Universidade Candido Mendes

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
UCAM
Universidade Candido Mendes
Lema Diploma de valor desde 1902
Fundação 1902
Tipo de instituição Instituição de Ensino Supeior
Mantenedora Sociedade Brasileira de Instrução
Docentes 1 mil
Total de estudantes 20 mil
Instituições de ensino superior do Brasil Brasil

A Universidade Candido Mendes (UCAM) é uma instituição privada de ensino superior do Brasil, com sede na cidade do Rio de Janeiro. É a mais antiga instituição particular de ensino superior do país. Seu atual reitor é o professor Cândido Antônio Mendes de Almeida, terceiro Conde Mendes de Almeida. A Universidade Candido Mendes destaca-se das suas congêneres por ser uma instituição historicamente comprometida com a excelência nas atividades de pesquisa e pós-graduação, mantendo centros e institutos de pesquisa, sete programas de mestrado e dois de doutorado, bem como dezenas de cursos de pós-graduação lato sensu. Distribuídas por um total de 16 unidades com 21 cursos de graduação e diversos outros nas modalidades sequencial e tecnológica, as atividades da Universidade Candido Mendes, apoiada em mais de um século de tradição e excelência, em que se firmou como referência nacional e internacional em Ciências Humanas e Sociais, reúnem mais de 20 mil estudantes e 1.000 professores e pesquisadores.  

História[editar | editar código-fonte]

A Universidade Cândido Mendes foi fundada em 1902, com o nome de "Escola Técnica de Comércio Cândido Mendes", por iniciativa do advogado e político maranhense Candido Mendes de Almeida, primeiro Conde Mendes de Almeida, com a colaboração de seu irmão Fernando Mendes de Almeida, do Visconde de Ouro Preto, de Afonso Celso, de Nerval de Gouveia e de Conrado Niemeyer. Nessa escola se aprendia as habilidades básicas de administração, como contabilidade. Em 1919 transformou-se na Faculdade de Ciências Políticas e Econômicas do Rio de Janeiro.

Segundo Ivanildo Fernandes, pesquisador da área educacional [1] , a Sociedade Brasileira de Instrucção foi uma das primeiras entidades a atender o chamado público da Lei nº 183/1893 para que as associações de particulares interessados na mantença de Instituições de Ensino Superior constituíssem "individualidade jurídica" (personalidade jurídica).

Nos anos 1950 a Cândido Mendes amplia em vários cursos superiores e a partir dos anos 1960 já caracteriza-se como universidade. A universidade destacou-se nas ciências sociais, mantendo programas de pós-graduação. O Instituto Universitário de Pesquisas do Rio de Janeiro (IUPERJ) foi criado no ano de 1969, no auge do autoritarismo da Ditadura Militar. Logo de início, constituiu-se em um refúgio para intelectuais comprometidos com a democracia brasileira, não apenas no sentido de resistência aos arbítrios ditatoriais, mas também como espaço de reflexão sobre como construir em nosso país uma democracia consolidada e substantiva. [2]

O IUPERJ consolidou-se a partir de meados da década de 1970 como uma instituição de ponta na pesquisa e no ensino de Ciências Sociais no âmbito da pós-graduação no Brasil. Em 1980, foram implantados os programas de doutoramento em Ciência Política e em Sociologia. Ao longo dos últimos dez anos, o Instituto tem admitido anualmente entre 15 e 20 estudantes em seus programas de mestrado e aproximadamente 30 estudantes em seus programas de doutorado. Dos quase 700 alunos admitidos até hoje, 365 já completaram o mestrado e 154 defenderam teses de doutorado. Ao longo de sua história, o IUPERJ, formou mais de 500 mestres e doutores em Ciências Sociais no Brasil.[2]

Em 22 de junho de 2010, após uma crise institucional, os vinte professores do IUPERJ demitiram-se e, após negociação com o Governo do Estado, migraram, em sua maioria, para a Universidade do Estado do Rio de Janeiro (UERJ). Em outubro daquele ano, a UERJ abriu Edital de Transferência Externa para provimento de 140 vagas em seus recém-criados cursos de mestrado e doutorado em Ciência Política e em Sociologia, importando a transferência de todos os alunos do IUPERJ para a UERJ.[2]

Em 1 de setembro de 2010, iniciou-se uma reestruturação do Instituto, criando condições para a retomada das atividades acadêmicas do IUPERJ. Em dezembro de 2011, foi constituído um novo corpo docente para os dois programas de pós-graduação e, em fevereiro de 2012, lançado o Edital para novas turmas de Mestrado e Doutorado. Desde abril de 2011, foram realizados novos concursos de seleção para as turmas de Mestrado e Doutorado em Ciência Política e Relações Internacionais e de Mestrado e Doutorado em Sociologia, tendo sido selecionados, até maio de 2013, 122 novos alunos para os dois programas de pós-graduação.[2]

Centros de estudos e institutos[editar | editar código-fonte]

Ensino[editar | editar código-fonte]

Os segmentos de cursos que são oferecidos na Universidade Candido Mendes estão distribuídos entre as 16 unidades educacionais pertencentes à UCAM em todo o estado do Rio de Janeiro. A instituição nasceu como Faculdade de Ciências Políticas e Econômicas do Rio de Janeiro, ainda no ano de 1919 e desde então oferece cursos em diferentes segmentos, hoje também para a Pós-Graduação e programas de extensão além da Graduação. A estrutura da universidade é composta por bibliotecas, sendo uma central na unidade localizada no bairro de Ipanema e abriga um acervo com um extenso material para todos os segmentos. Também conta com cinema, teatro e um canal universitário que desenvolve atividades na área de comunicação e expõe demais propostas da instituição, que mantém, ainda, uma companhia de teatro e uma orquestra. Todos os cursos contam com uma sólida estrutura docente e física, com o objetivo de oferecer aos alunos a possibilidade de aturar também fora das salas de aula.

Graduação[editar | editar código-fonte]

  • Administração
  • Ciências Contábeis
  • Ciências Econômicas
  • Ciências Sociais
  • Comunicação Social
  • Ciência da Computação
  • Design de Moda
  • Desenho Industrial
  • Direito
  • Docência do Ensino Fundamental e Médio
  • Engenharia Civil
  • Engenharia de Produção
  • Engenharia Mecânica
  • Formação Docente
  • História
  • Letras
  • Processos Gerenciais
  • Produção Cultural
  • Moda
  • Música
  • Normal Superior
  • Pedagogia
  • Relações Internacionais
  • Serviço Social
  • Sistema de informação
  • Turismo
  • Teatro (a partir de 2014)

Campus[editar | editar código-fonte]

  • Niterói
  • Centro - Assembléia
  • Centro - Pio X
  • Ipanema
  • Tijuca
  • Jacarepaguá
  • Padre Miguel
  • Araruama
  • Nova Friburgo
  • Campos dos Goytacazes
  • Méier
  • Gávea
  • Santa Cruz
  • Bangu
  • Penha
  • Petrópolis
  • Guadalupe
  • Vitória - Espírito Santo

Referências

  1. Ivanildo Fernandes (2007): "Mantenedoras educacionais privadas, histórico legal e configuração jurídica" Observatório Universitário, Rio de Janeiro.
  2. a b c d História do IUPERJ

Ver também[editar | editar código-fonte]

Ucam-Campos

Ligações externas[editar | editar código-fonte]