Teófilo da Trindade

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Teófilo da Trindade.

Teófilo José da Trindade GCTEGOAGOSEGCMAI (Lagoa, 27 de Janeiro de 1856Lisboa, 10 de Dezembro de 1936) foi um militar, político e administrador colonial português.

Biografia[editar | editar código-fonte]

Oficial de engenharia militar do Exército Português, onde atingiu o posto de general. Para além de funções militares, foi director de Obras Públicas da Companhia de Moçambique, na cidade da Beira, e governador de Manica e Sofala. Foi Ministro das Colónias (de 28 de Janeiro a 10 de Março de 1915) e depois Ministro dos Negócios Estrangeiros (de 28 de Janeiro a 15 de Maio de 1915) no governo ditatorial presidido por Pimenta de Castro.[1] A 15 de Fevereiro de 1919 foi feito Grande-Oficial da Ordem Militar de Avis e a 31 de Dezembro de 1920 foi agraciado com a Grã-Cruz da Ordem Militar da Torre e Espada, do Valor, Lealdade e Mérito.[2] Em 1927 foi nomeado presidente da Junta Autónoma de Estradas, sendo a primeira personalidade a exercer o cargo. A 11 de Julho de 1929 foi agraciado com a Grã-Cruz da Ordem Civil do Mérito Agrícola e Industrial Classe Industrial e a 27 de Outubro de 1934 foi feito Grande-Oficial da Ordem Militar de Sant'Iago da Espada.[2]

Notas

  1. Nota biográfica.
  2. a b «Cidadãos Nacionais Agraciados com Ordens Portuguesas». Resultado da busca de "Teófilo José da Trindade". Presidência da República Portuguesa. Consultado em 25 de outubro de 2015 
Ícone de esboço Este artigo sobre um político é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.
Ícone de esboço Este artigo sobre tópicos militares é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.