90 minutos para Mandela

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa

90 minutos para Mandela foi uma partida amistosa de futebol, com caráter de caridade, entre a Seleção do Resto do Mundo e uma equipe formada por um combinado de jogadores africanos, em comemoração ao 89º aniversário de Nelson Mandela. Toda a renda do jogo foi destinada à Fundação Nelson Mandela.

Poucas horas antes do jogo, Joseph Blatter, então presidente da FIFA, tornou a Associação de Futebol de Makana (associação que rege o campeonato de futebol criado por presos em Robben Island, onde Mandela esteve preso) um membro honorário da FIFA.[1] [2] Com este ato, a FIFA pretende, na pessoa de Nelson Mandela, celebrar o futebol como instrumento de diálogo e libertação para aqueles que passam por tempos duros ao serviço de uma causa justa tantas vezes negada por governos e por regimes.[3]

Detalhes[editar | editar código-fonte]

18 de Julho de 2007 Africa XI 3–3 Seleção do Resto do Mundo Flag of the United Nations.svg estádio Newlands, Cidade do Cabo África do Sul

Abedi Pelé Gol marcado aos 9 minutos de jogo 9'
Hossam Hassan Gol marcado aos 30 minutos de jogo 30' Gol marcado aos 50 minutos de jogo 50'
Relatório Iván Zamorano Gol marcado aos 6 minutos de jogo 6'
Ruud Gullit Gol marcado aos 44 minutos de jogo 44'
Julen Guerrero Gol marcado aos 72 minutos de jogo 72'
Público: 35,412
Árbitro: Ebrahim Abdul B. África do Sul
Cores do Time Cores do Time Cores do Time
Cores do Time
Cores do Time
Africa XI
Cores do Time Cores do Time Cores do Time
Cores do Time
Cores do Time
Resto do Mundo

A Partida[editar | editar código-fonte]

A partida foi precedida por um belo ritual: 89 gols foram marcados por figuras ilustres, simbolizando a idade de Mandela e a luta contra o racismo.[4]

A partida foi disputada no dia 18 de Julho de 2007, no estádio Newlands da Cidade do Cabo. 35.412 torcedores (dentre os quais personalidades internacionais como Bill Clinton, Jimmy Carter e o ex-secretário-geral da ONU, Kofi Annan[4] ) acompanharam o empate de 3–3, com Iván Zamorano, Ruud Gullit e Julen Guerrero marcando para a Seleção do Resto do Mundo, e com Abedi Pelé e Hossam Hassan, 2 vezes, para o combinado africano.[5]

Ao final do jogo, Nelson Mandela ganhou uma camisa personalizada com o número 89 às costas.[6] [7]

Nelson Mandela Farewell Game[editar | editar código-fonte]

O chamado Nelson Mandela Farewell Game foi outra partida amistosa em homenagem a Nelson Mandela.

Foi disputada no dia 17 de Agosto de 1999 (ano em que o ex-prisioneiro político sul-africano abandonou a Presidência), no Ellis Park stadium|estádio Ellis Park]] em Johannesburg, para um público de 40,000 pessoas. O time Mandela XI foi formado por craques da estirpe de Lucas Radebe, Mark Fish, Celestine Babayaro, Samuel Kuffour, Kalusha Bwalya, Hossam Hassan, Benni McCarthy, Nwankwo Kanu, Titi Camara, Shabani Nonda, dentre outros, e o Fifa World XI por Jorge Campos, Taribo West, Rigobert Song, Branco, Dunga, Thomas Häßler, Mustapha Hadji, Luis Hernández, Viorel Moldovan, Murat Yakin, Lubomir Moravcik, Abedi Pelé e Jean-Pierre Papin. A partida terminou empatada em 2–2.[8] [9]

Referências

  1. "Football match marks Mandela 89th", BBC News, 2007-07-18. Página visitada em 2007-07-22.
  2. "Fifa honours inmate footballers", BBC News, 2007-07-05. Página visitada em 2007-07-22.
  3. jn.pt/ África do Sul: Mandela celebra 89 anos com futebol e "chuva" de personalidades
  4. a b rfi.fr/ Pelé: 90 minutos por Mandela
  5. "Stars turn on style for Mandela", FIFA, 2007-07-18. Página visitada em 2007-07-22.
  6. "Legends meet Mandela", BBC News, 2007-07-17. Página visitada em 2007-07-22.
  7. "Support '90 Minutes of Mandela", Cape Times, 2007-07-13. Página visitada em 2007-07-22.
  8. "Match for Mandela: Stars named", FIFA, 2007-07-02. Página visitada em 2007-07-22.
  9. "90 minutes for Mandela", South Africa Info, 2007-07-06. Página visitada em 2007-07-22.

Ligações externas[editar | editar código-fonte]