Hilaridade fatal

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Crisipo de Solis foi uma das vítimas da hilaridade fatal.
Der Tod des Dichters Pietro Aretino por Anselm Feuerbach.

A hilaridade fatal é um raro tipo de morte, que usualmente ocorre por parada cardíaca ou asfixia, decorrentes de uma crise de risos. Casos de mortes podem ser constatados desde a Grécia Antiga até os dias de hoje.

O primeiro uso do termo hilaridade fatal foi feito em 1956.[1]

Mortes históricas atribuídas[editar | editar código-fonte]

Mortes modernas[editar | editar código-fonte]

  • Em 1975, o inglês Alex Mitchell morreu enquanto assistia um episódio de The Goodies, após vinte e cinco minutos de riso incontrolável. Após esse tempo, ele caiu no sofá e morreu de insuficiência cardíaca. Sua viúva, posteriormente, enviou uma carta para The Goodies por fazer tão agradáveis os últimos momentos da vida de seu falecido esposo.[7] [8] [9] [10] [11] Um diagnóstico feito pela sua neta em 2012 indica que ele tenha morrido por possuir a síndrome do QT longo.[12]
  • Em 1989, Ole Bentzen, um audiologista dinamarquês, morreu de hilaridade fatal enquanto assistia A Fish Called Wanda. Seus batimentos chegaram em 250 até 500 por minuto, antes de ele sucumbir a uma parada cardíaca.[13]
  • Em 2003, Damnoen Saen-um, um vendedor de sorvetes tailandês, morreu rindo enquanto estava dormindo, com a idade de 52 anos. Sua esposa foi incapaz de acordá-lo, e ele parou de respirar após apenas dois minutos de risos. Acredita-se que sua morte tenha sido causada por asfixia.[7]

Ver também[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. Oxford: Clarendon Press (1993). The Compact Oxford English Dictionary.
  2. Peter Bowler and Jonathan Green. What a Way to Go,. [S.l.: s.n.]. ISBN 0-7537-0581-8.
  3. Paul N. Morris, Patronage and Piety Montserrat and the Royal House of Medieval Catalonia-Aragon, October 2000
  4. Waterfield, Gordon, ed. First Footsteps in East Africa, (New York: Praeger Publishers, 1966) pg. 59 footnote.
  5. Brown, Huntington. Rabelais in English Literature. [S.l.]: Routledge, 1968. p. 126. ISBN 0-7146-2051-3.
  6. The History of Scottish Poetry. [S.l.]: Edmonston & Douglas, 1861. p. 539.
  7. a b The Last Laugh's on Him Urban Legends Reference Pages (2007-01-19). Visitado em 2007-06-23.
  8. The Complete Goodies — Robert Ross, B T Batsford, London, 2000.
  9. Man Dies Laughing at The Goodies, "Daily Mail", London (29 March 1975)
  10. A Goodies Way to Go — Laughing, "Eastern Daily Press", Norwich (29 March 1975)
  11. Slapstick! The Illustrated Story of Knockabout Comedy — Tony Staveacre, Angus & Robinson 1987
  12. [1] Man who died laughing at Goodies had Long QT syndrome
  13. 9 People Who Died Laughing - Death - Book of Lists - Canongate Home (version archived by the Internet Archive)

Ligações externas[editar | editar código-fonte]