Naihanchi

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Naihanchi
Motobu Choki2.jpg
Choki Motobu executando kata naihanchi
Grafia
Outros nomes
  • Naifanchi (em japonês: ナイファンチ)
  • Tekki (鉄騎)
Kanji 內步進
Hiragana ナイハンチ
Informações gerais
Classe Kata
Local(is) de origem  Ryukyu
Estilo(s) original(is) Naha-te
Estilo(s) praticante(s)
Karate icon.svg

Naihanchi (內步進?) é o nome de uma série de katas, a qual era único e extenso kata, que foi repartido em outros três menores: shodan, nidan e sandan. E, em que tese ter-se popularizado nas escolas descendentes do estilo Shorin-ryu, sua forma primitiva foi praticada no estilo Naha-te.[1] [2] O mestre Gichin Funakoshi, quando passou a introduzir o caratê em todo o arquipélago japonês, modificou seu nome para Tekki (鉄騎?) e também alterou a base em de execução de naihanchi dachi (內步進立ち?) para kiba dachi (騎馬立ち?).[3]

História[editar | editar código-fonte]

Diz-se que as características originais do kata seriam muito parecidas às técnicas de uma estilo antigo de kung Fu, chamado de Dai-Po Chin, que era praticado perto da região do Rio Yangtzé. O kata teria sido introduzido por um mestre chinês de nome Lau Lai Anan, alcunhado de Ason. Mas essa forma original, que era muito mais agressiva, perdeu-se.[4] [5]

Originalmente, tratava-se de um kata longo, que seria praticado por um chinês que vivia em Tomari. Esse mestre te-lo-ia ensinado ao mestre Sokon Matsumura, que o ensinou depois ao mestre Anko Itosu. É um exercício básico mas importantíssimo dentro do caratê, tradicional. Tão importante que Kentsu Yabu dizia que o caratê começa e termina com naihanchi.[6]

A despeito da carência de fontes, a real importância do kata advem de sua longevidade, pois teria sido praticado mesmo pelos moradores ancestrais de Oquinaua, mesmo que não se tenham exatas referências acerca disso. Por outro lado, quando se estuda seu bunkai, pode-se notar a existência de técnicas de arremesso (nage waza), as quais indicam sua antiguidade, pois mostra técnicas correntes do sistema de torite, como bem ensinava o mestre Choki Motobu.

Uma provável ligação com a China reflecte-se no facto de o embusen do kata ser lateralmente linear, o que seria resultado de sua verdadeira origem, ligada aos defensores da Muralha da China, haja vista que eles não poderiam deslocar-se senão lateralmente, porque ocupados e preocupados com a defesa da construção em si e com eventuais atacantes, que avançariam pelos lados.

Aconteceu ainda de, em 1960, um praticante de wushu, do estilo da «Garça branca», chamado Daichi Kaneko, ensinou em Oquinaua uma técnica denominada nei shi (内侧). Esta técnica possui um movimento forte com as pernas, já conhecido naquelas, chamado de nami gaeshi (波返斬 ou 波返?), que serve para defender e para desestabilizar o adversário, atacando o tanden, tirando o equilíbrio. Interesante é que nei shi é pronunciado nohanchi no dialeto de Fuzhou. Tal circunstância parece confirmar tanto que o kata é de origem chinesa, como que era praticado há bastante tempo em Oquinaua, por causa dos golpes não restritos àqueles contundentes do caratê desporttivo.

Em Oquinaua, as escolas tradicionais aplicavam o treino de naihanchi como disciplina inicial do currículo, sendo prática corrente um aluno passar de dois a três anos sem praticar outros exercícios que não o kata. Não gosto de colocar caratê com C e sim gosto de escrever KARATÊ

Genealogia[editar | editar código-fonte]

 
 
Chuan fa
 
 
 
 
 
 
 
Naha-te
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
Tomari-te
 
Shuri-te
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
Shorei-ryu
 
 
 
 
 
 
 
Shorin-ryu
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
Kyokushin
 
Shindo jinen ryu
 
Shotokan
 
Shito-ryu
 
Wado-ryu
 
Kobayashi-ryu
 
Matsubayashi-ryu
 
Matsumura Seito
 
Shobayashi-ryu
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
Shotokai
 
Asai-ha
 
Kanazawa-ha

Características[editar | editar código-fonte]

O embusen é totalmente linear, deslocando-se de uma lateral a outra, apenas.

Referências

  1. Naihanchi katas (em inglês). Página visitada em 19.set.2010.
  2. ED MCGRATH AND THE AOKAINC SCHOOL OF ISSHIN-RYU KARATE AND SELF DEFENSE (em inglês). Página visitada em 26.set.2011.
  3. The Tekki Katas (em inglês). Página visitada em 19.set.2010.
  4. Javier Martinez: Naihanchi kata (em inglês). Página visitada em 26.set.2011.
  5. >Naihanchi - Karate's Most Deadly Kata? - Practical Martial Arts™ Copyright 2007 - Keep it Real, Keep it Practical (em inglês). Página visitada em 26.set.2011.
  6. Naihanchi (em inglês). Página visitada em 26.set.2011.
Ícone de esboço Este artigo sobre caratê é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.