Ilan Ramon

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Ilan Ramon
Ilan Ramon, NASA photo portrait in orange suit.jpg


Astronauta de Israel
Nacionalidade Israelense
Nascimento 20 de junho de 1954
Ramat Gan,Israel
Morte 1 de fevereiro de 2003 (48 anos)
Espaço Aéreo dos EUA
Missões STS-107
Insígnia
da missão
STS-107 Flight Insignia.svg
O F-16 pilotado pelo coronel Ilan Ramon durante o ataque a usina nuclear de osiraq.
Operação Ópera
Keverramon.jpg

Ilan Ramon (20 de junho de 1954, Ramat Gan, IsraelEspaço aéreo dos EUA, 1 de fevereiro de 2003) foi o primeiro astronauta de Israel e morreu junto com outros seis tripulantes a bordo da nave Columbia, que se desintegrou ao reentrar na atmosfera, em fevereiro de 2003.

Bacharel em eletrônica e engenharia de computadores pela Universidade de Tel Aviv, Ramon foi um dos melhores pilotos militares de Israel, com experiência em diversos tipos de caças de combate e interceptação, como os Mirage III e os F-16 Falcon - tendo combatido na Guerra do Yom Kippur, com apenas 19 anos (1973) - e participante do esquadrão de caças bombardeiros que destruiu a usina nuclear de Osiraq, no Iraque, em 1981 na chamada Operação Ópera.

Em 1997, então coronel da Força Aérea Israelense, integrou-se à NASA na função de especialista em cargas, e fez seu primeiro vôo ao espaço na fatídica missão STS-107 do ônibus espacial Columbia, morrendo com os outros seis tripulantes, após 16 dias em órbita.

Foi condecorado postumamente com a Medalha Espacial de Honra do Congresso dos Estados Unidos e é oficialmente reconhecido como Herói Nacional de Israel.

O seu filho mais velho, o tenente Asaf Ramon, de 21 anos, morreu em 13 de setembro 2009, durante um voo de treinamento de rotina quando pilotava um caça F-16A, 3 meses depois de graduar na academia de voo da aeronáutica israelense como melhor cadete de sua classe.[1]

Curiosidades[editar | editar código-fonte]

Broom icon.svg
Seções de curiosidades são desencorajadas pelas políticas da Wikipédia.
Ajude a melhorar este artigo, integrando ao corpo do texto os itens relevantes e removendo os supérfluos ou impróprios.
  • Ilan era filho e neto de duas sobreviventes do campo de concentração de Auschwitz, o principal campo nazista de extermínio de judeus durante a II Guerra Mundial.
  • Em sua única missão no espaço, levou com ele um desenho a lápis, de 60 anos de idade, guardado no Museu do Holocausto e chamado "Paisagem Lunar", feito pelo editor-chefe da revista Vedem, Petr Ginz, que retratava como seria a Terra vista da Lua na sua imaginação, quando ele tinha 14 anos de idade e era um prisioneiro do campo de concentração nazista de Theresienstadt, durante a II Guerra Mundial; também levou uma cópia em tamanho de microficha do Torah, o livro sagrado judeu, que lhe foi entregue pessoalmente pelo Presidente de Israel, Moshe Katsav.
  • Foi o primeiro astronauta a comer exclusivamente comida kosher no espaço.
  • A música "Love Of My Life" foi requerida para ser tocada pelo astronauta israelense. Depois de tocada, ele disse a seguinte mensagem a sua esposa "Um especial bom dia a minha esposa, Rona, o amor da minha vida (Love of my life)."
  • Tinha quatro filhos. O mais velho deles, Assaf, era piloto de caça da força aérea israelense e morreu em um acidente aéreo em 13 de setembro de 2009, aos 21 anos de idade.
  • É até hoje o único astronauta não-americano ou não-russo que morreu durante uma missão espacial.

Ver também[editar | editar código-fonte]

Referências

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

O Commons possui uma categoria contendo imagens e outros ficheiros sobre Ilan Ramon