Theo Walcott

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Theo Walcott
Theo Walcott
Walcott em 2010
Informações pessoais
Nome completo Theodore James Walcott
Data de nasc. 16 de março de 1989 (27 anos)
Local de nasc. Stanmore, Londres, Reino Unido
Nacionalidade Inglaterra inglês
Altura 1,76 m[1]
Destro
Apelido TJ, El Cohete, La Gacela,
The Wonderkid,
El expreso de Newbury
Informações profissionais
Clube atual Inglaterra Arsenal
Número 14
Posição Ponta-direita
Clubes de juventude
1999–2000
2000
2000–2005
Inglaterra Newbury
Inglaterra Swindon Town
Inglaterra Southampton
Clubes profissionais2
Anos Clubes Jogos e gol(o)s
2005–2006
2006–
Inglaterra Southampton
Inglaterra Arsenal
0021 000(4)
0363 00(94)
Seleção nacional3
2004–2005
2005–2006
2006
2006–2010
2006–
Flag of England.svg Inglaterra Sub-16
Flag of England.svg Inglaterra Sub-17
Flag of England.svg Inglaterra Sub-19
Flag of England.svg Inglaterra Sub-21
Flag of England.svg Inglaterra
0004 000(0)
0014 000(5)
0001 000(1)
0021 000(6)
0047 000(8)


2 Partidas e gols totais pelo
clube, atualizados até 7 de dezembro de 2016.
3 Partidas e gols da seleção nacional estão atualizados
até 11 de outubro de 2016.

Theo James Walcott,[1][2] ou simplesmente Theo Walcott (Londres, 16 de março de 1989) é um futebolista inglês que atua como ponta-direita. Desde 2006 joga no Arsenal.

Seus avós paternos nasceram em Barbados, por isso Walcott poderia optar por atuar por esta seleção, porém ele preferiu a Inglaterra.

É considerado por muitos o jogador mais veloz do Mundo atual e o ponta direita mais rápido de todos os tempos, atingindo uma marca de 40 metros em 4,42 segundos dentro de campo, em 2009.

Carreira[editar | editar código-fonte]

Início da Carreira[editar | editar código-fonte]

Walcott nasceu em Stanmore, em Londres, mas cresceu em Compton, Berkshire. Ele participou Compton Igreja da Inglaterra Escola Primária e da Escola Downs , jogar futebol para a equipe local da aldeia e mais tarde para Newbury. Walcott marcou mais de 100 gols em sua primeira e única temporada de Newbury, antes de sair de lá para Swindon Town.

Também saiu em 2°lugar nos jogadores mais rapidos do Fifa15, somente atrás do rapidissímo Gareth Bale.

Southampton[editar | editar código-fonte]

Jogava na segunda divisão inglesa, no time do Southampton, onde marcou quatro gols em 21 partidas entre 2005 e 2006. Até que em 2006 despertou o interesse do gigante Arsenal, que o contratou por £5 milhões, podendo subir para £12 milhões, dependendo dos jogos pelo clube e seleção, uma quantia recorde para a contratação de um adolescente.

Arsenal[editar | editar código-fonte]

Chegou ao Arsenal em 20 de janeiro de 2006, aos 16 anos, inicialmente Walcott assinou um pré-contrato, assinando seu contrato profissional somente dois meses depois, em seu aniversário de 17 anos, em 16 de março de 2006, recebendo a camisa número 32, que viria a ser alterada para 14 após a saída de Thierry Henry. Rapidamente destacou-se no clube londrino, seu desempenho resultou na convocação para a Copa do Mundo 2006 pela Seleção Inglesa, tornando-se um dos jogadores mais jovens a participar do torneio.

Durante um certo período, principalmente entre os anos de 2008 e 2009, a carreira de Walcott esteve fortemente marcada por várias lesões. Em 18 de novembro de 2008, deslocou o ombro direito enquanto treinava com a seleção para um amistoso contra a Alemanha, concluindo sua recuperação apenas em abril do ano seguinte. Retornou em 11 de abril de 2009, marcando um gol na vitória por 4-1 sobre o Wigan Athletic, no JJB Stadium. Em 17 de outubro do mesmo ano, sofreu mais uma contusão na vitória por 3-1 sobre o Birmingham City. Walcott iniciou a partida como titular e saiu de campo aos 32 minutos do primeiro tempo, dando lugar a Andrey Arshavin. Desta vez, Theo ficou em recuperação por cerca de um mês.

Iniciou a temporada 2010-11 de forma avassaladora, sendo o autor de um hat-trick logo na segunda partida da Premier League, contra o Blackpool, time recém-promovido à primeira divisão inglesa. A partida terminou com o placar de 6-0 favorável aos Gunners. Nesta temporada, conseguiu finalmente manter uma sequência maior de partidas sem lesões e firmou-se aos poucos como titular da equipe. Ao final dela, com a saída de Samir Nasri para o Manchester City e a nítida queda de desempenho de Andrey Arshavin, a titularidade de Walcott estava cada vez mais firmada.

2005–06[editar | editar código-fonte]

Walcott foi transferido para o Arsenal em 20 de Janeiro de 2006, por uma taxa de £ 5 milhões. Ele assinou um pré- contrato inicial para depois assinar um contrato profissional em seu aniversário de 17 anos em 16 de março de 2006, quando recebeu a camisa no numero 32.

2006–07[editar | editar código-fonte]

Walcott fez sua estréia na Premier League em 19 de agosto de 2006, começou no banco e entrou já dando uma assistência para o gol de Gilberto Silva.

Sua estréia Champions League aconteceu contra o Dinamo Zagreb, onde Walcott tornou-se o jogador mais jovem do Arsenal a jogar uma competição europeia, um recorde anteriormente detido por Cesc Fàbregas, e desde batido por Jack Wilshere. Poucos minutos depois de entrar, deu o passe para o gol de Mathieu Flamini, dando a Walcott um recorde de duas assistências em duas aparições como substituto. Sua primeira partida, como titular, veio em um jogo contra o Watford em 14 de Outubro de 2006.

O primeiro gol de Walcott para o Arsenal veio na final da Copa da Liga Inglesa de 2007 contra o Chelsea ,no Millennium Stadium ,, Cardiff , em 25 de Fevereiro de 2007, mas o jogo acabou com a vitória do Chelsea por 2x1, com dois gols de Drogba.

2007–08[editar | editar código-fonte]

Os primeiros gols de Walcott no Emirates na temporada 2007-08 foram marcados em uma partida da Liga dos Campeões contra o Slavia Praga, onde o Arsenal ganhou de 7-0 , além dos gols, Walcott deu o passe para o gol de Fàbregas. Walcott marcou seus dois primeiros gols na Premier League um empate por 2-2 contra o Birmingham City em St. Andrew , em 23 de fevereiro de 2008.Ele terminou a temporada com 4 gols no Campeonato inglês e sete gols em toda temporada. Mais tarde, naquela temporada, Arsène Wenger afirmou que Walcott foi finalmente capaz de fazer a sua mudança de um menino, para um homem, e deve em breve ser um monstro.

2008–09[editar | editar código-fonte]

Seguindo as comparações com o ex-companheiro de equipe Thierry Henry, Walcott recebeu a camisa número 14, anteriormente usada por Henry. Durante a temporada 2008-09, Walcott estabeleceu-se como titular absoluto da equipe, começando muitos jogos no meio-campo ou na ala direita. Em setembro de 2008, Arsène Wenger confirmou que o Tottenham Hotspur, Chelsea e Liverpool foram todos interessados ​​em assinar com Walcott quando ele tinha apenas 16 anos. No Sábado, 18 de outubro de 2008, Walcott marcou o seu primeiro gol na Premier League da temporada contra o Everton, marcando o terceiro e último gol no jogo, que o Arsenal venceu por 3-1. Três dias depois, Walcott marcou o segundo gol do Arsenal na vitória por 5-2 sobre o Fenerbahçe na Champions League.

Em 18 de novembro de 2008, Walcott deslocou o ombro direito enquanto treinava com a Inglaterra para um amistoso contra a Alemanha. Ele fez uma recuperação completa até Abril de 2009, voltou a marcar contra o Wigan Athletic. Na Liga dos Campeões contra o Villarreal ,marcou aos 10 minutos após receber um passe do capitão Fàbregas , o Arsenal venceu por 4-1 no placar agregado.

2012–13[editar | editar código-fonte]

Em 15 de setembro de 2012, Walcott entrou como um substituto para Gervinho e marcou seu primeiro gol na temporada na vitória por 6 a 1 sobre o seu ex-clube Southampton.[3]Marcou duas vezes na Copa da Liga Inglesa contra o Coventry City na vitória novamente por 6 a 1.[4]Em 7 de outubro de 2012, Walcott, mais uma vez marcou em uma vitória fora por 3 a 1 contra o West Ham United chegando ao seu 4º gol na temporada.[5]Em 30 de outubro 2012, Walcott marcou o primeiro gol do Arsenal nos acréscimos do primeiro tempo e o quarto gol nos acréscimos segundo em um jogo da Copa da Liga abrindo o placar para a equipe chegando a 4 a 0 mas o Reading em 4 a 4. Mesmo com o empate o Arsenal venceu a partida por 7 a 5 na prorrogação, em que Walcott marcou um hat-trick.[6][7]

Em 6 de novembro, Walcott abriu o placar no empate por 2 a 2 com o Schalke na Liga dos Campeões.[8]Em 17 de novembro, Walcott marcou o quinto gol em uma vitória por 5 a 2 contra o Tottenham, repetindo o mesmo placar em que venceu na temporada passada.[9]Walcott contribuiu com um hat-trick para a goleada do Arsenal sobre o Newcastle por 7 a 3 no Emirates Stadium.[10][11]Conquistando a quarta vitória seguida do Arsenal no Campeonato Inglês.[12]Com gols aos 20 minutos, 28 e aos 45 do segundo tempo e outros gols de seus companheiros Podolski, Chamberlain e Giroud.[13]Demba Ba duas vezes e Marveaux descontaram para o Newcastle. Renovou o contrato com o Arsenal em 18 de janeiro.[14]O novo contrato estipula um salário de 100 mil libras (cerca de R$ 325 mil) por semana ao atacante.[15][16]Dois dias depois, Walcott marcou o único gol do Arsenal, em uma derrota por 2 a 1 frente ao Chelsea.[17]Walcott também marcou na vitória por 5 a 1 contra o West Ham em 23 de janeiro,[18]contribuiu no último gol do Arsenal sobre o Brighton na vitória por 3 a 2 marcando para a equipe em 26 de janeiro.[19][20]Walcott marcou o último gol do Arsenal em 30 de janeiro, contra o Liverpool no empate por 2 a 2.[21][22]Marcou também contra o Wigan rebaixando o adversário para a segunda divisão do campeonato inglês.[23]

Seleção Inglesa[editar | editar código-fonte]

Foi descoberto muito cedo pelas seleções de base, atuando desde o sub-16. Em 2009, participou da Euro Sub-21, onde a Inglaterra foi finalista, sendo derrotada por 4-0 pela Alemanha. Walcott teve uma fraca atuação na partida, assim como sua seleção.

Pela seleção principal, foi a grande surpresa da convocação do técnico Sven Göran Eriksson para a Copa do Mundo de 2006, Walcott poderia se tornar o segundo jogador mais jovem a entrar em campo em uma Copa, com apenas 17 anos e dois meses de idade, mas isso acabou não acontecendo, já que ele não atuou em nenhuma das partidas do English Team na Copa.

Passado-se alguns anos, a grande promessa daquela Copa parece ainda não ter convencido e teve poucas chances como titular, marcando somente três gols e todos numa mesma partida, contra a Croácia em novembro de 2008, tornando-se o jogador inglês mais jovem a marcar um hat-trick pela seleção.

Após a frustração de estar fora da Copa do Mundo de 2010, muito por causa das lesões que havia sofrido a serviço do Arsenal, Walcott voltou a disputar um torneio oficial com a Inglaterra em 2012, sendo convocado pelo recém-chegado treinador Roy Hodgson para a Eurocopa.[24] Apesar de ter começado todas as quatro partidas da Inglaterra na reserva, Theo atuou em todas elas, chegando a marcar um belíssimo gol de fora da área na partida contra a Suécia. Ele não marcava pela seleção desde os três tentos contra a Croácia. A Inglaterra terminou eliminada pela Itália nas quartas-de-final, numa disputa por pênaltis. Nesse mesmo dia teve uma diarreia terrivel

Estatísticas[editar | editar código-fonte]

Seleção[editar | editar código-fonte]

[25]

Ano
Jogos Gols
2006 1 0
2008 5 3
2009 2 0
2010 7 0
2011 6 0
2012 9 1
2013 6 1
2015 6 3
2016 4 0
Total 46 8

Gols pela seleção[editar | editar código-fonte]

# Data Local Adversário Placar Resultado Competição
1. 10 de setembro de 2008 Estádio Maksimir, Zagreb, Croácia Bandeira da Croácia Croácia 0–1 4–1 Elim. Copa do Mundo de 2010
2. 0–2
3. 1–4
4. 15 de junho de 2012 Estádio Olímpico de Kiev, Kiev, Ucrânia Flag of Sweden.svg Suécia 2–2 3–2 Euro 2012
5. 14 de agosto de 2013 Estádio de Wembley, Londres, Inglaterra Flag of Scotland.svg Escócia 1–1 3–2 Amistoso
6. 5 de setembro de 2015 Estádio San Marino, Serravalle, San Marino Flag of San Marino.svg San Marino 0–4 0–6 Elim. Copa do Mundo de 2010
7. 0–6
8. 9 de outubro de 2015 Estádio de Wembley, Londres, Inglaterra Flag of Estonia.svg Estónia 1–0 2–0 Amistoso

Títulos[editar | editar código-fonte]

Arsenal

Individual[editar | editar código-fonte]

  • Esportista jovem do ano - BBC: 2006

Referências

  1. a b Perfil no site da Premier League
  2. Erro de citação: Código <ref> inválido; não foi fornecido texto para as refs de nome FE
  3. «Arsenal 6 - 1 Southampton». Consultado em 15 de Setembro de 2012. 
  4. «Arsenal 6 - 1 Coventry». Consultado em 26 de setembro de 2012. 
  5. «West Ham 1 Arsenal 3: Super sub Walcott ensures Gunners take all three points from Hammers». Consultado em 8 de outubro de 2012. 
  6. «Reading 5 - 7 Arsenal». Consultado em 30 de Outubro de 2012. 
  7. «Arsenal comeback to beat Reading 7-5 was extraordinary, says Niall Quinn». Consultado em 31 de Outubro de 2012. 
  8. «Theo Walcott in firing line but makes his point as Arsenal draw 2-2 against Schalke in Champions League». Consultado em 7 de Novembro de 2012. 
  9. «Arsenal 5 - 2 Tottenham». Consultado em 17 de Novembro de 2012. 
  10. «Com show de Walcott, Arsenal atropela Newcastle e embala». Consultado em 25 de Dezembro de 2012. 
  11. «Walcott dá show “à la Henry” em goleada de Arsenal sobre Newcastle». Consultado em 26 de Dezembro de 2012. 
  12. «Wenger revela que não teve avanços nas negociações com Walcott». Consultado em 21 de Dezembro de 2012. 
  13. «Inglaterra: Arsenal vence (7-3) Newcastle com «hat-trick» de Walcott». Consultado em 29 de Dezembro de 2012. 
  14. «Walcott renova contrato com Arsenal». Consultado em 18 de Janeiro de 2013. 
  15. «Arsenal e Walcott chegam a acordo para renovação de contrato». Consultado em 19 de Janeiro de 2013. 
  16. «Arsenal estaria disposto a pagar R$ 14 mi por ano para Walcott». Consultado em 20 de Janeiro de 2013. 
  17. «Chelsea 2 - 1 Arsenal». Consultado em 30 de Janeiro de 2013. 
  18. «Arsenal 5 - 1 West Ham». Consultado em 23 de Janeiro de 2013. 
  19. «Sem Julio César, QPR é goleado por time da terceirona. Arsenal avança». Consultado em 26 de Janeiro de 2013. 
  20. «Walcott decide no fim, e Arsenal avança às 8as da Copa da Inglaterra com vitória sobre o Brighton». Consultado em 27 de Janeiro de 2013. 
  21. «Arsenal reage e consegue empatar com Liverpool em casa». Consultado em 30 de Janeiro de 2013. 
  22. «Arsenal 2 - 2 Liverpool - PREMIER LEAGUE». Consultado em 31 de Janeiro de 2013. 
  23. «Arsenal goleia, rebaixa o Wigan e fica a uma vitória da Liga dos Campeões». Consultado em 14 de Maio de 2013. 
  24. «Inglaterra divulga convocados para Euro». trivela.uol.com.br. 16 de maio de 2012. Consultado em 16 de maio de 2012. 
  25. «Player - Theo Walcott» (em inglês). National Football Teams. Consultado em 25 de junho de 2012. 

Ligações Externas[editar | editar código-fonte]