Imagine (álbum)

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Imagine
Imagine Álbum.jpg
Álbum de estúdio de John Lennon
Lançamento 8 de Setembro de 1971 (UK)
Gravação 11 à 16 Fevereiro e 23 de Junho e 5 de Julho de 1971
Gênero(s) Rock/Pop
Duração 39:29
Gravadora(s) Apple
Produção John Lennon, Yoko Ono, Phil Spector
Cronologia de John Lennon
Último
Último
John Lennon/Plastic Ono Band
(1970)
Some Time in New York City
(1972)
Próximo
Próximo


Imagine é o segundo álbum de estúdio lançado pelo ex-beatle John Lennon. Gravado e lançado em 1971, atingiu o primeiro lugar nas paradas de sucesso dos Estados Unidos e Inglaterra. Foi produzido por Phil Spector em conjunto com John Lennon e Yoko Ono. Este álbum está na lista dos 200 álbuns definitivos no Rock and Roll Hall of Fame.[1]

Parte do álbum foi gravado em seu estúdio particular em Tittenhurst Park na Inglaterra. Conta ainda com a participação do ex-beatle George Harrison.

Gravação e estrutura[editar | editar código-fonte]

Embora as faixas básicas para o álbum foram inicialmente gravado em seu estúdio em casa (Ascot Sound Studios em Tittenhurst Park), muitos dos instrumentos foram regravadas no Record Plant Studios na cidade de Nova York, onde instrumentos de cordas e saxofone por King Curtis também foram adicionadas. Como em seu último álbum, Phil Spector juntou-se a Lennon e Yoko Ono como co-produtor de Imagine. Imagens extensa das sessões, mostrando a evolução de algumas das músicas, foi compilada em um documentário em vídeo intitulado Gimme Some Truth: The Making of John Lennon's Imagine.

George Harrison participou em algumas das faixas de Imagine.

Lançamentos[editar | editar código-fonte]

Lançamento Inicial[editar | editar código-fonte]

O álbum foi lançado em 09 de setembro de 1971 nos EUA e um mês depois, em 08 de outubro no Reino Unido. Primeiras edições do LP incluiu uma cartão-postal caracteriza uma foto de Lennon segurando um porco na paródia de Paul McCartney, semelhante ao álbum de Paul, Ram, lançado naquele ano.[2] Também foi lançado originalmente em Quadrifônico.

Outros lançamentos[editar | editar código-fonte]

Em 2000, Yoko Ono supervisionou a remixagem de Imagine em sua reedição. Foi reeditado em 2003 pela Mobile Fidelity Sound Lab em CD de ouro e com 180 gramas. Outra remaster foi lançado em 2010. Em 23 de novembro de 2010, Imagine se tornou disponível para download para o videogame Rock Band 3.

Recepção[editar | editar código-fonte]

Críticas profissionais
Avaliações da crítica
Fonte Avaliação
allmusic 5 de 5 estrelas.Star full.svgStar full.svgStar full.svgStar full.svglink

Após o lançamento do álbum, a Rolling Stone informou que "ele contém uma parcela substancial de boa música" mas, em relação antecessor, Imagine foi inferior.[3] Em uma entrevista para Melody Maker naquele mesmo ano, McCartney falou positivamente de Imagine, considerando que ele é menos político do que álbuns anteriores de Lennon.

O álbum foi # 1 no mundo todo e tornou-se um vendedor duradouro, com a faixa-título alcançando # 3 em os EUA (mas inédito no Reino Unido até 1975).

Faixas[editar | editar código-fonte]

Todas as canções foram compostas por John Lennon, excepto "Oh My Love", composta junto com Yoko Ono.

Lado A
  1. "Imagine"
  2. "Crippled Inside"
  3. "Jealous Guy"
  4. "It's So Hard"
  5. "Don't Wanna Be A Soldier Mama I Don't Wanna Die"
Lado B
  1. "Give me Some Truth"
  2. "Oh My Love"
  3. "How Do You Sleep?"
  4. "How"
  5. "Oh Yoko!"

Sobre as músicas[editar | editar código-fonte]

A música que abre o álbum, "Imagine", tornou-se hino à paz. Fala de sua utopia de um mundo ideal e nos convida a participar. Por outro lado, ela fez com que Mark Chapman (assassino de John Lennon) aumentasse seu ódio pelo cantor[4] , pois em sua letra Lennon diz para que se imagine que os ceús, em sentido espiritual, não existam, o que Chapman considerou outra blasfêmia dita pelo cantor, junto com a declaração de Lennon que os Beatles seriam Mais populares que Jesus.

"Jealous Guy" foi gravada pela primeira vez em 1968 junto aos The Beatles, a música que faria parte do Álbum Branco dos Beatles tinha outra letra e outro nome porém a mesma melodia. Agora com a nova letra, John fala sobre Yoko.

"Oh My Love" é a única música do álbum composta em parceria com Yoko Ono. A música assim como "Oh, Yoko!" fala justamente sobre a mulher.

A música mais polêmica do álbum foi endereçada ao ex-beatle Paul McCartney. John compôs "How Do You Sleep?" que contou com a participação de George Harrison na guitarra para seu ex-companheiro de composições nos Beatles. Na música John ataca Paul dizendo que " A única coisa que ele fez foi Yesterday" ("The only thing you done was yesterday") em referência a música composta por Paul nos Beatles. Acusa Paul de ter um som muzak (som ambiente para elevador) e ainda diz que "aqueles loucos estavam certos quando disseram que você estava morto" ("Those freaks was right when they said you was dead") em referência ao boato da morte de Paul McCartney.

Créditos[editar | editar código-fonte]

Músicos de Imagine:[5]

  • John Lennon – vocais, guitarra, piano, harmônica (10), whistling (3)
  • John Barham – harmônica (3), teclado, Vibrafone (9)
  • Steve Brendell – maracas (5)
  • King Curtis – saxofone (4, 5)
  • Andy Davis – guitarra acústica (6, 10)
  • Tom Evans – guitarra acústica (3, 5)
  • The Flux Fiddlers – Instrumento de cordas
  • Jim Gordon – bateria (4)
  • George Harrison – guitarra elétrica (6, 7), slide guitar (5, 8) dobro guitar (2)
  • Nicky Hopkins – piano (2, 3, 5, 6, 7, 9, 10), piano elétrico(8)
  • Jim Keltner – bateria (2, 3, 5)
  • Rod Linton – guitarra acústica (2, 6, 10)
  • Joey Molland – guitarra acústica (3, 5)
  • Michael Pinder – tamborim (5)
  • Phil Spector – backing vocals (10)
  • John Tout – guitarra acústica (2), piano (não creditado como pianista no Disc e Music Echo)
  • Ted Turner – guitarra acústica (2)
  • Klaus Voormann – baixo (exceto 2, 7), Contrabaixo (2)
  • Alan White – bateria (1, 6, 8–10) Prato tibetanos (7), vibrafone (3)

Créditos detalhados foram publicados em Disc e Music Echo, 2 de Outubro de 1971.

Posições[editar | editar código-fonte]

Chart Melhor
posição
Semanas
no gráfico
Australian Kent Music Report [6] 1
Japanese Oricon Weekly LP Chart[7] 34
Norwegian VG-lista Albums Chart[8] 47
UK Albums Chart[9] 99
US Billboard 200[10] 45

Certificações[editar | editar código-fonte]

País Organização Certificação Data Vendas
Estados Unidos RIAA 2x Multi-Platina[11] 26 November 1991 2,000,000+

Notas e referências

  1. 2007 National Association of Recording Merchandisers (em inglês). timepieces (2007). Página visitada em 26/05/2010.
  2. Clayton 2003 p. 301.
  3. Gerson, Ben. Rolling Stone. Imagine; 28 October 1971 [citado em 12 November 2010].
  4. Lynne H. Schultz (4 de março de 2001). March 4th, 1966: The Beginning of the End for John Lennon? Texto:"After his (Chapman's) conversion to Christ, John Lennon made the unfortunate remark that the Beatles were more popular than Jesus and sang the song, 'Imagine There's No Heaven.' This deeply offended Chapman's Christian identity and subconsciously I'm certain he began plotting John Lennon's death at that time, a full decade before he murdered the rock legend.". Página visitada em 21 de outubro de 2010.(em inglês)
  5. Blaney, John. John Lennon: Listen To This Book. Guildford, Great Britain: Biddles Ltd., 2005. 82–90 p. ISBN 0-9544528-1-X
  6. Kent, David. Australian Chart Book 1970-1992. St Ives, N.S.W.: Australian Chart Book, 1993. ISBN 0646119176 Página visitada em 22 de Maio de 2010.
  7. John Lennon - Chart Archives on the Japanese Oricon Top 100. Homepage1.nifty.com. Página visitada em 22 de Maio de 2010.
  8. norwegiancharts.com John Lennon - Imagine. VG-lista. Página visitada em 03 de setembro de 2011.
  9. Chart Stats John Lennon - Imagine. The Official Charts Company. Página visitada em 03 de setembro de 2011. Cópia arquivada em 2013-01-02.
  10. allmusic ((( Imagine > Charts & Awards > Billboard Singles ))). allmusic.com. Página visitada em 03 de setembro de 2011.
  11. RIAA—Gold & Platinum—Searchable Database. Recording Industry Association of America. Página visitada em 22 May 2010.

Ligações externas[editar | editar código-fonte]