Bioko

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Mapa de Bioko.

Bioko ou Bioco é a ilha principal da Guiné Equatorial, localizada no Golfo da Guiné, muito perto da costa dos Camarões e (um pouco mais longe) da Nigéria. Anteriormente designada por Ilha Macias Nguema Biyogo, e antes disso por ilha de Fernão do Pó[1] também conhecida como Fernando Pó, Bioko tem uma área de 2 018 km² e cerca de 130 000 habitantes (em 2005).

É um dos territórios vizinhos de São Tomé e Príncipe. Sua principal cidade é Malabo, capital da Guiné Equatorial. O relevo é dominado por dois vulcões: no centro da ilha, o Pico Basilé, com mais de 3000 m de altitude; a sul, o vulcão San Carlos, acima dos 2200 m.

A ilha foi possessão portuguesa entre 1474 e 1778, quando foi cedida a Espanha pelo Tratado de El Pardo em troca de terras espanholas na América do Sul, que seriam posteriormente anexadas ao Brasil (faixas de terras do atual Rio Grande do Sul).

Referências

  1. Fernandes, Ivo Xavier. Topónimos e Gentílicos. Porto: Editora Educação Nacional, Lda., 1941. vol. I.

Ver também[editar | editar código-fonte]

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

PortugueseFlag1750.png
  Este artigo é um esboço sobre antigos territórios e colônias do Império Português. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.


O Commons possui uma categoria contendo imagens e outros ficheiros sobre Bioko