Meninge

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa


Meninge
Meninges-pt.svg
Meninges do SNC
Gray769-pt.svg
Representação diagramática da seção do topo do crânio, mostrando as meninges, etc.
Gray's subject #193 872
Artérias Artéria meníngea média, Artéria meníngea posterior, Artéria meníngea acessória, ramo da Artéria etmoidal anterior, ramos meníngeos da artéria vertebral
Nervos Nervo meníngeo médio, nervus spinosus
MeSH Meninges

Meninges (singular meninge do Grego μῆνιγξ, "membrana"[1] ) são o sistema das membranas que revestem e protegem o Sistema nervoso central, medula espinal, tronco encefálico e o encéfalo. A meninge consiste de três camadas: a Dura-máter, a Aracnoide, e a Pia-máter. A função primária das menínges e do Líquido cefalorraquidiano é proteger o Sistema nervoso central.

Anatomia[editar | editar código-fonte]

Dura-máter[editar | editar código-fonte]

A dura-máter[2] [Grego. Dura: Resistente + mater: Mãe] (também conhecida como meninge fibrosa) é uma grossa e dura membrana, próxima ao crânio. É a mais espessa e externa das meninges. Consiste de duas camadas: a camada periosteal (mais externa) - que fica mais próxima à caixa craniana e é afixada aos ossos cranianos atuando como periósteo (porém sem função osteogênica) limitando a região cerebral; e a camada interna que fica mais próxima ao cérebro e continua com a medula espinhal.

A dura-máter contém grandes vasos sanguíneos que se dividem em capilares menores na pia-máter. Ela é composta de tecido fibroso denso e sua superfícies interna é coberta por células achatadas como as presentes nas superfícies da pia-máter e da aracnóide. A dura-máter é um saco que envolve a aracnóide e serve estrategicamente a diversas funções como atuar no combate aos ataques patológicos infectantes e doenças malignas. A dura-máter envolve e suporta os grandes canais venais (dural sinuses) levando o sangue do cérebro para o coração.

Aracnoide[editar | editar código-fonte]

O elemento central das menínges é a aracnoide, chamada assim devido à sua aparência similar a de uma teia de aranha. Ela provê um efeito de amortecimento para o sistema nervoso central. A aracnoide existe como uma fina e transparente membrana. É composta de tecido fibroso e, como a pia-máter, é encoberta por células achatadas, impermeáveis a fluídos. Ela está logo abaixo da dura-máter, atuando, além da defesa, na formação dos espaços intra-meníngicos.

A aracnóide-mater não segue as convoluções da superfície do cérebro parecendo, portanto, como um saco frouxo. Na região do cérebro, particularmente, um grande número de finos filamentos chamados de arachnoid trabeculae passa da aracnóide através do espaço subaracnóide para misturar-se com o tecido da pia-máter.

A aracnóide e a pia-máter são, às vezes, chamadas, juntas, de leptomeninges.

Nela está contido o líquor (ou líquido cefalorraquidiano) com aproximadamente 150ml.

Pia-máter[editar | editar código-fonte]

A pia-máter [Grego. Pia: macia + máter: mãe] é uma membrana bem delicada. É a mais delgada das menínges. É o envelope meníngeo que firmemente adere à superfície do cérebro e a medula espinhal (feixes nervosos). Ela segue aos menores contornos do cérebro (Giro e Sulco). A pia-máter é uma bastante fina membrana composta de tecido fibroso coberta em sua superfície externa por uma folha de células achatadas impermeável a fluídos. A pia-máter é atravessada por vasos sanguíneos que vão do cérebro à medula espinal e, seus capilares são responsáveis pela nutrição do cérebro.

Espaços[editar | editar código-fonte]

O Espaço subaracnóideo é o espaço que existe normalmente entre o aracnóide e a pia-máter, que é preenchida pelo Líquido cerebrospinal.

Normalmente, a dura-máter está anexada ao crânio, ou aos ossos do canal vertebral na medula espinhal. A aracnoide está anexada ao dura-máter, enquanto que a pia-máter está anexada ao tecido do Sistema Nervoso Central. Quando a dura-máter e a aracnoide se separam, o espaço entre elas é chamado de espaço subdural.

Patologia[editar | editar código-fonte]

Existem três tipos de hemorragias envolvendo as meninges:[3]

  • A hemorragia subaracnóidea é um sangramento agudo abaixo da aracnoide; pode ocorrer espontaneamente ou como resultado de um trauma.
  • O hematoma subdural é um hematoma (acúmulo de sangue) localizado no espaço criado na separação entre a aracnoide e a dura-máter. A pequenas veias que conectam o dura-máter e a aracnoide são lesionadas, normalmente durante um acidente, e o sangue pode vazar dentro desta área.
  • Um hematoma epidural similarmente pode surgir após um acidente ou espontaneamente.

Outras condições médicas que afetam as meninges incluem a meningite (podendo esta ser causada por infecção fúngica, bacterial, ou virótica) e os meningiomas (tumor na meninge) surge nas meninges ou em tumores formados em outra parte do organismo que sofrem metástase para as meninges.

Imagens adicionais[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. 1999.04.0057%3Aentry%3Dmh%3Dnigc μήνιγξ, Henry George Liddell, Robert Scott, A Greek-English Lexicon, on Perseus
  2. Dura-máter em Sistema Nervoso. Acessado em 28 de agosto de 2007
  3. Orlando Regional Healthcare, Education and Development. 2004. "Overview of Adult Traumatic Brain Injuries." Retrieved on January 16, 2008.