União Democrata-Cristã

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
União Democrata-Cristã
Christlich Demokratische Union Deutschlands
Cdu-logo.svg
Líder Angela Merkel
Fundação 26 de junho de 1945
Sede Berlim,  Alemanha
Ideologia Democracia cristã
Conservadorismo liberal
Ordoliberalismo
Espectro político Centro-direita
Publicação Union
Ala Jovem Junge Union
Membros  (2013) 469.575
Afiliação internacional Internacional Democrata Centrista
União Internacional Democrata
Afiliação europeia Partido Popular Europeu
Grupo no Parlamento Europeu Grupo do Partido Popular Europeu
Bundestag
254 / 630
Parlamento Europeu
29 / 96
Parlamentos Regionais
570 / 1 857
Cores Preto (tradicional)
Laranja (oficial)
Site
http://www.cdu.de

A União Democrata-Cristã (em alemão: Christlich Demokratische Union Deutschlands – CDU) é um partido político alemão de ideologia conservadora e situado à direita no espectro político. No estado (land em alemão) da Baviera a CDU não concorre às eleições, sendo ali representada por seu partido-irmão, a União Social-Cristã da Baviera (CSU). A coligação CDU/CSU é conhecida como a União no Bundestag.

O partido é liderado, desde o ano 2000, por Angela Merkel,[1] atual chanceler da Alemanha. Defensor da democracia cristã, o CDU é um membro do Partido Popular Europeu (PPE) no Parlamento Europeu. Internacionalmente, é membro da Internacional Democrata Centrista e da União Internacional Democrata. Atualmente, é o maior partido da Alemanha, seguido pelo Partido Social-Democrata da Alemanha (SPD).

Plataforma política[editar | editar código-fonte]

A actuação da CDU se baseia nos princípios da democracia cristã, com ênfase No "entendimento cristão dos humanos e suas responsabilidades perante a Deus". No entanto, os membros do partido são de várias religiões e até mesmo a-religiosos. As políticas do CDU derivam do catolicismo político, da doutrina social da igreja católica e das principais igrejas protestantes da Alemanha. A CDU foi o primeiro proponente da economia social de mercado, apesar de ter adoptado políticas económicas liberais desde o mandato de Helmut Kohl enquanto chanceler da Alemanha (1982–1998).

No que diz respeito à política externa, a CDU se compromete com a integração europeia e a manter os melhores laços possíveis com os Estados Unidos. Tem reservas em relação à entrada da Turquia à União Europeia (UE), preferindo por enquanto manter parcerias privilegiadas com o país. Em adição às violações de direitos humanos, a CDU defende que o não-reconhecimento da soberania de Chipre pela Turquia impossibilita sua entrada na UE, uma vez que há na união supranacional a regra de que seus membros devem reconhecer uns aos outros.

Em relação à política interna, o CDU defende a redução da burocracia estatal e a preservação das tradições culturais alemãs. Sendo um partido conservador, a CDU defende maior punição a criminosos e o envolvimento da Bundeswehr em actividades domésticas de contra-terrorismo e de prevenção de catástrofes naturais. No que diz respeito à imigração, Defende ainda a integração dos imigrantes através de cursos de alemão, mas e pretende tomar acções que restrinjam ainda mais a imigração. Para o partido, a dupla nacionalidade só deve ser permitida em casos excepcionais.

Os principais oponentes da CDU são o Partido Social-Democrata da Alemanha (SPD), o Partido de Esquerda e a Aliança 90/Os Verdes. Apesar disso, a CDU já governou em dois governos de coligação com o SPD e a nível estadual com a Aliança 90/Os Verdes. O partido rejeita coligações com o Partido de Esquerda e com partidos de extrema-direita. O Partido Democrático Liberal (FDP), um partido conservador no campo social e liberal no campo económico, é o parceiro preferido do CDU para coligações, uma vez que ambos têm atitudes semelhantes no que diz respeito à política fiscal.

Resultados Eleitorais[editar | editar código-fonte]

Datas Votos % +/- Deputados +/- Status
1949 5 978 636 25,2 (2.º)
115 / 402
Governo
1953 10 016 594 36,4 (1.º) Aumento11,2
197 / 509
Aumento82 Governo
1957 11 875 339 39,7 (1.º) Aumento3,3
222 / 519
Aumento25 Governo
1961 11 283 901 35,8 (2.º) Baixa3,9
201 / 521
Baixa21 Governo
1965 12 387 562 38,0 (2.º) Aumento2,2
202 / 518
Aumento1 Governo
1969 12 079 535 36,6 (2.º) Baixa1,4
201 / 518
Baixa1 Oposição
1972 13 190 837 35,2 (2.º) Baixa1,4
186 / 518
Baixa15 Oposição
1976 14 367 302 38,0 (2.º) Aumento2,8
201 / 518
Aumento15 Oposição
1980 12 989 200 34,2 (2.º) Baixa3,8
185 / 519
Baixa16 Oposição
1983 14 857 680 38,1 (2.º) Aumento3,9
202 / 520
Aumento17 Governo
1987 13 045 745 34,4 (2.º) Baixa3,7
185 / 519
Baixa17 Governo
1990 17 055 016 36,7 (1.º) Aumento2,3
268 / 662
Aumento83 Governo
1994 16 089 960 34,2 (2.º) Baixa2,5
244 / 672
Baixa24 Governo
1998 14 004 908 28,4 (2.º) Baixa5,8
198 / 669
Baixa46 Oposição
2002 14 167 561 29,5 (2.º) Aumento1,1
190 / 603
Baixa8 Oposição
2005 13 136 740 27,8 (2.º) Baixa1,7
180 / 614
Baixa10 Governo
2009 11 828 277 27,3 (1.º) Baixa0,5
194 / 622
Aumento14 Governo
2013 14 921 877 34,1 (1.º) Aumento6,8
255 / 631
Aumento61 Governo

Eleições europeias[editar | editar código-fonte]

Data Votos % +/- Deputados +/-
1979 10 883 085 39,0 (2.º)
33 / 81
1984 9 308 411 37,5 (1.º) Baixa1,5
32 / 81
Baixa1
1989 8 332 846 29,5 (2.º) Baixa8,0
24 / 81
Baixa8
1994 11 346 073 32,0 (2.º) Aumento2,5
39 / 99
Aumento15
1999 10 628 224 39,2 (1.º) Aumento7,2
43 / 99
Aumento4
2004 9 412 009 36,5 (1.º) Baixa2,7
40 / 99
Baixa3
2009 8 071 391 30,6 (1.º) Baixa5,9
34 / 99
Baixa6
2014 8 807 500 30,0 (1.º) Baixa0,6
29 / 96
Baixa5

Eleições regionais[editar | editar código-fonte]

Os resultados apresentados serão os das últimas eleições:

Estado Data Votos % Deputados Status
Baden-Württemberg 2016 1 447 249 27,0 (2.º)
42 / 139
Governo
Baixa Saxônia 2013 1 287 730 36,0 (1.º)
54 / 137
Oposição
Berlim 2011 340 992 23,4 (2.º)
39 / 152
Governo
Brandemburgo 2014 226 844 23,0 (2.º)
21 / 88
Oposição
Bremen 2015 261 929 22,4 (2.º)
20 / 83
Oposição
Hamburgo 2015 561 377 15,9 (2.º)
20 / 121
Oposição
Hesse 2013 1 198 889 38,3 (1.º)
47 / 110
Governo
Mecklemburgo-Pomerânia Ocidental 2011 155 084 23,1 (2.º)
18 / 71
Governo
Renânia do Norte-Vestfália 2012 2 050 633 26,3 (2.º)
67 / 237
Oposição
Renânia-Palatinado 2016 677 507 31,8 (2.º)
35 / 101
Oposição
Sarre 2012 169 594 35,2 (1.º)
19 / 51
Governo
Saxônia 2014 645 344 39,4 (1.º)
59 / 126
Governo
Saxônia-Anhalt 2016 334 123 29,8 (1.º)
30 / 87
Governo
Schleswig-Holstein 2012 408 573 30,8 (1.º)
22 / 69
Oposição
Turíngia 2014 315 096 33,5 (1.º)
34 / 91
Oposição

Chanceleres da CDU[editar | editar código-fonte]

A CDU esteve no poder na Alemanha Ocidental durante a maior parte da existência do país, incluindo 20 anos ininterruptos entre os governos de Konrad Adenauer, Ludwig Erhard e Kurt Georg Kiesinger. Após treze anos fora do poder, retornou na figura do chanceler Helmut Kohl, que liderou a reunificação alemã em 1990 e permaneceria no poder até 1998. Após um mandato de sete anos do social-democrata Gerhard Schröder, a CDU retornou ao poder com Angela Merkel, a primeira mulher e primeira pessoa oriunda da Alemanha Oriental eleita chanceler.

Chanceler da Alemanha Mandato
Konrad Adenauer 1949–1963
Ludwig Erhard 1963–1966
Kurt Georg Kiesinger 1966–1969
Helmut Kohl 1982–1998
Angela Merkel 2005-presente

Referências[editar | editar código-fonte]

  1. http://veja.abril.com.br/blog/ricardo-setti/tag/uniao-democrata-crista/

Ligações externas[editar | editar código-fonte]