David Brown

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Question book.svg
Esta página ou secção não cita nenhuma fonte ou referência, o que compromete sua credibilidade (desde abril de 2011).
Por favor, melhore este artigo providenciando fontes fiáveis e independentes, inserindo-as no corpo do texto por meio de notas de rodapé. Encontre fontes: Googlenotícias, livros, acadêmicoYahoo!Bing. Veja como referenciar e citar as fontes.


David Brown

Astronauta da NASA
Nacionalidade Estados Unidos norte-americano
Nascimento 16 de Abril de 1956
Arlington, EUA
Morte 1 de fevereiro de 2003 (46 anos)
Espaço aéreo dos EUA
Missões STS-107
Insígnia
da missão
Insígnia da STS-107

David McDowell Brown (Arlington, 16 de abril de 1956 – Espaço Aéreo dos EUA, 1 de fevereiro de 2003) foi um astronauta norte-americano que morreu em seu primeiro vôo espacial como tripulante da nave Columbia, desintegrada no retorno à Terra em fevereiro de 2003.

Formado em biologia e medicina, o Dr. Brown entrou para a marinha depois de fazer a residência médica e após o treinamento como cirurgião de vôo foi designado como Diretor do Departamento Médico do Hospital da Marinha em Adak, Alasca. Em 1988, após servir no porta-aviões USS Carl Vinson, ele tornou-se o primeiro cirurgião de vôo a ser selecionado para treinamento como piloto em dez anos, sendo o primeiro classificado em sua classe, e tornando-se aviador naval em 1990, com especialização em porta-aviões.

Selecionado para a NASA em 1996, o capitão naval Brown passou dois anos treinando como astronauta no Centro Espacial Johnson, no Texas, qualificando-se como especialista de missão, passando a trabalhar no desenvolvimento de suportes de cargas para a Estação Espacial Internacional.

Em 16 de janeiro de 2003, Brown subiu ao espaço como integrante da missão STS-107 na nave Columbia, que passou dezesseis dias em órbita, dedicada a experiências científicas e de pesquisa. Trabalhando 24 horas por dia em turnos, a tripulação realizou mais de oitenta experimentos no espaço. Ao fim da missão, entretanto, em 1 de fevereiro de 2003, a nave Columbia desintegrou-se na reentrada da atmosfera, matando David Brown e toda a tripulação da espaçonave nos céus do estado do Texas.

O asteróide 51825 Davidbrown foi batizado postumamente em sua homenagem.

Ver também[editar | editar código-fonte]

Ligações externas[editar | editar código-fonte]