Ceilão Português

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Ceilão Português
Ceilão Português

Colônia portuguesa

Flag of Kotte.jpg
 
Blank.png
 
Flag of Sitawaka Kingdom (1521 - 1594).png
1505 – 1658 Flag of the Dutch East India Company.svg
 
King of Kandy.svg
Flag Brasão
Bandeira Brasão
Localização de Ceilão
Extensão máxima do domínio Português no Ceilão em azul.
Continente Ásia
Capital Colombo
Língua oficial Português, cingalês, tâmil
Governo Colônia
Capitães
 • 1518-1518 João da Silveira
 • 1522-1524 Fernão Gomes de Lemos
Capitães-mores
 • 1551-1552 João Henriques
 • 1591-1594 Pedro Homem Pereira
Governadores
 • 1594-1594 Pedro Lopes de Sousa
 • 1656-1658 António de Amaral de Meneses
Período histórico Colonialismo
 • 15 de agosto de 1505 Contato e comércio com o Reino de Kotte
 • 14 de janeiro de 1658 Queda do Ceilão Português
Moeda Tanga Portuguesa

O Ceilão Português, era um território Português no atual Sri Lanka, o que representa um período da história do Sri Lanka entre 1505 a 1658. Os portugueses encontraram primeiramente o Reino de Kotte, com quem assinaram um tratado. O Ceilão Português foi estabelecido através da ocupação de Kotte e a conquista de reinos circundantes. Em 1565 a capital do Ceilão Português foi transferida de Kotte para Colombo. A introdução do cristianismo pelos portugueses promoveu atritos com o povo cingalês.

Eventualmente, os cingaleses procuraram ajuda do Império Holandês na sua luta pela libertação da Igreja Católica. O Império Holandês, calvinista e anti-católico, inicialmente assinou um acordo com o Reino de Kandy. Após a crise da economia ibérica, em 1627, com a Guerra Luso-Holandesa os portugueses perderam algumas colónias asiáticas, conquistadas pelos holandeses. Foi este o destino dos territórios cingaleses de Portugal, ocupados então pela Holanda. Houve muitos mártires católicos. No entanto, ainda há elementos da cultura portuguesa no Sri Lanka, datando do período colonial.

Referências

Ver também[editar | editar código-fonte]