros. Entram o vocalista Carlos Meinedo, o guitarrista João Wolf, o baixista José Baltazar e o teclista Serafim Paiva. No dia 10 de Outubro actuam pela primeira vez no Rock Rendez-Vous. Mudam de nome para Tarantula no ano 1985, depois de dois concertos na Alemanha.

Depois de duas demo-tapes e vários concertos em Portugal e na Alemanha, lançam em 1987 o seu primeiro álbum, Tarantula, lançado pela Transmédia. O disco esgotou-se pouco depois do seu lançamento.

Em 1989 entra Jorge Marques pra vocalista do grupo e Serafim Paiva e João Wolf saem do grupo nesse ano.

Anos 1990[editar | editar código-fonte]

Assinam com a Polygram e editam, em 1990, o álbum Kingdom of Lusitania (Reino da Lusitânia) que os lança para a fama a nível internacional:.

Entre tournées os irmãos Barros criam a Rock'n'School, uma escola de música e de canto, e também os estúdios de gravação Rec'n'Roll.

Em 1993 é editado o álbum Tarantula III através da editora Numérica. Em 1994, entra José Aguiar para o lugar de baixista, que completa a formação tal como ela se apresenta até à data.

Em 1995 é editado o álbum Freedom's Call. O sucesso deste trabalho leva-os em digressão por diversos países, actuando como banda de suporte de vários grupos como Manowar, Hammerfall ou Gamma Ray. Em 1996, Paulo Barros inicia uma carreira a solo, paralela aos Tarantula.

Em 1999 editam Light Beyond the Dark, pela alemã AFM Records. Apresentam o disco na Tour Beyond the Dark e apresentam-se em cartaz com bandas como Stratovarius, Motorhead ou Deep Purple.

Anos 2000[editar | editar código-fonte]

Em 2001 lançam o CD Dream Maker com produção de Tommy Newton. Desta vez actuaram com outros grupos mundialmente famosos como Rhapsody, Blaze ou Kreator, entre outros. No ano de 2001 é lançado um disco de tributo com bandas portuguesas e brasileiras: 20 Anos de Tarantula - Tributo.

Em 2005 é editado o CD Metalmorphosis, que mantém a produção e editora. A 5 de Junho de 2007, para celebrarem o seu 25º. aniversário, actuaram no Coliseu do Porto junto aos Helloween.

A 5 de Junho de 2007, para celebrarem o seu 25º. aniversário, actuaram no Coliseu do Porto junto aos Helloween.

Em 2007 e 2008 os Tarantula (mais precisamente o Paulo Barros e o Jorge Marques) foram responsáveis pelo arranjo dos musicais "Peter Pan" e "High School Musical - O Musical", que decorreu em alguns pontos de Portugal.

Em 2008 o baterista, Luís Barros, foi responsável pelo som no Rock in Rio Lisboa.

Em 2010 lançam o álbum Spiral Of Fear.

Formação actual[editar | editar código-fonte]

Discografia[editar | editar código-fonte]

Compilações[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. Lusa (12 de outubro de 2007). «Música/Second Life: Paulo Barros (Tarantula) actua em "play-back" quarta-feira». EXPRESSO Impresa Publishing S.A. Consultado em 26 de maio de 2013 

Ligações externas[editar | editar código-fonte]